🔴 [TESTE GRÁTIS] 30 DIAS DE ACESSO A SÉRIE RENDA IMOBILIÁRIA – LIBERE AQUI

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
FALAS POLÊMICAS

Lula compara ataques de Israel à Gaza ao Holocausto e diz que irá esperar conclusões de legistas para comentar morte de opositor de Putin

Em coletiva durante viagem à África, o presidente abordou dois temas sensíveis para a diplomacia internacional e foi criticado pelo premiê de Israel e pela oposição

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva - Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em seu último dia de viagem pela África, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) abordou temas sensíveis para a diplomacia internacional neste domingo (18), como a guerra entre Israel e o Hamas e a morte de Alexei Navalny.

As falas foram consideradas polêmicas e provocaram duras críticas da oposição. Vale relembrar que o presidente volta hoje ao Brasil, mas participou de uma entrevista coletiva em na capital da Etiópia antes de deixar o continente africano.

No mesmo dia em que os ataques de Israel à Faixa de Gaza deixaram ao menos 18 mortos — segundo informações da Associated Press , Lula comparou o conflito ao Holocausto, genocídio perpetrado pela Alemanha nazista no qual milhões de judeus foram perseguidos, presos e mortos.

"O que está acontecendo na Faixa de Gaza com o povo palestino não existe em nenhum outro momento histórico. Aliás existiu quando Hitler resolveu matar os judeus", declarou ele.

O presidente defendeu ainda que não há uma guerra em curso em Gaza, e sim um genocídio: "Não é uma guerra entre soldados e soldados. É uma guerra entre um exército altamente preparado e mulheres e crianças."

A fala rendeu duras críticas do Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Betanyahu. "As palavras do presidente do Brasil são vergonhosas e graves. Comparar Israel ao Holocausto é cruzar uma linha vermelha. Israel luta pela sua defesa e pela garantia do seu futuro até à vitória completa e fá-lo ao mesmo tempo que defende o direito internacional", escreveu ele em uma postagem no X, antigo Twitter.

O premiê contou ainda que, junto com o chanceler de Israel, decidiu convocar imediatamente o embaixador brasileiro no país para uma "dura conversa de repreensão".

PODCAST TOUROS E URSO - O ano das guerras, Trump rumo à Casa Branca e China mais fraca: o impacto nos mercados

Falas de Lula viram alvo da oposição

A fala também foi compartilhada pelo líder da minoria no Senado, Ciro Nogueira (PP), em postagens no X. Nogueira afirmou que o Holocausto é "incomparável" e pediu desculpas aos judeus em nome dos brasileiros.

A declaração de Lula também foi alvo de críticas de outro senador, Rogério Marinho (PL). Líder da oposição na Casa, Marinho atribuiu a comparação a "rasgos de senilidade, maldade deliberada e ignorância histórica". "O Brasil voltou... padrão PT", disse ele.

Lula diz que vai esperar legistas para falar sobre morte de opositor de Putin

Mais tarde, o senador voltou a utilizar as redes sociais para criticar outra fala de Lula na mesma coletiva, desta vez sobre a morte de Alexei Navalny, o opositor de Putin que denunciou a corrupção na Rússia.

O mais conhecido líder da oposição ao presidente russo morreu na última sexta-feira (15), aos 47 anos. Navalny estava preso em uma colônia penal em Kharp, a cerca de 1.900 quilômetros a nordeste de Moscou, e "se sentiu mal" após uma caminhada, de acordo com as autoridades russas.

A justificativa não convenceu a família de Navalny e líderes ocidentais. O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, por exemplo, atribuiu o falecimento a "Putin e seus capangas".

Já Lula, que demorou dois dias para se pronunciar sobre o tema, disse que irá aguardar o fim das investigações antes de opinar. "Vamos acreditar que os médicos legistas vão dizer para fazer um julgamento. Se não você julga agora que foi alguém que mandou matar e não foi, depois você vai pedir desculpas?”, argumentou.

Vale relembrar que a Rússia e o Brasil são parceiros comerciais e também integram juntos o grupo de economias em desenvolvimento Brics.

Para Roberto Marinho, a postura de Lula relativiza a morte do principal opositor russo, ocorrida na prisão do estado. "Lula sendo Lula. Democracia relativa, visão relativa, moral distorcida. Padrão PT", escreveu ele em outra postagem no X.

*Com informações do Broadcast

Compartilhe

INTERNACIONAL

Haddad nos Estados Unidos: ministro da Fazenda tem agenda com FMI e instituição chefiada por brasileiro Ilan Goldfajn; veja

14 de abril de 2024 - 16:44

De segunda (15) a sexta-feira (19), o ministro participa, em Washington, da reunião de primavera do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial

NOVO CAPÍTULO

Entrou na briga: após críticas de Elon Musk a Alexandre de Moraes, governo Lula corta verba de publicidade do X, antigo Twitter

13 de abril de 2024 - 16:43

Contudo, a decisão só vale para novos contratos, porque há impedimento de suspensão com os que já estão em andamento

APÓS APAGÕES

Na velocidade da luz: Enel terá um minuto para responder os consumidores, decide Justiça de São Paulo

13 de abril de 2024 - 15:20

Desde novembro do ano passado, quando milhões de consumidores ficaram sem energia após um temporal com fortes rajadas de vento

MINISTRO E BILIONÁRIO

Em meio a embate de Elon Musk com Alexandre de Moraes, representante do X (ex-Twitter) no Brasil renuncia ao cargo

13 de abril de 2024 - 12:55

Em sua conta no LinkedIn, o advogado Diego de Lima Gualda data o fim de sua atuação na empresa em abril de 2024

META FISCAL

Mal saiu, e já deve mudar: projeto da meta fiscal já tem data, mas governo lista as incertezas sobre arrecadação

13 de abril de 2024 - 11:49

A expectativa é para a mudança da meta fiscal a ser seguida no próximo ano devido a incertezas sobre a evolução na arrecadação

ELEIÇÕES 2024

São Paulo já tem oito pré-candidatos na disputa por nove milhões de votos; conheça os nomes

7 de abril de 2024 - 15:45

Guilherme Boulos (PSOL) e o atual prefeito Ricardo Nunes (MDB) lideram as pesquisas de intenção de votos a seis meses das eleições municipais

VEM DINHEIRO AÍ?

Haddad acerta com mercado financeiro mudanças na tributação e prazos para atrair investimentos para bolsa 

4 de abril de 2024 - 8:44

A expectativa é de que as propostas avancem após a regulamentação da reforma dos impostos sobre o consumo, aprovada no ano passado pelo Legislativo

Eleições municipais

Simone Tebet diz que subirá em palanque de prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, quando Jair Bolsonaro não estiver

31 de março de 2024 - 11:54

Candidato a reeleição na capital paulista, Nunes é do MDB, partido da ministra do Planejamento

INÍCIO DA DITADURA

Maioria da população diz que data do golpe de 1964 deve ser desprezada, diz Datafolha; como o governo Lula lidará com a data?

30 de março de 2024 - 15:02

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) determinou que o governo não realize atos em memória do golpe neste ano

SOE O GONGO

Quem será o herdeiro de Bolsonaro em 2026? Pesquisa revela nome com mais chances contra Lula na próxima eleição

30 de março de 2024 - 10:55

Quando os eleitores são informados que Michelle e Tarcísio teriam apoio explícito de Bolsonaro, eles empatam tecnicamente com o atual presidente da República

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies