🔴 5 MOEDAS PARA MULTIPLICAR SEU INVESTIMENTO EM ATÉ 400X – VEJA COMO ACESSAR LISTA

Ana Carolina Neira
Ana Carolina Neira
Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero com especialização em Macroeconomia e Finanças (FGV) e pós-graduação em Mercado Financeiro e de Capitais (PUC-Minas). Com passagens pelo portal R7, revista IstoÉ e os jornais DCI, Agora SP (Grupo Folha), Estadão e Valor Econômico, também trabalhou na comunicação estratégica de gestoras do mercado financeiro.
REVISÃO

Bradesco BBI eleva recomendação para Cogna (COGN3) e vê potencial de valorização para as ações

O banco também aumentou o preço-alvo da Cogna (COGN3) para R$ 2,70 e está mais otimista com os resultados que virão em 2023

Logo da Cogna
Imagem: Divulgação/Flavio Fabene

De olho nas perspectivas de ganhos mais positivos nos próximos meses, o Bradesco BBI elevou a recomendação da Cogna (COGN3) de venda para neutro. Além disso, o preço-alvo passou de R$ 2,40 para R$ 2,70 no fim de 2023 — potencial de alta de 25% se considerado o fechamento de sexta-feira (27).

A visão mais positiva é justificada pelo impulso operacional recente, estimativa de recuperação contínua de margens e projeção de uma alta de 15% no crescimento das receitas neste ano.

Segundo os analistas do banco, a aceleração no crescimento das receitas da Cogna deve vir principalmente graças à Kroton, com um bom controle de custos e alavancagem operacional, além da retomada do segmento presencial.

Além disso, a atuação da Sabre na linha de livros didáticos também deve colaborar e ser impulsionada com o Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD), iniciativa do governo federal para disponibilização desse tipo de material.

Por fim, o Bradesco BBI afirma que a Vasta deve continuar crescendo em ritmo acelerado neste ano, destacando também seu controle de custos.

O cenário para Cogna (COGN3) e demais empresas do setor

Apesar dos desafios macroeconômicos, a equipe do banco afirma que o mix de negócios das empresas de educação melhoraram de maneira geral, o que sustenta uma visão mais positiva para elas em 2023.

Entre os destaques positivos estão os cursos de medicina — que possuem as mensalidades mais caras —, os sistemas de ensino e livros didáticos e as marcas de alto padrão, como o Ibmec. Juntas, essas linhas de negócio representaram uma 50%, 40% e 36% do Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de Ânima, Cogna e Yduqs em 2022, respectivamente.

  • Em dúvida sobre como investir? Faça o download GRATUITO do e-book Onde investir em 2023 e confira a opinião dos maiores especialistas do mercado financeiro sobre os ativos mais promissores para este ano. BAIXE AQUI

"Esses negócios são inegavelmente mais resilientes, mais lucrativos e crescem acima do segmento regular de ensino superior, que foi atingido nos últimos anos pelo fim do Fies, macro, concorrência e mudança para o ensino à distância. Vemos essa mudança no mix como positiva, pois poderia justificar melhores múltiplos, taxas de desconto mais baixas e crescimento mais alto", escreve a equipe.

Neste ano, essas mesmas linhas devem continuar ajudando de maneira relevante as empresas de educação.

A Ânima (ANIM3) foi eleita a favorita do Bradesco BBI entre as educacionais por conta do foco em curss de medicina, os cursos de melhor qualidade e um bom espaço para expansão de margens

E o Fies?

Após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defender o retorno do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) aos moldes antigos, ainda durante sua campanha à presidência, as empresas de educação se valorizaram na bolsa diante da esperança de que elas voltassem a crescer sustentadas por esse tipo de iniciativa.

Mas, no mesmo relatório, o Bradesco BBI aponta que esse potencial já não é mais precificado pelo mercado, com as ações do setor 19% abaixo do Ibovespa desde que Lula tocou neste assunto pela primeira vez em 17 de setembro.

"Ressaltamos que um novo ciclo do Fies pode ser relevante, especialmente para a Ânima, com potencial de alta de 26%, contra 11% para YDUQ3 e 8% para COGN3", diz o relatório.

Assim, hoje fica mais difícil compreender qual será o real efeito dessas iniciativas para as ações do setor.

Compartilhe

CRISE NA ESTATAL

Justiça nega pedido por assembleia na Petrobras (PETR4) que atrasaria posse de Magda Chambriard

18 de maio de 2024 - 17:02

Em sua reclamação na Justiça, o deputado do Novo alega que, eventualmente reconhecida a queda do CA em efeito dominó após a saída de Prates

QUASE 10 ANOS DEPOIS

Vale (VALE3), BHP e Samarco fazem nova proposta de R$ 127 bilhões para compensar tragédia em Mariana, mas acordo não deve evoluir agora

18 de maio de 2024 - 14:44

Valor de R$ 127 bilhões oferecido na última proposta, do final de abril, foi mantido, mas as empresas retomariam agora obrigações que tinham ficado de fora

SUBIU, DESCEU

Volta da febre das “meme stocks”: GameStop cai quase 20% em um único pregão, mas fecha semana com ganhos de 23%

18 de maio de 2024 - 13:26

Também pressionaram os papéis da mais famosa “ação meme” a divulgação de dados trimestrais preliminares da empresa

Dá o play!

Óleo no chope da bolsa: como ficam seus investimentos após mais uma intervenção na Petrobras (PETR4)

18 de maio de 2024 - 11:00

O podcast Touros e Ursos recebeu Karina Choi, sócia da Cordier Investimentos, para comentar os possíveis impactos da decisão do presidente Lula de demitir Jean Paul Prates da presidência da estatal

DISPUTA JUDICIAL

Justiça de SP suspende embargo das obras do principal projeto da JHSF (JHSF3) após mais de um mês de paralisação

18 de maio de 2024 - 9:12

O relator do documento é Ruy Alberto Leme Cavalheiro, da 1ª Câmara Reservada ao Meio Ambiente

HORA DE VENDER?

Rumo: por que o Goldman Sachs calcula um potencial de ganho menor para as ações RAIL3

17 de maio de 2024 - 16:19

O banco norte-americano reduziu o preço-alvo dos papéis de R$ 27 para R$ 24,50 — o que representa um potencial de valorização de 16,5% com relação ao último fechamento

CHAMA O VAR

Com mais de R$ 395 milhões em dívidas, Polishop pede recuperação judicial, mas bancões tentam reter valores

17 de maio de 2024 - 15:09

Além da recuperação judicial, a Polishop vem tentando se blindar dos credores financeiros por meio de cautela tutelar

COMPRAR OU VENDER?

A Positivo pode mais? As ações POSI3 já subiram 50% este ano e esse banco gringo conta para você se há espaço para mais

17 de maio de 2024 - 13:46

Os papéis da empresa sobem cerca de 5% nesta sexta-feira (17), embalados pela nova recomendação do UBS BB; confira se chegou o momento de colocar ou tirar esses ativos da carteira

INVESTIMENTOS

Seguro mais seguro: por que o JP Morgan elevou recomendação para IRB Re (IRBR3) mesmo com catástrofe no RS?

17 de maio de 2024 - 11:07

Nas contas do banco norte-americano, o IRB é a companhia de seguros mais exposta ao RS, podendo ter um impacto de 15% a até 30% nos lucros até o fim de 2024

PODE BEIJAR!

3R Petroleum (RRRP3) e Enauta (ENAT3) oficializam fusão e formam uma das maiores operadoras de petróleo do Brasil; ações sobem na B3

17 de maio de 2024 - 9:41

De acordo com os termos do acordo, a 3R irá incorporar a Enauta e deterá 53% da nova empresa resultante da fusão, enquanto os acionistas da segunda empresa ficarão com 47% do negócio

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar