IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Cotações por TradingView
2023-01-21T16:42:16-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Dá o play!

O pesadelo grande de Lemann e o que esperar da recuperação judicial da Americanas (AMER3)

No podcast Touros e Ursos desta semana, os “dividendos negativos” do escândalo na companhia para seus principais sócios e os próximos passos da RJ

21 de janeiro de 2023
8:00 - atualizado às 16:42
Jorge Paulo Lemann, Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira, acionistas da Americanas (AMER3)
Jorge Paulo Lemann, Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira, acionistas da Americanas (AMER3). - Imagem: Shutterstock/Ambev/Seu Dinheiro - Montagem Brenda Silva

Pouco mais de uma semana depois da divulgação de inconsistências contábeis bilionárias no seu balanço, a Americanas (AMER3) entrou com pedido de recuperação judicial, já aceito pela Justiça.

Será o quarto maior processo de RJ da história do país, com um valor estimado em R$ 43 bilhões em dívidas.

Além do impacto para acionistas - muitos dos quais, pessoas físicas - e credores, a recuperação judicial das Americanas deve ter grandes consequências sociais e econômicas, considerando os seus milhares de colaboradores e fornecedores, sem falar nos consumidores.

Em meio a esse verdadeiro terremoto no varejo e no mercado de capitais brasileiro, chama a atenção que, até agora, os principais sócios da companhia - que eram os controladores até meados de 2021 - ainda não tenham se manifestado.

O silêncio de Lemann, Telles e Sicupira

Inicialmente, Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira sinalizaram a possibilidade de fazer um aporte de R$ 6 bilhões na varejista, o que já foi considerado insuficiente por boa parte do mercado. E, depois disso, nada mais veio a público da parte do trio.

Primeira incursão dos empresários na “economia real”, a Americanas agora corre o risco de falir, prejudicando colaboradores, credores, fornecedores e acionistas minoritários.

  • Essa ação é a ‘queridinha’ dos analistas para 2023: com papéis baratos e grandes perspectivas de crescimento, é a melhor opção para buscar bons lucros na bolsa este ano. CONFIRA AQUI O TICKER.

Lemann, Telles e Sicupira não ficarão pobres por conta do escândalo, embora já tenham perdido mais de US$ 1 bilhão com a derrocada das ações AMER3. Mas dado o motivo da quebra da empresa - uma possível fraude contábil - e o histórico dos investimentos do grupo, a biografia dos admirados bilionários deve sair bastante arranhada.

O sonho grande transformado em pesadelo para o homem mais rico do Brasil e seus inseparáveis parceiros é o tema do podcast Touros e Ursos desta semana. Eu, Victor Aguiar e Vinícius Pinheiro falamos ainda sobre o que esperar para a RJ das Americanas, além de escolher nossos touros e ursos da semana. Para ouvir a íntegra, basta apertar o play!

VEJA TAMBÉM - Americanas não é o único fracasso de Lemann e sócios: veja outros 3 desastres na história do trio

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

maus ventos

O Brasil vai acabar? Inflação pode deixar de responder ao BC se Lula conseguir mudar meta, dizem gestores

31 de janeiro de 2023 - 21:24

Rodrigo Azevedo, da Ibiuna, e Felipe Guerra, da Legacy, estão com visão pessimista para o Brasil

DIA 31

Está confirmado: Lula vai para os EUA no dia 10 de fevereiro — veja o que ele vai discutir com Biden

31 de janeiro de 2023 - 20:06

Enquanto o encontro não chega, o petista tentou acalmar os ânimos dos investidores — que seguem desconfiados em relação à responsabilidade fiscal do novo governo

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa sobe em meio ao caos de um interminável janeiro; o que afeta a bolsa nos próximos dias?

31 de janeiro de 2023 - 18:57

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta terça-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo

MELHORES DO MÊS

Renascimento cripto: bitcoin (BTC) volta a brilhar, sobe mais de 30% e é disparado o melhor investimento de janeiro; títulos do Tesouro ficam na lanterna

31 de janeiro de 2023 - 18:46

As medalhas de prata e bronze foram para o ouro e para o Ibovespa, em um movimento de busca por segurança — e barganhas

ESTAGNOU?

Dividendos do Maxi Renda (MXRF11) não cresceram em 2022, mas os proventos destes outros três fundos imobiliários subiram mais de 50% — veja quais são

31 de janeiro de 2023 - 18:33

O melhor resultado foi obtido pelo Santander Papéis Imobiliários CDI (SADI11), com alta de 77,1%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies