IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Cotações por TradingView
2023-01-16T13:27:44-03:00
Ana Carolina Neira
Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero com especialização em Macroeconomia e Finanças (FGV) e pós-graduação em Mercado Financeiro e de Capitais (PUC-Minas). Com passagens pelo portal R7, revista IstoÉ e os jornais DCI, Agora SP (Grupo Folha), Estadão e Valor Econômico, também trabalhou na comunicação estratégica de gestoras do mercado financeiro.
O CAMINHO DA REESTRUTURAÇÃO

Possível recuperação judicial da Americanas (AMER3) pode acelerar sua perda da participação no e-commerce, diz Morgan Stanley

Para os analistas do banco, caso o processo da Americanas (AMER3) aconteça, Mercado Livre (MELI34) seria a mais beneficiada

16 de janeiro de 2023
13:27
Americanas em queda

A cada notícia que sai sobre o rombo de R$ 20 bilhões dentro da Americanas (AMER3), fica claro que a saída da crise será bastante difícil.

Na sexta-feira (13), após o fechamento do mercado, foi divulgado que um juiz do Rio de Janeiro concedeu uma medida de tutela de urgência cautelar a pedido da empresa, etapa que antecede e é preparatória para a recuperação judicial.

Essa decisão blinda a Americanas contra possíveis bloqueios ou penhoras de bens e adia o pagamento das dívidas, que, ainda de acordo com o documento, chegam a R$ 40 bilhões.

Essa possibilidade já era considerada por agentes do mercado, uma vez que não existe solução fácil diante de um problema tão grande. Assim, as equipes de análise já trabalham com essa hipótese em suas previsões para o setor de varejo.

No caso do Morgan Stanley, a previsão é de que, caso a Americanas realmente decida por uma recuperação judicial nas próximas semanas, ela acabe perdendo espaço no mercado, especialmente no comércio eletrônico.

O principal beneficiário neste caso seria o Mercado Livre (MELI34), que deve capturar boa parte da fatia de 15% que a varejista possui neste segmento — os dados consideram o ano de 2022.

Na sequência, Magazine Luiza (MGLU3) e Via (VIIA3) surgem como outros nomes que podem ter alguma vantagem diante deste cenário.

  • Quais empresas vão para o ‘ralo’ junto com AMER3? Segundo CEO da Empiricus Research, outras duas ações também podem sofrer desvalorizações bruscas após o ‘rombo’ descoberto em Americanas. SAIBA AQUI QUAIS SÃO ELAS

Vale lembrar que desde o início do escândalo, na semana passada, o Morgan Stanley já havia colocado a recomendação de AMER3 sob revisão. A razão para a mudança considera não apenas o rombo em si, mas também as inúmeras dúvidas que cercam o assunto.

Ações da Americanas (AMER3) derretem

No primeiro pregão desta semana, as ações da Americanas (AMER3) lideram as baixas da bolsa. Às 13h02, a queda era de 40,32%, cotadas a R$ 1,88.

Já as suas concorrentes comprovam as projeções dos analistas: pouco depois, Via (VIIA3) liderava os ganhos do dia, com alta de 13,92% e cotada a R$ 2,70.

Na sequência aparecia Magazine Luiza (MGLU3) com ganhos de 11,95% e cotada a R$ 3,84.

O Mercado Livre também aponta ganhos nesta sessão e subia 6,13% a R$ 48,66.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

maus ventos

O Brasil vai acabar? Inflação pode deixar de responder ao BC se Lula conseguir mudar meta, dizem gestores

31 de janeiro de 2023 - 21:24

Rodrigo Azevedo, da Ibiuna, e Felipe Guerra, da Legacy, estão com visão pessimista para o Brasil

DIA 31

Está confirmado: Lula vai para os EUA no dia 10 de fevereiro — veja o que ele vai discutir com Biden

31 de janeiro de 2023 - 20:06

Enquanto o encontro não chega, o petista tentou acalmar os ânimos dos investidores — que seguem desconfiados em relação à responsabilidade fiscal do novo governo

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa sobe em meio ao caos de um interminável janeiro; o que afeta a bolsa nos próximos dias?

31 de janeiro de 2023 - 18:57

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta terça-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo

MELHORES DO MÊS

Renascimento cripto: bitcoin (BTC) volta a brilhar, sobe mais de 30% e é disparado o melhor investimento de janeiro; títulos do Tesouro ficam na lanterna

31 de janeiro de 2023 - 18:46

As medalhas de prata e bronze foram para o ouro e para o Ibovespa, em um movimento de busca por segurança — e barganhas

ESTAGNOU?

Dividendos do Maxi Renda (MXRF11) não cresceram em 2022, mas os proventos destes outros três fundos imobiliários subiram mais de 50% — veja quais são

31 de janeiro de 2023 - 18:33

O melhor resultado foi obtido pelo Santander Papéis Imobiliários CDI (SADI11), com alta de 77,1%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies