🔴 META: ATÉ R$ 3.000 POR DIA COM 2 OPERAÇÕES – CONHEÇA O INDICADOR X

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
PENSAMENTO DESENVOLVIMENTISTA

Crítica da “economia de rentistas” do Brasil, economista Maria da Conceição Tavares morre aos 94 anos

Ex-deputada federal pelo PT, a economista era uma crítica feroz do liberalismo e neoliberalismo econômico e defendia a maior intervenção do Estado na economia brasileira

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
8 de junho de 2024
14:50 - atualizado às 13:04
A economista Maria da Conceição Tavares
A economista Maria da Conceição Tavares - Imagem: Fernando FrazãoAgência Brasil

Morreu neste sábado (8), aos 94 anos, a economista Maria da Conceição Tavares, um dos principais nomes do pensamento desenvolvimentista, que defende uma maior intervenção do Estado na economia para estimular o crescimento. 

De acordo com amigos e familiares, ela estava em casa, e morreu dormindo, durante a madrugada. A causa da morte não foi divulgada.

Nascida em Portugal, em 1930, e radicada no Brasil desde 1954 — se naturalizou brasileira em 1957 —, Maria da Conceição foi professora na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). 

Foi deputada federal pelo PT entre 1995 e 1999 e participante ativa do debate público sobre política econômica, sobretudo no período da redemocratização, nos anos 1980.

Teve grande influência sobre a elaboração do Plano Cruzado, no governo de José Sarney, e chegou a se emocionar durante entrevista em rede nacional de TV ao dizer que o plano foi o primeiro programa anti-inflacionário a não prejudicar o trabalhador.

"Conceição ensinou toda uma geração que economista não era uma questão de mercado. Comemoramos o prazer de ter vivido na mesma época", afirmou a amiga de Maria Conceição Tavares, Gloria Moraes, ao informar o falecimento.

Maria da Conceição Tavares, uma crítica da “economia de rentistas”

A economista Maria da Conceição era uma crítica feroz do liberalismo e neoliberalismo econômico. 

Em artigo publicado no site da Fundação Perseu Abramo, ligada ao PT, em 2021 — ainda durante o governo de Jair Bolsonaro —, escreveu: 

"Com o neoliberalismo não vamos a lugar algum. Sobretudo porque, repito: historicamente o Brasil nunca deu saltos se não com impulsos do próprio Estado. Esses últimos dois anos têm sido pavorosos, do ponto de vista econômico, social e político. Todas as reformas propostas são reacionárias, da trabalhista à previdenciária. Vivemos um momento de 'acerto de contas' com Getúlio, com uma sanha inquisidora de direitos sem precedentes.” 

Segundo Conceição, trata-se de “um ajuste feito em cima dos desfavorecidos, da renda do trabalho, da contribuição previdenciária, da mão de obra”. 

“O Brasil virou uma economia de rentistas, o que eu mais temia. É necessário fazer uma eutanásia no rentismo, a forma mais eficaz e perversa de concentração de riquezas."

  • 850 mil brasileiros já estão recebendo, todos os dias, as atualizações mais relevantes do mercado financeiro. Você é um deles? Se a resposta for não, ainda dá tempo de “correr atrás do prejuízo”. Clique aqui para começar a receber gratuitamente. 

Crise política e desenvolvimento econômico do Brasil

Em evento realizado em 2015 em sua homenagem, Maria da Conceição Tavares disse que o Brasil precisava de uma aliança ampla com diversos setores da sociedade, para além de uma "frente de esquerda", para vencer a crise política.

Além disso, na avaliação da economista, era preciso uma política de substituição de importações para vencer a crise econômica. 

"Hoje é fundamental recuperar a esperança porque a conjuntura está muito adversa", disse.

No mesmo evento, disse não crer na possibilidade, no curto prazo, de se levar adiante um projeto de desenvolvimento econômico do País com inserção internacional. 

Nem mesmo quando "o Estado nacional recuperar sua capacidade de operação, pelo menos fiscal" ou com o câmbio mais favorável às exportações. 

Isso porque, segundo ela, o fim do superciclo de commodities e a desaceleração do crescimento da China seriam obstáculos difíceis de transpor.  Por isso, a saída para a economia nacional seria "voltar ao começo".

"Temos de fazer, por um lado, por razões de conjuntura internacional e interna, um esforço de substituição de importações outra vez e, por outro, fazer um Estado social de bem-estar, porque esse curso dos últimos dez anos não pode ser interrompido", afirmou. Ela dizia ser possível manter políticas de distribuição de renda com a substituição das importações e com investimentos em infraestrutura.

*Com informações de Estadão Conteúdo e Agência Brasil.

Compartilhe

MERCADOS HOJE

Dólar salta na abertura e vai a R$ 5,44: o ataque de Lula à Campos Neto que fez o real cair ainda mais

18 de junho de 2024 - 10:32

O presidente da República deu entrevista à Rádio CBN de Londrina e voltou a criticar o posicionamento político do chefe da autoridade monetária

VAI OU NÃO VAI

Governo e Congresso não entram em acordo para fim do orçamento secreto — e STF entra para fazer conciliação

18 de junho de 2024 - 8:39

Ex-ministro da Justiça do governo Lula, Dino herdou a relatoria do processo ao assumir a cadeira da ministra Rosa Weber, que conduziu a ação sobre o orçamento secreto no STF

LOTERIAS

Lotofácil começa semana com tudo enquanto apostadores se preparam para a Quina de São João

18 de junho de 2024 - 5:51

Enquanto a Lotofácil teve 2 ganhadores na noite de segunda-feira, a Mega-Sena acumulada corre hoje valendo R$ 53 milhões

BOLETIM FOCUS

Mercado vê piora na inflação e no dólar — e já não acredita mais que os juros voltarão em 2024, mesmo com críticas de Lula

17 de junho de 2024 - 9:19

Além dos principais indicadores, outros números do Focus chamam a atenção, como o déficit da conta corrente de 2024, que saiu de US$ 33,55 bilhões para US$ 36,20 bilhões

NO PALÁCIO DA ALVORADA

Em meio a crise sobre meta fiscal, Lula convoca Haddad e Tebet para debater revisão de gastos e alfineta Congresso

17 de junho de 2024 - 8:32

A revisão de despesas, portanto, parece se impor, mas dependerá, primeiro, do aval de Lula e, depois, da disposição dos parlamentares

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: feriado nos EUA desacelera semana na quarta-feira, com destaque para Copom e crise no governo

17 de junho de 2024 - 6:02

Vale lembrar também que nesta semana acontece a decisão de juros no Brasil e o BC deve manter a Selic no atual patamar de 10,5% ao ano

ELAS NO COMANDO

Bilionária é ela: quem é a chilena que passou o brasileiro e agora é a 2ª pessoa mais rica da América Latina

16 de junho de 2024 - 11:02

O brasileiro Eduardo Saverin, que há dois meses ocupava o segundo lugar na lista da Forbes, foi ultrapassado por Iris Fontbona

ACUMULOU

Mega-Sena pagará prêmio de R$ 53 milhões para quem acertar as seis dezenas

16 de junho de 2024 - 9:33

Segundo a Caixa, o próximo sorteio acontece na terça-feira, dia 18 de junho, e quem vencer pode levar uma bolada para casa

AUTOMÓVEIS

Volvo EX30 dá boas-vindas à era de carros smartificados; fizemos o test-drive e o resultado você confere aqui

16 de junho de 2024 - 7:59

Elétrico que simboliza nova fase da Volvo é sustentável e minimalista ao extremo; aposta alta em público jovem, endinheirado e sedento por inovação

NÃO POUPOU NINGUÉM

Lula solta farpas contra Selic, Campos Neto e cita plano fiscal — confira o que o petista falou dessa vez

15 de junho de 2024 - 15:29

Na noite da última segunda-feira, 10, Tarcísio de Freitas (Republicanos) promoveu um jantar em homenagem ao chefe do BC e parece que o presidente não ficou satisfeito com a celebração

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar