Você pode ter uma renda semanal de até 500 dólares na sua conta; descubra como aqui

Cotações por TradingView
2023-01-06T15:45:23-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
MERCADOS AGORA

Bolsas agora: Ibovespa avança com NY após payroll, mas segue de olho em Brasília; dólar recua mais de 2%

6 de janeiro de 2023
7:19 - atualizado às 15:45

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam, predominantemente, em tom positivo com a expectativa de reabertura da China. O destaque do dia é a divulgação dos dados de desempregos, payroll, nos EUA. Por aqui, mais um dia de agenda fraca. O foco vai para a primeira reunião ministerial do presidente Lula com seu corpo de ministros para alinhamento de discursos.

FECHAMENTO DO DIA

Enquanto Luiz Inácio Lula da Silva proferia o seu discurso de posse, que teve duração de mais de meia hora, na tribuna do Congresso Nacional no último domingo (01) já era possível escutar as trombetas que anunciam o apocalipse rondando os corredores do mercado financeiro. 

Em sua primeira fala empossado, Lula chamou o teto de gastos de estupidez, falou em tirar estatais dos estudos de privatização e utilizá-las para financiar medidas sociais, além de defender um Estado forte na economia, sem citar grandes contrapartidas de arrecadação. 

O início da semana útil foi seguido por uma elevação da melodia tocada pelos trombetistas — Lula passou por cima de seu ministro da Fazenda e prorrogou a desoneração de combustíveis, ministros declararam apoio à reversão de medidas caras ao mercado e o corpo de 37 ministros de Estado pareceu dessincronizado. 

A melodia se somou ao coro que chegava dos Estados Unidos — onde os sinais de um corte de juros pelo Federal Reserve em 2023 simplesmente desapareceram das comunicações oficiais. 

Leia mais.

As bolsas em Nova York vêm ganhando fôlego na reta final do pregão. Há pouco, os principais índices subiam mais de 2%.

FECHAMENTO

O dólar à vista encerrou em queda de 2,16%, a R$ 5,2363. Na semana, o recuo foi de 0,83%

DADOS ECONÔMICOS

O setor de serviços dos Estados Unidos voltou a contrair, segundo medição do ISM.
Segundo o PMI do setor, a queda foi de 56,5 para 49,6 em dezembro. Um recuo visto pela última vez em maio de 2020.

Esse número enfraquece do dólar e anima os investidores, que enxergam pouco espaço de manobra para novas altas elevadas dos juros.

O dólar à vista é um dos principais destaques nesta tarde. O movimento da moeda americana é alimentado não só pela menor percepção de risco doméstico, mas também pelos últimos dados econômicos divulgados nos Estados Unidos, mostrando uma situação menor confortável para que o Federal Reserve siga elevando os juros de forma rápida.

LOJAS RENNER OU C&A? O MORGAN STANLEY RESPONDE

Muita gente gosta de passar o Ano Novo com roupa nova. Branco, amarelo, verde, vermelho — dizem que cada cor tem um significado. Quando o assunto é ação do varejo de vestuário, também há opções. Entre Lojas Renner (LREN3) e C&A (CEAB3), qual escolher?

Segundo o Morgan Stanley, LREN3 está mais bem posicionada no momento. O banco melhorou a recomendação para a ação de venda para neutra, mas cortou o preço-alvo de R$ 29 para R$ 25 — o que representa um potencial de valorização de 29% com relação ao fechamento desta sexta-feira (6). 

Já a C&A, conhecida por ser a queridinha do setor de varejo de vestuário, vai na direção oposta. A recomendação do papel foi rebaixada de neutra para compra e o preço-alvo também foi cortado: passou de R$ 4,50 para R$ 2,25 — um potencial de alta de 8,5% ante o fechamento de hoje. 

Hoje, tanto as ações LREN3 como CEAB3 operaram em alta, com ganhos entre 1% e 3%. 

Leia mais.

FECHAMENTO NA EUROPA
  • Frankfurt: +1,20%
  • Londres: +0,88%
  • Paris: +1,47%
  • Stoxx 600: +1,12%
JP MORGAN REBAIXA RECOMENDAÇÃO PARA HAPVIDA (HAPV3)

A perspectiva de que o mercado de trabalho deve enfraquecer ao longo de 2023 fez o JP Morgan rebaixar a recomendação para as ações da Hapvida (HAPV3) de 'compra' para 'neutro'.

O preço-alvo dos papéis também foi cortado de R$ 9,50 para R$ 5,50, o que representa potencial de alta de 15,3% em relação ao fechamento de ontem. Nesta sexta (6), as ações operam em queda de 2,3%.

O banco também levou em consideração para o rebaixamento o ambiente difícil para reprecificação dos planos de saúde, o que deve empurrar a normalização da rentabilidade da Hapvida para a segunda metade de 2024.

Em relatório, o JP Morgan destaca que, apesar de ainda ver a Hapvida com potencial para ganhar mercado dentro dos planos de saúde privados, os próximos dois anos devem ser mais desafiadores do que o esperado.

Leia mais.

DESISTIU DE DESISTIR

A Multiplan (MULT3) anunciou na noite de quinta-feira (5) que fechou um acordo com o Atlético-MG para adquirir 24,95% do shopping DiamondMall, localizado em Belo Horizonte. Com a nova fatia, a operadora de shoppings eleva sua participação no empreendimento a 75,05%.

A companhia pagará R$ 170 milhões pela aquisição, metade do valor inicialmente proposto pela empresa em agosto para comprar o dobro da fatia.

Do montante, o contrato estipula que R$ 68 milhões serão desembolsados à vista no fechamento do negócio. Já os R$ 102 milhões restantes deverão ser pagos em 12 parcelas mensais indexadas ao IPCA.

As ações MULT3 operam em leve alta de 1,24% por volta das 12h15 desta sexta-feira, negociadas a R$ 21,19 na bolsa de valores brasileira.

Leia mais.

O Ibovespa arrefeceu o ritmo de alta, acompanhando a moderação de Nova York, mas segue com avanços acima dos 0,50%

ABERTURA EM NOVA YORK

Depois de um dia de perdas, marcado pela preocupação com o futuro dos juros americanos, as bolsas em Nova York abrem o dia em alta, repercutindo o resultado do payroll, o mais importante relatório de emprego do país.

  • Dow Jones: 1,09%
  • S&P 500: 1,12%
  • Nasdaq: 0,91%
JUROS FUTUROS

O alívio no cenário com relação ao novo governo continua. Depois da tensão dos primeiros dias da semana, a expectativa é que o alinhamento de discurso entre os ministros mostre uma maior preocupação com o cenário fiscal e um desenvolvimento pautado na sustentabilidade da dívida pública.

Com isso, a curva de juros passa por mais um dia de descompressão, beneficiando empresas mais sensíveis. Confira:

CÓDIGONOME ULT  FEC 
DI1F24DI Jan/2413,65%13,70%
DI1F25DI Jan/2512,99%13,14%
DI1F26DI Jan/2612,91%13,06%
DI1F27DI Jan/2712,92%13,08%
PETRÓLEO SOBE

Após os dados do payroll, o petróleo inverteu o sinal e voltou a operar em alta.

A commodity sobe 1,39%, com o barril negociado a US$ 79,73.

O apetite ao risco se deve a criação de empregos acima do esperado em dezembro, o que indica a melhora da perspectiva econômica do país.

IBOVESPA AVANÇA APÓS PAYROLL

O Ibovespa vem renovando máximas após o discurso inicial do presidente Lula (PT), antes da reunião com os ministros de governo, e o payroll de dezembro dos EUA.

A bolsa brasileira sobe 1,42%, aos 109.172 pontos.

No mesmo horário, o dólar à vista registra forte recuo, de 1,21%, a R$ 5,2872.

REAÇÃO NOS EUA

Os índices futuros de Nova York operam sem direção única após payroll mais forte do que o esperado:

  • Dow Jones futuro: +0,02%;
  • S&P 500 futuro: -0,09%;
  • Nasdaq futuro: -0,41%.

Os dados de desemprego, apontados pela payroll, são um dos indicadores mais importantes para a tomada de decisão sobre os juros americanos pelo Federal Reserve (Fed), o banco central dos EUA. Com o payroll mais forte, a tendência é de que a autoridade monetária continue na movimentação de alta dos juros na próxima reunião.

GAFISA (GFSA3) VAI RECORRER DA DECISÃO QUE SUSPENDE SEU AUMENTO DE CAPITAL

O início deste ano não está sendo fácil para a Gafisa (GFSA3), que briga para conseguir seu aumento de capital de R$ 78 milhões. Nesta sexta-feira (6) a companhia informou que vai recorrer da decisão que suspendeu a operação, determinada pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

A ação é uma vitória da Esh Capital na batalha contra a construtora de Nelson Tanure.

Em documento arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Gafisa reitera a regularidade do aumento de capital afirma que "pleiteará, nas vias cabíveis, a indenização pelos prejuízos incorridos."

O mercado já esperava que a Gafisa fosse decorrer da decisão de suspensão, que não é definitiva.

Leia mais.

PAYROLL NOS EUA

Os EUA criaram 223 mil empregos em dezembro, segundo o relatório payroll divulgado pelo Departamento do Trabalho há pouco. A abertura de postos de trabalho veio acima da expectativa, de 210 mil.

A geração de empregos em outubro e novembro foram revisadas:

  • Outubro: de 284 mil para 263 mil;
  • Novembro: de 263 mil para 256 mil.

A taxa de desemprego do país também caiu a 3,5% em dezembro, ante a previsão de estabilidade de 3,7%.

Por fim, o salário médio por hora teve alta de 0,27%, US$ 0,09 em dezembro, em relação a novembro; abaixo da previsão de alta de 0,40%. A remuneração horária ficou a US$ 32,82.

SOBE E DESCE DO IBOVESPA

O Ibovespa opera em alta de 0,60%, aos 108.286 pontos.

Confira as maiores altas:

CÓDIGONOMEULTVAR
CSNA3CSN ONR$ 16,264,03%
TAEE11Taesa unitsR$ 35,103,11%
CMIN3CSN Mineração ONR$ 4,152,47%
GGBR4Gerdau PNR$ 30,832,43%
GOAU4Metalúrgica Gerdau PNR$ 13,511,96%

E as maiores quedas do dia:

CÓDIGONOMEULTVAR
HAPV3Hapvida ONR$ 4,56-4,40%
RDOR3Rede D'Or ONR$ 27,04-2,21%
PRIO3PetroRio ONR$ 34,31-1,89%
QUAL3Qualicorp ONR$ 5,83-1,69%
MRFG3Marfrig ONR$ 8,33-1,65%
SETOR DE COMMODITIES SOBEM

Na abertura do pregão, as maiores altas do dia são lideradas pelas companhias do setor de commodities.

O movimento é impulsionado pela valorização acima de 2% do minério de ferro, na China, após anúncio de incentivos à economia e reabertura chinesa.

CÓDIGONOMEULTVAR
CMIN3CSN Mineração ONR$ 4,152,47%
CSNA3CSN ONR$ 15,962,11%
GGBR4Gerdau PNR$ 30,521,40%
VALE3Vale ONR$ 92,001,21%
GOAU4Metalúrgica Gerdau PNR$ 13,401,13%
ABERTURA DO IBOVESPA

De olho na primeira reunião ministerial do governo Lula (PT), o Ibovespa abre em alta de 0,38%, aos 108.054 pontos.

No mesmo horário, o dólar à vista operava em queda de 0,06%, a R$ 5,3509.

CHUVA DE PROVENTOS

Amplamente conhecida como uma das grandes pagadoras de proventos da bolsa, a Taesa (TAEE11) decidiu agraciar os acionistas e anunciou uma generosa rodada de dividendos.

A companhia de transmissão de energia vai distribuir R$ 460 milhões na forma de dividendos intercalares referentes ao exercício de 2022.

O montante equivale ao valor unitário de R$ 0,44509 por ação TAEE3 ou TAEE4 e de R$ 1,33527 por unit TAEE11.

As units TAEE11 operam em forte valorização e figuram entre as maiores altas do Ibovespa na manhã desta sexta-feira (06). Por volta das 10h45, os papéis avançavam 5,61%, negociados a R$ 35,95.

Leia mais.

ADRS DE VALE E PETROBRAS EM NOVA YORK

Com a sinalização de reabertura da China, valorização do minério de ferro e antes da divulgação dos dados de emprego nos EUA, decisivos para a política monetária, os recibos de ações (ADRs) da Vale e Petrobras, negociados em Nova York, sobem no pré-mercado.

Os papéis de Vale registram alta de 0,99%, a US$ 17,26. Os ADRs de Petrobras avançam o,31%, a US$ 10,14.

MATHEUS SPIESS: MERCADO EM 5 MINUTOS

A REUNIÃO

Lá fora, os mercados de ações asiáticos encerraram mais um bom dia em alta nesta sexta-feira, apesar das indicações negativas de Wall Street durante o pregão de ontem, com os investidores permanecendo bastante cautelosos depois que dados mostraram um crescimento do emprego privado nos EUA mais forte do que o esperado, o que indicaria uma força contínua no mercado de trabalho americano. Isso, por sua vez, fará com que os juros continuem subindo ao longo de 2023.

Apesar da tensão, os mercados europeus sobem nesta manhã, enquanto investidores digerem o movimento de inflação da Zona do Euro. Os futuros americanos, por outro lado, ainda estão um pouco mais tensionados, esperando mais dados de empregos hoje, desta vez por meio do relatório mais importante, o payroll. O Brasil pode se descolar desse sentimento, uma vez que o fator político tem sido o principal vetor para os ativos locais, o que faz com que os investidores prestem atenção em Brasília hoje.

A ver…

00:48 — Puxão de orelha?

Por aqui, a ideia é que Lula possa, a partir das 9h30, conversar com todos seus ministros na primeira reunião ministerial formal. Não é possível que continuemos vendo um bate cabeça como o que aconteceu no começo dessa semana, principalmente com a fala desastrada e equivocada de Lupi. O pragmatismo lulista deve puxar a orelha de ministros que mantiverem um discurso torto relativamente à vontade do Planalto.

O movimento para alinhar o discurso do novo governo se soma aos discursos de posse de Alckmin e Tebet, que mostraram um tom bem moderado e alinhado com a Fazenda, de modo a serem guardiões da nova regra fiscal a ser desenvolvida nos próximos meses — a posse dos dois acalmou os mercados, assim como a atuação de alguns bombeiros, como Rui Costa e Jean Paul Prates, com discursos mais "market friendly."

01:29 — Dados de emprego

Nos EUA, os principais índices voltaram a ter dificuldades ontem, revertendo os ganhos do dia anterior, em meio às preocupações com a força do mercado de trabalho e o tom da última ata do Federal Reserve. Os dados mais recentes sobre empregos podem forçar o Federal Reserve a ser ainda mais agressivo ao tentar controlar a inflação, deixando as taxas mais altas por mais tempo. Mais dados fortes no mercado de trabalho podem aumentar a chance de mais uma alta de 50 pontos-base em fevereiro.

Por isso, todos os olhos estarão voltados para o relatório de payroll desta sexta-feira. A estimativa consensual é de um aumento de 217,5 mil empregos não agrícolas, após um ganho de 263 mil em novembro. Enquanto isso, a taxa de desemprego é vista como inalterada em um nível historicamente baixo de 3,7%. Por fim, espera-se que o salário médio por hora aumente 5% na comparação anual, após subir 5,1% no mês anterior. Números mais fortes do que o esperado pode provocar novos ajustes no mercado.

02:20 — A primeira vez desde o século 19

O Congresso americano segue sem definição. O republicano da Califórnia, Kevin McCarthy, perdeu a décima primeira votação para se tornar presidente da Câmara na quarta-feira, e a Câmara voltou de um intervalo à noite para adiar até hoje. Ao passar do nono turno, a situação atual superou a crise de 1923, quando a votação também demorou para ser encerrada. Com isso, olhamos agora para 1856, a última vez que foram necessários mais de nove turnos (à época, foram precisos 44 turnos).

Uma luta prolongada pelo cargo significa que os mercados podem ter que se preocupar com a incerteza da política fiscal, uma vez que o teto da dívida pode se tornar um problema nos próximos meses. O limite de gastos foi aumentado pela última vez em dezembro de 2021 em US$ 2,5 trilhões, para US$ 31,4 trilhões. O Congresso pode precisar de um novo acordo para aumentá-lo ou suspendê-lo. A questão que se coloca é que não se pode deliberar sobre nada no Congresso sem um presidente.

Sabemos o que estresse fiscal pode causar com ativos de risco, mesmo em países desenvolvidos (vide caso britânico). Se McCarthy continuar a fracassar, alternativas podem surgir: i) o deputado republicano Steve Scalise pode servir como conciliador entre a ala tradicional e a rebelde; ii) um líder de unidade amplamente atraente pode surgir; ou ainda iii) um presidente temporário pode ser indicado. Por enquanto, os investidores estão acompanhando com algum distanciamento, mas pode piorar.

03:32 — Inflação europeia

Os dados de inflação dos preços ao consumidor da zona do euro refletiram os números mais baixos das principais economias europeias. O dado cheio desacelerou mais do que o esperado, saindo de 10,1% na comparação anual para 9,2%. O problema é que o dado de núcleo acabou vindo acima do esperado, mostrando aceleração de 5% em novembro para 5,2% em dezembro. Por enquanto, os mercados não parecem ligar.

A situação europeia é delicada. Se a inflação não cair rapidamente, o BCE será forçado a subir muito mais os juros e mantê-los elevados por mais tempo, o que pode aprofundar a recessão que acontecerá no velho continente e causar problemas fiscais nos países diante do aumento do serviço da dívida (pagar mais juros). Os próximos meses serão vitais para sabermos para onde a Zona do Euro caminha.

04:12 — Um bom começo de ano

Os investidores asiáticos se esforçaram na sexta-feira para manter o ímpeto positivo da semana, mesmo diante das perdas acentuadas em Wall Street verificadas ontem, que ocorreram depois que dados de empregos superando as previsões sugeriram que o Federal Reserve terá que continuar elevando as taxas de juros.

De qualquer modo, os mercados regionais asiáticos tiveram um forte início de ano, em grande parte graças ao otimismo com a reabertura da China e aos sinais de que está diminuindo o tom de sua conversa dura sobre uma série de questões domésticas e geopolíticas. Caso a reabertura chinesa provoque mais crescimento, como aconteceu em outras regiões depois da reabertura, a recessão global pode ter um amortecedor importante.

O Ibovespa futuro testa alta com o exterior e na expectativa da primeira reunião ministerial do governo Lula (PT). O índice sobe 0,07%, aos 109.290 pontos.

ABERTURA DOS JUROS FUTUROS

Com as atenções voltadas à primeira reunião ministerial do governo Lula (PT), mas com menor cautela sobre as expectativas com o cenário fiscal, impressas no discurso de posse de Simone Tebet no Ministério do Planejamento, os Contratos Interfinanceiros (DIs) operam com trajetória de queda.

Confira a abertura dos DIs hoje:

NOME ULT  FEC 
DI Jan/2413,68%13,70%
DI Jan/2513,10%13,14%
DI Jan/2613,03%13,06%
DI Jan/2713,04%13,08%
ABERTURA DO DÓLAR

O dólar à vista iniciou as negociações em alta de 0,24%, a R$ 5,3646.

ABERTURA DO IBOVESPA FUTURO

Na contramão do exterior e com o cenário político doméstico no radar, o Ibovespa futuro abriu em queda de 0,12%, aos 109.090 pontos.

COMMODITIES SEM DIREÇÃO ÚNICA

Com maior otimismo dos investidores com China e a demanda por consumo no país asiático, mas por outro lado, a expectativa sobre dados de emprego nos EUA, os mercados de commodities operam sem direção única nesta sexta-feira.

O minério de ferro, negociado em Dalian (China), registra alta de 1,85%, com a tonelada a US$ 124,65 após dois dias de fechamento em baixa.

Já o petróleo tipo Brent tem leve recuo de 0,15%, com o barril a US$ 78,58.

INFLAÇÃO NA ZONA DO EURO

A taxa anual de inflação ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da Zona do Euro desacelerou a 9,2% em dezembro, ante 10,1% em novembro, segundo dados preliminares da Eurostat, agência de estatística das União Europeia.

A prévia de dezembro ficou bem abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam recuo da taxa do CPI a 9,7%. Em outubro, a inflação anual do bloco atingiu a máxima histórica de 10,6%.

A desaceleração veio com o arrefecimento dos preços de energia, que subiram 25,7% em dezembro ante um ano antes, após saltarem 34,9% in novembro.

O núcleo do CPI, que desconsidera os preços de energia e de alimentos, teve acréscimo anual de 5,2% em dezembro. Neste caso, a projeção do mercado era de alta de 5,1%.

DAY TRADE NA B3

Após o fechamento do último pregão, identifiquei uma oportunidade de swing trade baseada na análise quant - compra dos papéis da Even (EVEN3).

EVEN3: [Entrada] R$ 4.78; [Alvo parcial] R$ 4.94; [Alvo] R$ 5.12; [Stop] R$ 4.55

Recomendo a entrada na operação em R$ 4.78, um alvo parcial em R$ 4.94 e o alvo principal em R$ 5.12, objetivando ganhos de 7.1%.

O stop deve ser colocado em R$ 4.55, evitando perdas maiores caso o modelo não se confirme.

Leia mais.

LULA REÚNE MINISTROS ÀS 9H30

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva receberá hoje o primeiro escalão de seu governo para uma reunião de gabinete.

Será o primeiro encontro oficial do presidente recém-empossado com todos os seus ministros.

O objetivo da reunião é alinhar o discurso. Nos últimos dois dias por duas vezes diferentes, os ministros da Economia e da Casa Civil — respectivamente, Fernando Haddad e Rui Costa — foram contrariados pelo chefe do Planalto.

Com apenas uma semana de governo, esses "encontrões" entre ministros e o presidente relembram o governo Bolsonaro. O mercado não gosta de incertezas e um alinhamento do discurso pode ajudar a aliviar as tensões superficiais.

O início do encontro está marcado para as 9h30.

FUTUROS DE NOVA YORK NA LINHA D’ÁGUA

Os índices futuros de Nova York amanheceram na linha d’água.

Os investidores aguardam a divulgação do payroll, como é conhecido o relatório mensal de emprego nos Estados Unidos.

Também estão no radar os comentários de diretores do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) esperados para hoje.

Confira:

  • S&P 500 Futuro: +0,07%
  • Dow Jones Futuro: +0,10%
  • Nasdaq Futuro: -0,08%
BOLSAS DA EUROPA TENTAM EMPLACAR ALTA ANTES DE PAYROLL

As principais bolsas europeias abriram sem uma direção clara na manhã desta sexta-feira.

Os investidores promovem ajustes em suas carteiras à espera de uma série de indicadores locais na zona do euro e do relatório mensal de emprego nos Estados Unidos.

O payroll pode dar um sinal ao mercado de que o desemprego continua em queda. Isso abre margem para que o Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos EUA) mantenha os juros altos.

Confira:

  • Frankfurt: -0,10%
  • Paris: +0,14%
  • Londres: +0,28%
BOLSAS DA ÁSIA FECHAM EM ALTA COM REABERTURA CHINESA

As principais bolsas de valores da Ásia fecharam em alta hoje.

Os investidores mostraram-se animados com a reversão das duras restrições aplicadas pela China durante a pandemia.

Medidas de incentivo ao setor imobiliário chinês também foram bem recebidas pelos participantes do mercado na região.

A exceção foi a bolsa de Hong Kong, que trocou o sinal na reta final do pregão e fechou em queda de 0,29%.

Confira como ficou o fechamento das demais bolsas asiáticas hoje:

  • Tóquio: +0,59%
  • Seul: +1,12%
  • Xangai: +0,08%
  • Taiwan: +0,51%
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Repercussão do resultado

Itaú (ITUB4) acertou em provisionar 100% da exposição à Americanas, dizem analistas; ações disparam na bolsa

8 de fevereiro de 2023 - 12:56

Ao se prevenir totalmente de calote da Americanas no balanço do 4T22, Itaú evita que efeito contamine resultados de 2023

CORRIDA PLATINUM

Uber supera expectativas no 4º trimestre e encerra 2022 com balanço 5 estrelas; ações disparam nas bolsas

8 de fevereiro de 2023 - 12:09

A empresa encerrou os últimos três meses do ano passado com um lucro líquido de US$ 595 milhões, contrariando as expectativas de prejuízo dos analistas

VESPEIRO POLÍTICO

CEO do Itaú (ITUB4) fala sobre disputa entre Lula e presidente do BC: “é do jogo”

8 de fevereiro de 2023 - 11:44

Milton Maluhy, CEO do Itaú, vê a equipe do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, “na direção correta”, mas defende definição rápida da meta de inflação

TEMPOS DIFÍCEIS

Entenda o que está acontecendo com a Marisa (AMAR3) após a renúncia do presidente e alerta financeiro — ações caem mais de 5% na B3

8 de fevereiro de 2023 - 11:12

A Marisa (AMAR3) não detalhou quais as suas dificuldades financeiras que demandam melhorias na estrutura de capital

NOVIDADE BEM RECEBIDA

Tesouro Renda+ Aposentadoria Extra movimenta mais de R$ 60 milhões na primeira semana de negociação

8 de fevereiro de 2023 - 11:07

O título mais negociado foi o Tesouro Renda+ Aposentadoria Extra 2030, representando 40,12% do total (24 milhões). Quase 8 mil pessoas negociaram os títulos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies