🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
O INGREDIENTE (NÃO TÃO) SECRETO

A receita para os juros baixos: Campos Neto diz o que é preciso para a taxa cair a partir de agora

Em meio à pressão por juros mais baixos, Campos Neto fala o que pode ajudar na política monetária; agência Fitch alerta para as críticas de Lula a RCN

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
2 de julho de 2024
16:27 - atualizado às 19:17
campos neto small caps ações selic copom
Imagem: Freepik/Agência Brasil

Farinha, ovos, sal ou açúcar são comuns em muitas das receitas, mas na política monetária nenhum deles tem serventia. Segundo o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, o melhor ingrediente para se fazer uma economia saudável e, por consequência, juros baixos é uma boa reforma

"Precisamos falar sobre quais reformas são necessárias no médio prazo para garantir que tenhamos uma taxa estrutural, uma taxa neutra mais baixa do que temos agora", disse RCN em um evento do Banco Central Europeu (BCE) em Sintra, Portugal.

A taxa de juros neutra é aquela que não esfria demais ou super aquece a economia de um país. 

Os juros ideais para o Brasil

Segundo Campos Neto, a taxa neutra real de juros do Brasil ainda é muito alta, mesmo com reformas conduzidas durante a pandemia. 

Na mais recente ata do Comitê de Política Monetária (Copom), o BC aumentou a estimativa de juros real neutro, de 4,5% para 4,75%

Economistas veem um nível mais alto, próximo de 5%, segundo as medianas do último Questionário Pré-Copom (QPC).

Segundo Campos Neto, há fatores estruturais que determinam juros neutros mais altos no Brasil, como o crédito subsidiado, a trajetória da dívida pública e a baixa produtividade. 

RCN destacou que o País conduziu reformas importantes, como a da Previdência e a trabalhista, mas que os juros neutros continuam altos.

O presidente do BC ainda disse que ajustes fiscais pelo lado da receita tendem a taxar mais o capital do que o trabalho, o que reduz a produtividade.

A SELIC NÃO VAI CAIR DE NOVO TÃO CEDO: ACABARAM OS CORTES OU FOI SÓ UMA PAUSA?

O futuro do BC

As declarações de Campos Neto acontecem em um momento de tensão renovada com o governo, que cobra do BC taxas de juros mais baixas. 

Para o codiretor de rating para Américas da Fitch Ratings, Todd Martinez, o governo "mostra desconforto com a gestão da política monetária, mas não interfere nela."

Contudo, Todd Martinez apontou que tal postura do presidente Lula, de criticar Campos Neto, "gera ruídos, que não são saudáveis em ano que ocorrerá a troca de liderança do BC." 

Ele ressaltou que "apesar de muitos ruídos", o Poder Executivo "apresenta pragmatismo" para conduzir o País.

De acordo com Martinez, a decisão da Fitch, na semana passada, de manter o rating do País em BB, com perspectiva estável, indica "o pragmatismo da política (econômica), mas alguma piora na área fiscal." 

Ele apontou que, em 2023, os sinais apresentados pela gestão das contas públicas "foram muito bons", pois indicaram eficiência na administração de gastos e receitas.

"A gestão fiscal é o ponto fraco da economia do Brasil", disse Martinez, ressaltando que um problema para a administração das contas públicas é que muitas despesas são obrigatórias. 

"O Congresso conservador não ajuda para a política fiscal ser conservadora." Ele fez os comentários em webinar promovido pela Fitch.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Compartilhe

PHISHING

Apagão cibernético: Criminosos usam queda nos sistemas da Microsoft para aplicar golpes — e Brasil não escapa da mira 

20 de julho de 2024 - 14:58

Os EUA não são o único alvo dos ataques. Por aqui, também há relatos de casos de phishing usando como isca o apagão cibernético

E AGORA, BILIONÁRIO?

Bilionário em apuros? Elon Musk vê fortuna desabar US$ 7 bilhões em apenas um dia. Saiba o que fez o CEO da Tesla perder tanto dinheiro assim

20 de julho de 2024 - 13:48

Após o recuo de 4,02% das ações da Tesla em Wall Street, a riqueza do dono do Twitter e da Space X caiu para aproximadamente US$ 257 bilhões

BOMBOU NO SD

O plano dos irmãos Batista para ficar com a Amazonas Energia, produção da Vale e volatilidade da Ambipar (AMBP3): Os destaques do Seu Dinheiro na semana

20 de julho de 2024 - 10:45

Os irmãos Wesley e Joesley Batista chamaram a atenção após uma empresa do grupo J&F sinalizar interesse no controle da Amazonas Energia; veja as matérias mais lidas da última semana

PANE NO SISTEMA

Bradesco fora do ar: bancos e filiais apresentam falhas em dia de pane em sistemas da Microsoft ao redor do mundo

19 de julho de 2024 - 9:17

A queda dos sistemas aparentemente foi causada por uma atualização da empresa de cibersegurança CrowdStrike

ALGUÉM NA ESCUTA?

Pane em sistemas da Microsoft força cancelamento de voos e desestabiliza serviços financeiros

19 de julho de 2024 - 7:44

A queda dos sistemas aparentemente foi causada por uma atualização da empresa de cibersegurança CrowdStrike

LOTERIAS

Lotofácil tem 3 acertadores e ninguém fica milionário; Mega-Sena e Quina acumulam de novo e prêmios disparam

19 de julho de 2024 - 5:58

Enquanto a Mega-Sena e a Quina “se fazem” de difíceis, a Lotofácil continua justificando o nome e distribuindo prêmios na faixa principal

PENTE FINO

Orçamento 2024: Haddad anuncia congelamento de R$ 15 bilhões para cumprir exigências do arcabouço fiscal

18 de julho de 2024 - 19:40

Segundo o ministro da Fazenda, governo Lula vai bloquear R$ 11,2 bilhões e contingenciar de R$ 3,8 bilhões

COM LUPA

Pente fino no orçamento: Lula autoriza medida adicional para revisão nas contas que vai levar a corte de R$ 25,9 bilhões

18 de julho de 2024 - 16:35

De acordo com o ministro da Fazenda, o assunto foi tratado em reunião com o presidente realizada na manhã desta quinta-feira (18) no Palácio do Planalto

ECONOMIA BRASILEIRA

Governo está comprometido com déficit fiscal zero em 2025 — mas Brasil precisa gastar “o necessário”, afirma Simone Tebet 

18 de julho de 2024 - 11:37

Em entrevista, ministra do Planejamento e Orçamento reforçou a importância de zerar o déficit no ano que vem, mas disse que o Executivo precisa garantir as políticas sociais

CORRIDA PELA CASA BRANCA

Por que você que investe em criptomoedas deveria se importar com a possível eleição de Donald Trump — e por que, no fim, não faz diferença para o bitcoin (BTC)

18 de julho de 2024 - 6:13

Em uma eleição tão polarizada, qualquer franja possível para ganhar eleitores é explorada pelos candidatos — e o setor de ativos digitais é uma dessas franjas

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar