🔴 5 MOEDAS PARA MULTIPLICAR SEU INVESTIMENTO EM ATÉ 400X – VEJA COMO ACESSAR LISTA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
A SAGA CONTINUA

A história ainda não acabou: Livraria Cultura consegue suspender falência com liminar

Na semana passada, o juiz Ralpho Monteiro Filho, da 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Tribunal de Justiça de São Paulo, decretou a falência da histórica rede de lojas; o grupo estava em recuperação judicial desde 2018

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
16 de fevereiro de 2023
13:56 - atualizado às 15:13
Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo
Imagem: Livraria Cultura

Para quem pensou que a história da Livraria Cultura havia chegado ao fim, se surpreendeu com os desdobramentos desta quinta-feira (16): a empresa conseguiu suspender a falência com uma liminar — o que significa que outros capítulos podem estar por vir. 

Na semana passada, o juiz Ralpho Monteiro Filho, da 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Tribunal de Justiça de São Paulo, decretou a falência da histórica rede de lojas; o grupo estava em recuperação judicial desde 2018.

A história ganhou um desdobramento hoje, depois que o desembargador J. B. Franco de Godoi, concedeu liminar suspendendo a falência ao indicar que é preciso fazer um novo exame das provas que basearam a sentença de Monteiro Filho. A alegação de Godoi é que seus efeitos seriam irreversíveis.

“A Livraria Cultura informa que o recurso entregue e protocolado, no último dia 14 deste mês, contra o decretação de falência foi aceito pela justiça competente. Recebemos com muita alegria no início desta manhã, que a ação de falência foi suspensa”, disse a empresa ao Seu Dinheiro

Livraria Cultura: devo, não nego, mas pago

Na ocasião do decreto de falência, o juiz afirmou que a Livraria Cultura não conseguiu superar a crise, o plano de recuperação judicial estava sendo descumprido e a prestação de informações no processo era incompleta.

Quando recorreu da decisão, a empresa admitiu que atrasou alguns pagamentos previstos na recuperação judicial por conta da pandemia e da situação econômica, mas afirmou que já está em dia com os compromissos.

As exceções seriam a dívida com o Banco do Brasil — que não pediu a falência da Livraria Cultura — e os credores que não apontaram dados bancários ou apresentaram informações inconsistentes.

Uma empresa viável

O pedido de recuperação judicial da Livraria Cultura foi apresentado em 2018, com dívidas da ordem de R$ 285,4 milhões.

Desde então, a empresa alega ter pago mais de R$ 12 milhões a quase 3.000 credores. 

A Livraria Cultura também diz que é economicamente viável e que ir em frente com a recuperação judicial é mais benéfico para os credores do que a falência.

“O momento agora é de focar nos projetos que estamos desempenhando em busca da recuperação e expansão da empresa”, diz a Cultura em nota. 

Segundo a empresa, as operações das duas lojas físicas — uma no Conjunto Nacional, em São Paulo, e outra no Bourbon Shopping Country, em Porto Alegre — o site, o Hub Cultura e a programação do Teatro Eva Herz operam normalmente.

Compartilhe

HORA DE VENDER?

Rumo: por que o Goldman Sachs calcula um potencial de ganho menor para as ações RAIL3

17 de maio de 2024 - 16:19

O banco norte-americano reduziu o preço-alvo dos papéis de R$ 27 para R$ 24,50 — o que representa um potencial de valorização de 16,5% com relação ao último fechamento

CHAMA O VAR

Com mais de R$ 395 milhões em dívidas, Polishop pede recuperação judicial, mas bancões tentam reter valores

17 de maio de 2024 - 15:09

Além da recuperação judicial, a Polishop vem tentando se blindar dos credores financeiros por meio de cautela tutelar

COMPRAR OU VENDER?

A Positivo pode mais? As ações POSI3 já subiram 50% este ano e esse banco gringo conta para você se há espaço para mais

17 de maio de 2024 - 13:46

Os papéis da empresa sobem cerca de 5% nesta sexta-feira (17), embalados pela nova recomendação do UBS BB; confira se chegou o momento de colocar ou tirar esses ativos da carteira

INVESTIMENTOS

Seguro mais seguro: por que o JP Morgan elevou recomendação para IRB Re (IRBR3) mesmo com catástrofe no RS?

17 de maio de 2024 - 11:07

Nas contas do banco norte-americano, o IRB é a companhia de seguros mais exposta ao RS, podendo ter um impacto de 15% a até 30% nos lucros até o fim de 2024

PODE BEIJAR!

3R Petroleum (RRRP3) e Enauta (ENAT3) oficializam fusão e formam uma das maiores operadoras de petróleo do Brasil; ações sobem na B3

17 de maio de 2024 - 9:41

De acordo com os termos do acordo, a 3R irá incorporar a Enauta e deterá 53% da nova empresa resultante da fusão, enquanto os acionistas da segunda empresa ficarão com 47% do negócio

BATEU O MARTELO

Rede D’Or reforça imunidade financeira com venda de corretora de seguros por R$ 800 milhões

17 de maio de 2024 - 9:34

Antes disso, os especialistas do Itaú BBA haviam elevado a recomendação dos papéis de neutro para “outperform” — equivalente a compra

O AGRO NÃO É MAIS POP?

Ações da AgroGalaxy (AGXY3) tombam 16%, mas esse banco diz que é hora de comprar — e explica por quê

16 de maio de 2024 - 14:50

O Citi manteve a indicação de compra para os papéis da companhia, com preço-alvo para 12 meses de R$ 6 a ação — o que representa um potencial de valorização de 259,3% em relação ao último fechamento

ZUCKERBERG NA MIRA

Meta vira alvo de investigação na União Europeia sobre riscos à segurança infantil no Facebook e Instagram

16 de maio de 2024 - 14:07

A União Europeia suspeita que a Meta não vem fazendo o suficiente para proteger jovens e crianças, mas não é a primeira vez que dona do Facebook enfrenta investigações do tipo

PAGOU CARO?

CEO da Auren afirma que “não poderia ter transação melhor do que a aquisição da AES Brasil” — mas AURE3 cai forte na bolsa, enquanto AESB3 dispara

16 de maio de 2024 - 12:44

A Auren abocanhou na noite passada as operações AES no Brasil, em um acordo que dará origem à terceira maior empresa geradora de energia do país

DEPOIS DA TEMPESTADE

Quando Magda Chambriard assumirá o lugar de Prates? Conheça o cronograma da sucessão na Petrobras (PETR4)

16 de maio de 2024 - 10:11

A indicação precisa seguir os ritos estatutários da Petrobras até que seja apreciada pelo Conselho de Administração da companhia

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar