🔴 NOVA META: ATÉ R$ 3.000 POR DIA COM DUAS OPERAÇÕES – CONHEÇA O INDICADOR X

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
AVANÇO NO BRASIL

Circle, emissora da stablecoin USDC (USDC), firma parceria com BTG Pactual (BPAC11) e Nubank (ROXO34) para oferecer ‘dólar digital’ aos clientes

O anúncio acontece pouco mais de uma semana após o banco central publicar seu cronograma de regulação de stablecoins

Renan Sousa
Renan Sousa
29 de maio de 2024
14:00 - atualizado às 13:00
Logo da Circle, emissora da stablecoin USDC (USDC)
Logo da Circle, emissora da stablecoin USDC (USDC) - Imagem: Divulgação

A Circle, companhia que emite a stablecoin USDC (USDC), a sexta maior criptomoeda do mundo, anunciou nesta quarta-feira (29) mais um passo para expansão de suas atividades na América Latina. 

Depois de passar a fornecer sua stablecoin para os clientes do Nubank (ROXO34) na última terça-feira (28), agora a Circle anunciou uma parceria com o BTG Pactual (BPAC11) para fornecer ativos digitais para seus clientes, além da própria USDC. 

Atualmente, as stablecoins — criptomoedas com lastro, geralmente em dólar norte-americano — representam cerca de 90% das transações no mercado de criptomoedas, de acordo com a Circle. 

Ainda segundo a empresa, os bancos e fintechs agora buscam atender a demanda de clientes interessados em transações com essas criptomoedas. 

Enquanto o BTG Pactual é o maior banco de investimentos da América Latina, o Nubank recentemente comemorou a marca de 100 milhões de clientes, além de superar o Itaú como o maior banco da região

Circle no Brasil

Assim, como parte do lançamento da Circle no Brasil, o BTG Pactual passará a fornecer distribuição direta de USDC, tanto para clientes do varejo quanto institucionais.

O comunicado afirma que o acesso a esse tipo de ativo passa a valer imediatamente, permitindo a negociação de dólares digitais de maneira quase instantânea.

Vale lembrar que enviar dinheiro para o exterior é uma tarefa relativamente complicada e onerosa e que, muitas vezes, não ocorre de maneira instantânea.

Com as stablecoins, esse processo tende a ser mais veloz, tanto para pessoas físicas quanto para as empresas.

Com a palavra, os envolvidos

“Estamos comprometidos em causar um impacto positivo no mercado brasileiro e em fazer parceria com stakeholders importantes para capacitar empresas a participarem da economia global com mais facilidade e eficiência”, disse Jeremy Allaire, cofundador e CEO da Circle.

Para ele, existem oportunidades “poderosas” no horizonte, com a convergência do ecossistema de fintechs do Brasil convergindo para plataformas de dólares digitais.

André Portilho, Head Digital Assets do BTG Pactual, também afirmou estar animado com a parceria.

“Desde 2017, o BTG Pactual está na vanguarda das inovações do mercado financeiro, participando ativamente do espaço de criptomoedas. Nosso compromisso com a inovação nos levou a criar o Mynt, nossa própria plataforma de negociação de criptoativos. Temos orgulho de ser o primeiro banco a emitir um token de segurança e uma stablecoin de dólar no mundo”, disse.

Anúncio da Circle acontece após BC estabelecer cronograma

Por fim, é importante lembrar que o xerife do mercado de criptomoedas no Brasil é o Banco Central.

A autarquia havia sido apontada como órgão regulador do mercado de criptomoedas logo após a aprovação da lei que estabelece as diretrizes para o mercado local.

Segundo o documento do BC, a autoridade monetária brasileira deve fazer uma segunda consulta pública sobre normas gerais de atuação dos prestadores de serviço, regular stablecoins, em especial sobre os pagamentos e o mercado de câmbio.

Compartilhe

CHEGAMOS AO FIM

Acabou: Laboratório responsável pela Terra (LUNA) pagará US$ 4,5 bilhões para SEC e encerrará atividades — como fica “nova” criptomoeda agora?

13 de junho de 2024 - 19:15

Chris Amani, CEO da Terraform Labs, publicou no X, antigo Twitter, que, a partir de agora, a comunidade da criptomoeda Terra é quem cuidará do protocolo

MELHORES DO ANO

Enquanto EUA celebram primeiros ETFs de criptomoeda, Brasil tem 11 fundos do tipo — que tiveram o melhor desempenho de 2024 até agora; veja

13 de junho de 2024 - 6:22

Só em 2024, o bitcoin avançou cerca de 60%, enquanto os ETFs brasileiros também têm variações positivas, na casa dos dois dígitos — vão de 14% e chegam a 69%

RALI EM CRIPTO

Bitcoin (BTC) passa pelo primeiro teste de fogo e mira os US$ 70 mil, mas segundo round pode ser ainda mais difícil de superar; entenda

12 de junho de 2024 - 11:03

O começo eletrizante dos negócios nesta quarta-feira (12) se deve à divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI, em inglês) dos EUA

CRYPTO INSIGHTS

Até quando o bitcoin (BTC) vai ficar de lado?

11 de junho de 2024 - 19:31

Não estamos ainda no auge do bull market, pois o fator fundamental para isso (liquidez) ainda está em níveis não favoráveis para as conhecidas e tão desejadas alavancadas de preço

NEGATIVO

Entenda os dois fatores que fizeram o bitcoin (BTC) cair quase 4% hoje e derrubam o mercado de criptomoedas

11 de junho de 2024 - 11:03

No caso das criptomoedas, as liquidações nas últimas 24h cresceram mais de 200%, atingindo o patamar de US$ 195,41 milhões, segundo o CoinGlass

EM ALTA

Bitcoin (BTC) supera fase de consolidação de preços e toca os US$ 71 mil; ethereum (ETH) e outras criptomoedas sobem hoje

4 de junho de 2024 - 15:10

O último grande evento do mercado havia sido a aprovação dos primeiros ETFs de ethereum (ETH) à vista (spot) dos Estados Unidos

SEM LASTRO NEM RASTRO

A incrível história da ‘rainha cripto’ que deu um golpe de mais de R$ 20 bilhões — e hoje ninguém sabe se ela está escondida ou morta

3 de junho de 2024 - 16:06

Conhecida como rainha cripto, Ruja Ignatova não é vista desde 2017 — e especula-se que isso tenha relação com seu suposto envolvimento com um mafioso búlgaro

FIM DE SEMANA EM CRIPTO

O que a aprovação do primeiro ETF de ethereum (ETH) à vista dos EUA tem a ver com o bitcoin (BTC) na Zona da Banana; entenda aqui

1 de junho de 2024 - 15:37

A maior criptomoeda do mundo “estacionou” no patamar próximo dos US$ 68 mil, enquanto as demais moedas também tem valorizações modestas

SALTO EM CRIPTO

Aprovação do ETF de ethereum (ETH) impulsiona criptomoedas hoje; bitcoin (BTC) salta para US$ 70 mil

27 de maio de 2024 - 14:14

Quatro meses depois da aprovação dos primeiros ETFs de bitcoin à vista (spot), o mercado celebra a mesma notícia, mas agora para o ethereum (ETH)

CONVERSA COM DIRETOR

Fundo de criptomoedas por R$ 0,01: executivo explica estratégia da gestora do Banco do Brasil (BBAS3) para disponibilizar produto para público amplo

27 de maio de 2024 - 6:01

Entre outras mudanças ocorridas na gestão do fundo, Mário Perrone, diretor comercial e de produtos da gestora, contou para o Seu Dinheiro o motivo

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar