Você pode ter uma renda semanal de até 500 dólares na sua conta; descubra como aqui

Cotações por TradingView
2023-01-16T13:03:14-03:00
Camille Lima
O SUCESSO DE PANDORA

Avatar 2: O Caminho da Água completa um mês nos cinemas perto do faturamento que pode garantir o futuro da franquia

Após 13 anos de espera, o filme de James Cameron conquistou a plateia, mas os altos custos de produção complicam a vida da Disney na hora de decidir bancar as continuações; entenda

15 de janeiro de 2023
10:15 - atualizado às 13:03
"Avatar: O Caminho da Água"
"Avatar: O Caminho da Água" - Imagem: Divulgação

O novo filme de Avatar completa seu primeiro “mesversário” de lançamento de modo tão reluzente e deslumbrante quanto as cenas aquáticas da produção cinematográfica: “O Caminho da Água” conquistou US$ 1,76 bilhão em bilheteria nos 30 dias que se passaram desde a estreia. Somente nos Estados Unidos, a arrecadação chegou a quase US$ 539 milhões, segundo dados do site Box Office Mojo.

O diretor James Cameron, que também liderou as gravações de Titanic, pode finalmente voltar a respirar — e até suspirar de alívio — por estar cada vez mais próximo de garantir o futuro da franquia ambientada em Pandora.

Isso porque o longa-metragem precisava arrecadar mais de US$ 2 bilhões em bilheteria para ser considerado lucrativo para a Disney. O filme custou aproximadamente US$ 350 milhões, mas a produtora ainda precisa arcar com as despesas de marketing e distribuição e dividir o faturamento com as salas de cinema.

Até hoje, apenas cinco filmes atingiram a marca de US$ 2 bilhões em arrecadação na história do cinema — e dois deles, Titanic e Avatar, foram dirigidos por Cameron. 

Porém, é importante destacar que, com apenas 14 dias de exibição nas salas de cinema em todo o mundo, o segundo filme da saga ultrapassou o patamar de US$ 1 bilhão — e, a exemplo do Avatar de 2009, a nova produção deve ficar em cartaz até meados de fevereiro.

Os custos de “O Caminho da Água” para a Disney

Já é tradição que os filmes produzidos por Cameron contem com custos astronômicos de produção — e estourem totalmente os orçamentos iniciais. 

Depois de Titanic e de Avatar, o longa-metragem “Caminho da Água” garantiu lugar como um dos filmes mais caros da indústria do cinema.

No caso da sequência de Avatar, que contava com um limite de produção de US$ 250 milhões, os custos à Disney chegaram a um montante exorbitante entre US$ 350 milhões e US$ 400 milhões para que a continuação fosse feita. 

O gasto foi quase o dobro do primeiro filme da saga, “Avatar” de 2009, que custou US$ 237 milhões na época e que também foi marcado pelo orçamento extremamente flexível.

Entretanto, de acordo com a Variety, muita coisa estava em jogo para James Cameron. Segundo o diretor, o longa foi tão caro que representa “o pior caso de negócios da história do cinema”.

Para se ter uma noção, o filme precisa se tornar uma das três ou quatro maiores bilheterias de todos os tempos para agradar a Disney e mostrar que o custo astronômico da produção valeu a pena.

Seguindo esta métrica, o novo Avatar deve destravar a marca de US$ 2 bilhões em bilheteria total para dar lucro à dona do Mickey e garantir as próximas sequências da saga.

VEJA TAMBÉM - Escândalo Americanas: e agora? Descubra o que esperar após rombo de R$ 20 bilhões

As sequências de Avatar

A continuação do maior sucesso de bilheteria da história era uma das produções mais aguardadas no mundo inteiro — e, após 13 anos de espera que contaram com reviravoltas, adiamentos e troca de estúdios, o retorno a Pandora finalmente chegou às salas de cinema.

Há algum tempo, em entrevista à Total Film, o diretor de Titanic afirmou que, apesar das críticas positivas, a franquia poderia terminar com Avatar 3 caso “O Caminho da Água” tivesse uma arrecadação fraca nos cinemas globais. 

“O mercado pode estar nos dizendo que terminamos em três meses, ou podemos estar semi-acabados, o que significa: 'OK, vamos completar a história no filme três, e não continuar indefinidamente' se simplesmente não for lucrativo”, disse James Cameron. 

A continuação "O Caminho da Água" mal chegou aos cinemas e as próximas já estão previstas, ainda que a Disney não tenha confirmado oficialmente a produção. 

Segundo a Variety, as sequências da franquia devem ser lançadas a cada dois anos, com Avatar 5 estreando até 2028, com um orçamento combinado de US$ 1 bilhão para a saga.

Veja as datas estimadas para os próximos lançamentos de Avatar:

  • Avatar 3: dezembro de 2024;
  • Avatar 4: dezembro de 2026;
  • Avatar 5: dezembro de 2028.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Repercussão do resultado

Itaú (ITUB4) acertou em provisionar 100% da exposição à Americanas, dizem analistas; ações disparam na bolsa

8 de fevereiro de 2023 - 12:56

Ao se prevenir totalmente de calote da Americanas no balanço do 4T22, Itaú evita que efeito contamine resultados de 2023

CORRIDA PLATINUM

Uber supera expectativas no 4º trimestre e encerra 2022 com balanço 5 estrelas; ações disparam nas bolsas

8 de fevereiro de 2023 - 12:09

A empresa encerrou os últimos três meses do ano passado com um lucro líquido de US$ 595 milhões, contrariando as expectativas de prejuízo dos analistas

VESPEIRO POLÍTICO

CEO do Itaú (ITUB4) fala sobre disputa entre Lula e presidente do BC: “é do jogo”

8 de fevereiro de 2023 - 11:44

Milton Maluhy, CEO do Itaú, vê a equipe do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, “na direção correta”, mas defende definição rápida da meta de inflação

TEMPOS DIFÍCEIS

Entenda o que está acontecendo com a Marisa (AMAR3) após a renúncia do presidente e alerta financeiro — ações caem mais de 5% na B3

8 de fevereiro de 2023 - 11:12

A Marisa (AMAR3) não detalhou quais as suas dificuldades financeiras que demandam melhorias na estrutura de capital

NOVIDADE BEM RECEBIDA

Tesouro Renda+ Aposentadoria Extra movimenta mais de R$ 60 milhões na primeira semana de negociação

8 de fevereiro de 2023 - 11:07

O título mais negociado foi o Tesouro Renda+ Aposentadoria Extra 2030, representando 40,12% do total (24 milhões). Quase 8 mil pessoas negociaram os títulos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies