🔴 MELHORES MOMENTOS DO MACRO SUMMIT BRASIL 2024 – ASSISTA AQUI

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
FILME DE BILHÕES

“Avatar: O Caminho da Água” alcança o primeiro bilhão de dólares após duas semanas da estreia nos cinemas mundiais

Até o momento, a produção de James Cameron arrecadou US$ 317 milhões apenas nos EUA; o filme deve ficar em cartaz nos cinemas até fevereiro de 2023

avatar
Imagem: Divulgação/20th Century Studios

Com 14 dias de exibição nas salas de cinema em todo o mundo, o segundo filme da franquia Avatar ultrapassou a marca de US$ 1 bilhão em bilheterias, após decepcionar as expectativas de vendas de ingressos no final de semana da estreia. 

Até o momento, “Avatar: O Caminho da Água”, de James Cameron, arrecadou US$ 317 milhões apenas nos EUA. O filme deve ficar em cartaz nos cinemas até fevereiro de 2023. 

Contudo, o longa-metragem precisa arrecadar mais de US$ 2 bilhões em bilheteria para ser considerado lucrativo. Isso porque o filme custou entre US$ 350 milhões e US$ 400 milhões para ser feito — bem acima do orçamento inicial, de US$ 250 milhões. 

Vale lembrar que apenas cinco filmes arrecadaram US$ 2 bilhões na história do cinema, sendo dois deles, Titanic e Avatar, dirigidos por James Cameron. 

Leia também

China: país decisivo para Avatar

As rivalidades entre EUA e China deram uma trégua — pelo menos, por enquanto — nas salas de cinema. 

A China, até agora, foi responsável pelo faturamento de US$ 108 milhões em vendas de ingressos para o segundo filme de “Avatar” desde o lançamento — a expectativa era de arrecadação de cerca de US$ 100 milhões somente no fim de semana de estreia. 

Por outro lado, “Avatar: o Caminho da Água” é um dos poucos lançamentos de Hollywood que foram permitidos na China este ano. O país asiático tornou-se um mercado dominante no mercado de produções global e é considerado vital para os sucessos de bilheteria que buscam os maiores números de bilheteria.

“Havia grandes esperanças no país para entregar a receita adicional necessária para ajudar a colocar o filme no topo em termos das elevadas expectativas de ganhos globais estabelecidas pelo diretor James Cameron”, disse Paul Dergarabedian, analista sênior de mídia da Comscore à CNBC. 

*Com informações de CNBC 

Compartilhe

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies