🔴 CHANCE DE MULTIPLICAR O SEU CAPITAL POR 7,5X COM 1 CLIQUE – CONHEÇA A FERRAMENTA

Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
CONFIRA OS CENÁRIOS

Multiplan (MULT3): sócio histórico quer vender mais de 111 milhões de ações MULT3 — e essa pode ser uma oportunidade de destravar valor para os acionistas

Confirmando as expectativas do mercado, o fundo de pensão dos professores canadenser anunciou a intenção de desfazer-se de toda sua participação na empresa

Fachada do shopping Village Mall, da Multiplan (MULT3) | Dividendos
Localizado no Rio de Janeiro, o VillageMall é um dos principais shoppings do portfólio da Multiplan (MULT3) - Imagem: Divulgação

Acionista da Multiplan (MULT3) há 18 anos e um dos maiores investidores da companhia, o Ontario Teacher’s Pension Plan anunciou que pretende desfazer-se de toda a posição na administradora de shoppings.

Sócio histórico da empresa, o fundo de pensão dos professores canadense já havia vendido cerca de 18,5% do capital, o que corresponde à metade de sua participação, no final de abril. A fatia em questão não estava ligada ao acordo de acionistas que o OTPP tem com o fundador da Multiplan, José Isaac Peres.

Agora, confirmando as expectativas do mercado, o fundo informou que quer vender os 18,5% restantes. O percentual corresponde a mais de 111 milhões de ações, mas o montante não deve ser despejado no mercado.

Isso porque o acordo de acionistas entre o OTPP e Peres prevê que a fatia não pode ser pulverizada em bolsa — ou seja, deve ser vendida inteiramente para um único comprador.

O próprio fundador pode vir a ser o comprador, por meio da Multiplan Participações (MPAR). A MPAR tem 90 dias para dizer se vai o não exercer seu direito de preferência e ficar com a fatia, o que elevaria a participação da família Peres para quase 44%.

Caso a MPAR opte por ficar de fora do negócio, o fundo canadense poderá negociar as ações com outros potenciais compradores.

Como o movimento pode beneficiar as ações da Multiplan (MULT3)?

A notícia sobre a venda dos papéis repercute de maneira negativa no mercado nesta terça-feira (25). Por volta das 11h45, as ações MULT3 operavam em queda de 1,21%, a R$ 22,77.

Mas, apesar da reação, analistas acreditam que o movimento pode gerar uma oportunidade para os demais acionistas.

O Itaú BBA, por exemplo, assume dois cenários: que a Multiplan faça a recompra das ações ou que a participação vá para a MPAR. Em ambos os casos, o banco de investimento enxerga o potencial para destravar valores "significativos" nos próximos dois anos.

"No entanto, acreditamos que há uma chance maior de upside para o último cenário, porque ele permitiria à família Peres aumentar sua participação e abriria espaço para dividendos maiores por meio da aceleração na desalavancagem da MPAR".

O Santander também vê os fundadores como "os compradores naturais" da fatia do fundo canadense com base em três fatores:

  • A Multiplan já negocia a um valuation "excessivamente" descontado e os analistas acreditam que a falta de liquidez da posição OTPP pode resultar em um preço "ainda melhor";
  • A companhia e Peres historicamente exercem seu direito de preferência em seus melhores ativos, mesmo que exija o uso de uma "alta dose de alavancagem";
  • O fato que o acordo de acionistas é "rigoroso", pois exige que o potencial comprador também cumpra os termos e veta a venda a qualquer empresa ou investidor que já tenha exposição ao setor de shoppings no Brasil.

Vale destacar que tanto o Santander quanto o Itaú BBA recomendam compra para as ações da Multiplan, com preços-alvo de R$ 33,50 e R$ 32, respectivamente.

Compartilhe

A MALA TÁ FEITA

Com data para deixar a B3, Cielo (CIEL3) recebe aval dos membros independentes do conselho para OPA

18 de julho de 2024 - 20:02

Leilão marcado para o dia 14 de agosto tem como objetivo vender 902.247.285 ações ordinárias da companhia a R$ 5,60

PERTO DO LIMITE?

Ambipar (AMBP3): Mercado faz contas e especula se controlador pode ser obrigado a fazer OPA

18 de julho de 2024 - 19:13

No entendimento de parte do mercado, Tércio Borlenghi Júnior já ultrapassou o limite de um terço das ações em circulação da Ambipar (AMBP3) em compras

FUSÕES E AQUISIÇÕES

De olho no sucesso de óculos inteligentes, Meta quer um pedaço da EssilorLuxottica, dona da Ray-Ban

18 de julho de 2024 - 17:00

Companhia de Mark Zuckerberg negocia a aquisição de 5% da empresa, participação avaliada em cerca de US$ 5 bilhões

VALE A PENA?

A ação da Vale (VALE3) está barata? Papel está descontado em relação a gigantes gringas; saiba se é hora de aproveitar

18 de julho de 2024 - 15:47

O Itaú BBA calcula um preço-alvo de US$ 14 para os ADRs da mineradora, o que representa um potencial de valorização de 24,8% sobre o fechamento de quarta-feira (17)

IA EM FOCO

Depois da tempestade, setor de chips e semicondutores de Inteligência Artificial (IA) respira após balanço da TSMC

18 de julho de 2024 - 13:48

Empresa taiwanesa ampliou lucro em 36% no segundo trimestre e superou as expectativas, com forte demanda por chips

AQUISIÇÃO

De olho nas importações, BTG Pactual (BPAC11) adquire capital social da Sertrading, empresa de patrimônio de quase R$ 400 milhões

18 de julho de 2024 - 9:46

De acordo com o comunicado enviado à CVM, em quatro anos, o volume transacionado em operações de comércio exterior passou de R$ 5 bilhões para R$ 19 bilhões

EMPREENDEDORISMO

Novo visual e mudança de nome: as apostas da Grendene (GRND3) para conquistar franqueados e abrir mais lojas da Melissa

18 de julho de 2024 - 9:09

Um ano após internalizar a gestão de franquias, a marca famosa por suas sandálias de plástico com aroma de tutti-frutti também lançará novos formatos de lojas

APÓS A CRISE

Lemann e sócios recalculam a rota: Americanas (AMER3) adia publicação do balanço após laudo de investigação independente

18 de julho de 2024 - 7:33

A publicação dos resultados ficou para o dia 14 de agosto, quando também serão divulgados os números do período até 30 de junho

MAIS UM PASSO

Agora vai? Grupo de credores da Americanas (AMER3) adere ao plano de recuperação judicial e abre caminho para novas emissões e pagamentos

17 de julho de 2024 - 20:27

Segundo a varejista, os credores titulares da maioria dos créditos quirografários — aqueles sem garantia — aderiram às deliberações sobre o plano de recuperação judicial do grupo, homologado em 26 de fevereiro de 2024

VALE A PENA VER DE NOVO

Guerra na Vale (VALE3)? Mineradora volta a falar sobre a sucessão do CEO em meio a boatos de divisão interna

17 de julho de 2024 - 19:48

No início do mês, o jornal o Globo noticiou uma divisão dentro da mineradora, que poderia levar a uma tentativa de implosão do atual conselho e comprometer a escolha do novo comandante da empresa

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar