🔴 CHANCE DE MULTIPLICAR O SEU CAPITAL POR 7,5X COM 1 CLIQUE – CONHEÇA A FERRAMENTA

Camille Lima
Camille Lima
Repórter no Seu Dinheiro. Estudante de Jornalismo na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Já passou pela redação do TradeMap.
ENTRE FINANÇAS E TECNOLOGIA

Corrida pela inteligência artificial: Nubank vai às compras e abocanha empresa no Vale do Silício

Banco digital anunciou a aquisição da empresa de inteligência de dados Hyperplane, mas não revelou o valor da transação

Camille Lima
Camille Lima
26 de junho de 2024
18:45 - atualizado às 17:34
Nubank
Nubank - Imagem: Divulgação

Enquanto a inteligência artificial conquista cada vez mais os holofotes na corrida do setor financeiro por inovações tecnológicas, o Nubank (ROXO34) decidiu ir às compras no Vale do Silício para não ficar para trás.

O banco digital anunciou nesta quarta-feira (26) a aquisição da empresa de inteligência de dados Hyperplane. O valor da transação não foi informado. 

De acordo com a fintech, o negócio ajudará na oferta de produtos e serviços financeiros personalizados para os clientes do banco.

“Há investimentos fundamentais que uma plataforma financeira precisa fazer para rodar com IA. O Nubank é o lugar perfeito para acelerar nossa visão de sistema bancário de consumo hiperpersonalizado devido à maturidade da sua infraestrutura de dados e a sua cultura de inovação”, disse Felipe Lamounier, cofundador da Hyperplane.

Segundo o fundador e CEO do Nubank, David Vélez, a missão do banco digital é “combater complexidades e empoderar clientes para que nos amem fanaticamente”. 

“Nossos primeiros investimentos em IA, somados à impressionante infraestrutura e à talentosa equipe que a Hyperplane montou, vão acelerar nossa missão”, disse Vélez, em nota à imprensa.

Quem é a empresa que o Nubank (ROXO34) abocanhou

Ainda que a empresa de inteligência de dados que o Nubank decidiu colocar na sacola seja jovem — com pouco mais de dois anos de existência —, a transação deve permitir um impulso nas iniciativas do banco do cartão roxo em IA.

Para o Nubank, a infraestrutura existente e o caminho de integração entre a fintech e a Hyperplane significam que o banco poderá aproveitar “imediatamente” as capacidades avançadas de inteligência artificial da empresa.

Fundada em 2022 por Daniel Silva, Felipe Lamounier, Rohan Ramanath e Felipe Meneses, a Hyperplane tem contribuído para o uso de modelos com base de dados proprietários para “fornecer serviços financeiros de alta qualidade” em larga escala.

Leia também:

A empresa desenvolveu sistemas de inteligência artificial para processar e examinar grandes volumes de dados não estruturados, como interações com clientes e informações sobre transações.

Isso permite que instituições como o próprio Nubank compreendam melhor as necessidades e preferências individuais dos clientes.

De acordo com o Nu, a plataforma permite que instituições financeiras treinem, avaliem e implementem modelos de “deep learning” (aprendizagem profunda) com dados proprietários para tomada de decisões. 

A ideia é que a aquisição ainda dê suporte para a equipe do Nubank de especialistas em IA, permitindo a criação de conexões entre contextos amplos, além de gerar insights e embasar a tomada de decisões.

“A tecnologia de IA da Hyperplane se integrará perfeitamente aos nossos sistemas, aprimorando nossa capacidade de analisar vastos conjuntos de dados e personalizar nossos serviços em um nível granular. É um marco significativo em nossa jornada rumo a um ecossistema bancário mais inteligente e centrado em IA”, afirmou Vitor Olivier, chefe de tecnologia (CTO) do Nubank.

Além disso, a companhia deve aumentar o potencial do Nubank em machine learning (aprendizagem de máquina), com a construção de modelos para as equipes de produto e engenharia.

Compartilhe

SAIU!

Privatização da Sabesp (SBSP3): a maior oferta de saneamento da história movimenta R$ 14,8 bilhões; confira os detalhes da operação

19 de julho de 2024 - 6:14

A demanda total do mercado pelas ações da Sabesp chegou a R$ 187 bilhões — 53% foram ordens de investidores estrangeiros e o restante de gestoras locais

A MALA TÁ FEITA

Com data para deixar a B3, Cielo (CIEL3) recebe aval dos membros independentes do conselho para OPA

18 de julho de 2024 - 20:02

Leilão marcado para o dia 14 de agosto tem como objetivo vender 902.247.285 ações ordinárias da companhia a R$ 5,60

PERTO DO LIMITE?

Ambipar (AMBP3): Mercado faz contas e especula se controlador pode ser obrigado a fazer OPA

18 de julho de 2024 - 19:13

No entendimento de parte do mercado, Tércio Borlenghi Júnior já ultrapassou o limite de um terço das ações em circulação da Ambipar (AMBP3) em compras

FUSÕES E AQUISIÇÕES

De olho no sucesso de óculos inteligentes, Meta quer um pedaço da EssilorLuxottica, dona da Ray-Ban

18 de julho de 2024 - 17:00

Companhia de Mark Zuckerberg negocia a aquisição de 5% da empresa, participação avaliada em cerca de US$ 5 bilhões

VALE A PENA?

A ação da Vale (VALE3) está barata? Papel está descontado em relação a gigantes gringas; saiba se é hora de aproveitar

18 de julho de 2024 - 15:47

O Itaú BBA calcula um preço-alvo de US$ 14 para os ADRs da mineradora, o que representa um potencial de valorização de 24,8% sobre o fechamento de quarta-feira (17)

IA EM FOCO

Depois da tempestade, setor de chips e semicondutores de Inteligência Artificial (IA) respira após balanço da TSMC

18 de julho de 2024 - 13:48

Empresa taiwanesa ampliou lucro em 36% no segundo trimestre e superou as expectativas, com forte demanda por chips

AQUISIÇÃO

De olho nas importações, BTG Pactual (BPAC11) adquire capital social da Sertrading, empresa de patrimônio de quase R$ 400 milhões

18 de julho de 2024 - 9:46

De acordo com o comunicado enviado à CVM, em quatro anos, o volume transacionado em operações de comércio exterior passou de R$ 5 bilhões para R$ 19 bilhões

EMPREENDEDORISMO

Novo visual e mudança de nome: as apostas da Grendene (GRND3) para conquistar franqueados e abrir mais lojas da Melissa

18 de julho de 2024 - 9:09

Um ano após internalizar a gestão de franquias, a marca famosa por suas sandálias de plástico com aroma de tutti-frutti também lançará novos formatos de lojas

APÓS A CRISE

Lemann e sócios recalculam a rota: Americanas (AMER3) adia publicação do balanço após laudo de investigação independente

18 de julho de 2024 - 7:33

A publicação dos resultados ficou para o dia 14 de agosto, quando também serão divulgados os números do período até 30 de junho

MAIS UM PASSO

Agora vai? Grupo de credores da Americanas (AMER3) adere ao plano de recuperação judicial e abre caminho para novas emissões e pagamentos

17 de julho de 2024 - 20:27

Segundo a varejista, os credores titulares da maioria dos créditos quirografários — aqueles sem garantia — aderiram às deliberações sobre o plano de recuperação judicial do grupo, homologado em 26 de fevereiro de 2024

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar