🔴 NOVA META: RENDA EXTRA DE ATÉ R$ 2.000,00 POR DIA – VEJA COMO

Banco do Brasil (BBAS3) vai financiar Argentina? Falas de Lula e Haddad sobre bancos públicos pesam e Ibovespa recua

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta segunda-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo

23 de janeiro de 2023
18:47
Banco do Brasil ações Ibovespa
Banco do Brasil - Imagem: Shutterstock

Dois gigantes da bolsa de valores entraram em uma disputa para decidir quem iria influenciar o rumo do Ibovespa nesta segunda-feira (23).

De um lado, a Petrobras (PETR4) — que, sozinha, tem uma participação de mais de 11% na carteira teórica do índice — e outras ações ligadas a commodities foram impulsionadas pelas cotações no exterior, operaram em alta e puxaram a pontuação para cima.

Do outro, os bancos — mais um conjunto de peso para o Ibovespa — amargaram perdas e seguraram os ganhos do índice.

Nos últimos dias, o setor foi penalizado pela descoberta do rombo contábil bilionário na Americanas (AMER3) e o subsequente pedido de recuperação judicial. Hoje o grupo também foi pressionado por falas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do ministro da Fazenda, Fernando Haddad.

Em viagem à Argentina para cumprir a agenda política internacional, Lula reacendeu um velho temor do mercado: o de que recursos do BNDES sejam utilizados para projetos dos países vizinhos.

Em conversa com empresários de Buenos Aires, o presidente afirmou que o banco voltará a financiar obras de engenharia de empresas brasileiras no exterior.

Já o ministro da Fazenda falou sobre outra instituição financeira pública, o Banco do Brasil (BBAS3). Haddad disse que o BB financiará exportações argentinas.

Apesar de ter garantido que o banco “não tomará risco em crédito de exportação”, as declarações levaram os papéis BBAS3 a inverter o sinal e fechar em queda.

No final do dia, pesou mais a má performance dos bancos do que os ganhos das commodities, e o Ibovespa — que havia passado a maior parte do pregão no azul — fechou em baixa de 0,27%, aos 111.737 pontos. Já o dólar à vista registrou um leve recuo de 0,15%, cotado em R$ 5,20.

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta segunda-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo e as ações com o melhor e o pior desempenho do Ibovespa.

Confira outras notícias que mexem com o seu dinheiro

FEIJOADA COM DOCE DE LEITE
‘Peso real’ volta a ganhar os holofotes; mas pra que ele serviria afinal? Entenda a 'nova moeda’ digital que pode melhorar a relação entre Brasil e Argentina. Há muita especulação em torno do tema e pouca coisa concreta, mas o assunto ressurgiu após falas do ministro da Economia argentino. 

A CAIXA DE PANDORA
A crise na Americanas (AMER3) pode respingar na AmBev (ABEV3)? O que pensa o Credit Suisse. A empresa não escapou da reação negativa do mercado — os três homens por trás da 3G Capital detêm indiretamente uma participação por meio da Anheuser-Busch Inbev, de cerca de 20%.

O ‘PURGATÓRIO’ SÓ COMEÇOU 
Americanas ainda vai passar por poucas e boas, o pedido de recuperação judicial é só o começo. Descubra o que ainda está por vir para a varejista em um vídeo exclusivo no nosso canal do YouTube. Clique aqui e acesse

POUCO OTIMISTA
A Oi (OIBR3) tem potencial para dar lucro com o fim da recuperação judicial? O UBS diz que não — veja por quê. A companhia de telecomunicações encerrou o processo há pouco mais de um mês, mas ainda tem uma dívida bruta de R$ 22 bilhões. 

TÁ NA MODA?
C&A (CEAB3) é opção para quem quer small caps e exposição ao varejo? O Citi responde. De modo geral, o banco está menos otimista com o setor de vestuário brasileiro neste ano.

PALAVRA DO TRADER
Como o viés de informação impacta sua operação como trader. Ele pode afetar até mesmo os investidores mais experientes e com acesso a mais dados.

Compartilhe

EXILE ON WALL STREET

Felipe Miranda: Dez anos de “O Fim do Brasil”

20 de maio de 2024 - 20:01

Dez anos de lançamento de “O Fim do Brasil” e, afinal, a que fim chegou a economia do Brasil? Estamos em queda livre em direção ao pior?

Especial IR

Me mudei para Portugal, mas não entreguei a Declaração de Saída Definitiva do País; como regularizar a situação?

18 de maio de 2024 - 8:00

Documento serve para encerrar as obrigações fiscais do contribuinte no Brasil, mas este leitor não a entregou e agora recebeu uma herança

SEXTOU COM O RUY

A Petrobras (PETR4) desabou mais uma vez: surge uma barganha na bolsa com dividendos bilionários?

17 de maio de 2024 - 6:04

Nas últimas várias trocas no comando da Petrobras, não tivemos grandes mudanças no dia a dia da companhia, o que inclusive permitiu ótimos pagamentos de dividendos nos últimos anos, mesmo com CEOs distintos — será que agora também vai ser assim?

CRYPTO INSIGHTS

Os sinais favoritos para entender o curto prazo do bitcoin (BTC)

14 de maio de 2024 - 19:17

A tendência macroeconômica é de expansão de liquidez, e os indicadores de curto prazo que mais gosto estão favorecendo a tese de que estamos próximos do fundo local para a mais recente correção do mercado

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Vai piorar antes de melhorar? Milei começa a arrumar uma Argentina economicamente destruída

14 de maio de 2024 - 6:01

Em poucos meses, Milei conseguiu diminuir inflação, cortar os juros e aumentar reservas do Banco Central da Argentina, mas custo social é alto

EXILE ON WALL STREET

Felipe Miranda: O real vai morrer aos 30?

13 de maio de 2024 - 20:01

A decisão do Copom na semana passada foi inequivocamente ruim. Quando você tem um colegiado dividido entre os “novos” e os “velhos”, alimentam-se os piores medos. O Copom deveria saber disso.

Especial IR

Dúvidas cruéis sobre declaração de ações no IR: isenção, retificação, mudança de ticker, prejuízos e investimento no exterior

11 de maio de 2024 - 8:00

A Dinheirista responde algumas das suas dúvidas mais cabeludas sobre como declarar ações no imposto de renda

SEXTOU COM O RUY

Bolsa barata não basta: enquanto os astros locais não se alinham, esses ativos são indispensáveis para a sua carteira

10 de maio de 2024 - 6:07

Eu sei que você não tem sangue de barata para deixar todo o patrimônio em ações brasileiras – eu também não me sinto confortável em ver os meus ativos caindo. Mas há opções para amenizar as turbulências internas.

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Selic — uma decisão com base em dados, não em datas

8 de maio de 2024 - 16:42

Hoje em dia, ao que parece, tudo tem que terminar cedo, e bebidas alcoólicas são proibidas. Por conseguinte, os debates deram lugar a decisões secas e comunicados pragmáticos

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Divididos entre o conservadorismo salutar e a cautela exagerada, Copom e Campos Neto enfrentam um dilema

7 de maio de 2024 - 6:18

Os próximos passos do Copom dependem, em grande medida, da reação da economia norte-americana à política monetária do Fed

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar