🔴 QUER SAIR DO ALUGUEL? NÃO USE O FGTS PARA FINANCIAR O IMÓVEL – CONHEÇA ESTA ESTRATÉGIA

Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Bateu o Ibovespa

Weg (WEGE3), Suzano (SUZB3) e JBS (JBSS3) foram as ações que impulsionaram a melhor carteira recomendada de junho; veja ranking

Recomendações da Ágora Investimentos avançaram 5,54% no mês, ante alta de 1,48% do principal índice da bolsa brasileira

Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
2 de julho de 2024
18:50 - atualizado às 18:51
Unidade da Weg
Unidade da Weg. - Imagem: Divulgação

A Ágora Investimentos, corretora do Bradesco, teve a melhor carteira recomendada de ações de junho entre as principais corretoras de valores brasileiras. A sua carteira Top 10 apresentou um desempenho de 5,54%, bem acima da alta de 1,48% do Ibovespa.

As principais responsáveis por essa forte valorização foram três ações: Suzano (SUZB3), que subiu 17,06% no mês; Weg (WEGE3), que teve alta de 12,36% no período; e JBS (JBSS3), que se valorizou 11,89% em junho. Tanto a Weg quanto a JBS, aliás, estiveram entre as dez maiores altas do Ibovespa no primeiro semestre.

“Em comum, as três empresas são exportadoras e foram beneficiadas pela alta do dólar, que encerrou junho no maior patamar desde 2022”, disse, em nota, o CEO da empresa de inteligência de dados Grana Capital, André Kelmanson, responsável pelo ranking das carteiras recomendadas de ações.

Além disso, a Suzano também foi beneficiada por uma aquisição de uma empresa que usa fibra de celulose no setor têxtil e por ter desistido da bilionária compra da International Paper (IP), oferta que havia sido muito mal avaliada pelo mercado.

Já a JBS vem se beneficiando de um cenário no geral benéfico para os frigoríficos brasileiros, não só pelo real depreciado, como pela sua diversificação geográfica, pela boa dinâmica de preços do frango e pelos preços baixos do milho no mercado internacional.

Além disso, a companhia é a mais bem avaliada do setor pelas corretoras, com nada menos que 11 recomendações de compra, segundo a plataforma TradeMap.

A carteira Top 10 da Ágora de junho também era formada por Copel (CPLE6), Itaú (ITUB4), Petrobras (PETR4), Sabesp (SBSP3), Usiminas (USIM5), Telefônica (VIVT3) e Vale (VALE3).

Carteiras recomendadas do resto do pódio também superaram o Ibovespa

As carteiras recomendadas da segunda e da terceira posição do ranking de junho da Grana Capital também superaram o Ibovespa.

Na segunda posição, a carteira Top Picks, da Guide Investimentos, apresentou alta de 3,80%, puxada por BRF (BRFS3), que teve alta de 22,01% no mês, e Weg (WEGE3).

O restante da carteira era composto por C&A (CEAB3), BTG Pactual (BPAC11), Rede D’Or (RDOR3), Klabin (KLBN11), Sabesp (SBSP3), Petrobras (PETRT4), Totvs (TOTS3) e Vale (VALE3).

A BRF foi a ação de melhor desempenho do Ibovespa no primeiro semestre, beneficiada não só pelas dinâmicas de preços do milho e do frango e da alta do dólar como também pelo sucesso da sua reestruturação interna.

Em terceiro lugar ficou a carteira fundamentalista do BB Investimentos (BB-BI), que teve valorização de 2,03%. Ela era composta por BTG Pactual (BPAC11), Copasa (CSMG3), Caixa Seguridade (CXSE3), Direcional (DIRR3), ISA CTEEP (TRPL4), Itaú Unibanco (ITUB4), Petrobras (PETR4), Vibra Energia (VBBR3), Vale (VALE3) e Weg (WEGE3).

Em junho, as ações mais recomendadas pelas corretoras do ranking foram as do Itaú, da Petrobras e da Vale, com cinco indicações cada. Em seguida, vieram os papéis da Sabesp, com quatro menções.

Veja a seguir o desempenho de todas as carteiras recomendadas do ranking no último mês:

Corretora de valoresDesempenho em junho
Ágora5,54%
Guide3,80%
BB2,03%
Ibovespa1,48%
Itaú0,33%
Santander0,21%
XP-0,02%
BTG-0,54%
Genial-2,44%
Fonte: Grana Capital

Metodologia do ranking

O ranking de carteiras recomendadas de ações da Grana Capital coleta as indicações no início de cada mês e acompanha o desempenho dos mesmos papéis até o último dia útil do período.

Ele considera as carteiras das principais corretoras de varejo do país, com base em informações da B3, do ranking de instituições financeiras do Tesouro Direto e da base de dados do aplicativo Grana.

Em junho de 2024, as corretoras Caixa, Clear, Inter, Modalmais, Nubank, Rico e Toro não divulgaram carteiras publicamente ao mercado e ficaram de fora do levantamento.

A lista final contou com oito instituições: Ágora Investimentos, BB Investimentos, BTG Pactual, Genial, Guide, Itaú, Santander e XP Investimentos.

Compartilhe

NOVA INADIMPLÊNCIA

Fundo imobiliário SARE11 leva calote da WeWork pelo segundo mês seguido e cotas recuam na B3; os dividendos também vão cair?

24 de julho de 2024 - 12:36

O FII aluga quatro unidades do condomínio WT Morumbi, localizado na cidade de São Paulo, para a companhia, que é pioneira no modelo de escritórios flexíveis

DESTAQUES DA BOLSA

Falta de apetite chinês derruba as ações de Vale (VALE3), Gerdau (GGBR4) e CSN (CSNA3); mineradoras e siderúrgicas lideram quedas do Ibovespa hoje

23 de julho de 2024 - 14:18

A performance dos papéis reflete a queda da matéria-prima do aço no mercado internacional pelo segundo dia consecutivo

Novo indicador no mercado

Novo índice da B3 combina ações e BDRs mais negociados; confira os detalhes

22 de julho de 2024 - 18:17

Bolsa prepara para agosto o lançamento do novo indicador, que reunirá as ações do Ibovespa com recibos de ações de empresas internacionais

RECOMENDAÇÕES DE VENDA

HCTR11, DEVA11 e IRDM11: por que você deveria evitar esses três fundos imobiliários, na visão do Itaú BBA

22 de julho de 2024 - 14:50

O banco de investimentos analisou as perspectivas para diversos nomes do segmento de acordo com o contexto do mercado, a qualidade do portfólio, histórico e experiência da gestão

RECOMENDAÇÕES DA CLASSE

Dividendos altos e portfólios robustos: KNSC11, KNIP11 e outros seis fundos imobiliários de ‘papel’ para comprar agora, segundo o Itaú BBA

22 de julho de 2024 - 13:49

Os fundos que investem em títulos de crédito do setor imobiliário são tema de um relatório publicado pelo banco de investimentos hoje

EMISSÃO DE COTAS

HGRU11 quer captar até R$ 1,5 bilhão na bolsa e oferece um ‘desconto’ nas cotas, mas nem todo mundo poderá participar da oferta; entenda

22 de julho de 2024 - 12:35

A oferta é destinada exclusivamente a investidores profissionais, mas há uma exceção

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: semana das big techs divide espaço com inflação e PIB dos EUA e congelamento de despesas; fique por dentro

22 de julho de 2024 - 7:01

Ganha destaque a próxima divulgação do Boletim Focus, com expectativas em relação a mudanças após o anúncio de R$ 15 bi em contingenciamento de despesas do governo

ENTREVISTA EXCLUSIVA

Bradesco Asset revela cinco apostas em ações para lucrar na bolsa brasileira — e um setor para manter distância

22 de julho de 2024 - 6:04

Ao Seu Dinheiro, Rodrigo Santoro Geraldes conta que a gestora também possui quatro apostas na carteira de ações fora do Ibovespa

FRIGORÍFICOS

Problemas para a BRF (BRFS3) e a JBS (JBSS3)? Brasil suspende exportações de carne de aves para 44 países — e a China é um deles

20 de julho de 2024 - 12:19

O Ministério da Agricultura decidiu voluntariamente paralisar as exportações de carnes de aves e seus produtos, com restrições que variam de acordo com os mercados

DÁ O PLAY!

Agora vai? Por que a bolsa brasileira despertou em julho e o que esperar das ações agora

20 de julho de 2024 - 11:00

Ibovespa já acumula alta de 3% em julho, depois de quase perder os 120 mil pontos no último mês; mas as ações finalmente vão decolar, ou será mais um voo de galinha?

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar