🔴 MELHORES MOMENTOS DO MACRO SUMMIT BRASIL 2024 – ASSISTA AQUI

Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
DESTAQUES DO DIA

Dólar em queda e abaixo dos R$ 5 é boa notícia para as empresas aéreas e ações disparam na bolsa — mas Vale (VALE3) e siderúrgicas sentem o baque

Enquanto os turistas comemoram, algumas empresas da bolsa não gostariam que esse cenário se prolongasse. Outras, no entanto, aproveitam o momento.

Jasmine Olga
Jasmine Olga
2 de fevereiro de 2023
16:16 - atualizado às 20:41
Dólar real 5 reais câmbio
Imagem: Shutterstock

A ressaca da Super Quarta — dia que conta com decisões de política monetária no Brasil e nos Estados Unidos — veio acompanhada de uma marca importante para o câmbio: a perda do patamar dos R$ 5, o que não era visto desde meados do ano passado.

A diferença pode até ser de meros centavos, mas é considerada importante para o mercado brasileiro, que vive um eterno desconforto com a moeda americana acima da casa dos R$ 5 nos últimos anos. 

Entender o enfraquecimento do dólar em escala global nesta quarta-feira (02) não chega a ser complexo — na tarde de ontem (01), o banco central americano deixou claro que não vê cortes na taxa básica de juros em 2023 e que ainda é preciso fazer novos ajustes de alta para controlar a inflação. 

Com isso, é garantido afirmar que, apesar do que gostaria o mercado financeiro, os juros elevados devem deixar a atividade econômica americana em um patamar “suficientemente restritivo” por mais tempo. 

Economia mais fraca é sinônimo de dólar mais fraco — e assim chegamos ao desempenho visto hoje na moeda americana. 

Enquanto os turistas comemoram, algumas empresas da bolsa não gostariam que esse cenário se prolongasse. Outras, no entanto, aproveitam o momento. 

No primeiro caso, as companhias que mais sofrem com um real valorizado são as empresas exportadoras — enquanto a maior parte dos seus custos são na moeda local, suas receitas são em dólar. Ou seja, existe um impacto negativo no fluxo de caixa dessas companhias. 

É bem verdade que essa não é a única razão que explica o desempenho negativo de empresas como Vale (VALE3), CSN Mineração (CSMN3), CSN (CSNA3) e Usiminas (USIM5). No caso desse grupo de empresas, a forte queda do minério de ferro também pesa no humor dos investidores. 

Confira as maiores quedas da sessão:

CÓDIGONOMEVALORVAR
CMIN3CSN Mineração ONR$ 5,09-4,68%
BRFS3BRF ONR$ 8,17-4,67%
CSNA3CSN ONR$ 17,74-4,16%
VALE3Vale ONR$ 89,62-4,11%
USIM5Usiminas PNAR$ 8,09-3,80%

As vencedoras do dia

Enquanto as exportadoras choram, chama a atenção o desempenho estelar das empresas do setor aéreo. 

É que ao contrário da outra classe de ativos, são as dívidas dessas companhias que costumam ser em dólar, enquanto as suas receitas seguem sendo majoritariamente em reais. Ou seja: mais chances de um balanço menos desequilibrado, com redução da alavancagem em reais. 

Um gestor consultado pelo Seu Dinheiro, no entanto, está com a pulga atrás da orelha. Apesar de uma leve queda do petróleo e do movimento do dólar de fato beneficiarem essas empresas, ele acredita que a forte força compradora vindo de fora, chefiada pelo UBS, pode indicar que exista algo mais fora do radar — uma vez que a queda  do dólar, no momento, não ultrapassa a casa do 1%. 

Confira os principais desempenhos do dia:

CÓDIGONOMEVALORVAR
GOLL4Gol PNR$ 8,5914,99%
AZUL4Azul PNR$ 12,9011,11%
LWSA3Locaweb ONR$ 6,746,65%
PETZ3Petz ONR$ 7,685,21%
VIIA3Via ONR$ 2,464,68%

Compartilhe

TEMPESTADE PERFEITA

Como a escalada das tensões no Oriente Médio derruba as ações da Azul (AZUL4) e da Gol (GOLL4) na B3

12 de abril de 2024 - 16:10

A crise geopolítica pressiona as cotações do petróleo e do dólar, o que afeta os negócios das companhias aéreas

RISCO GLOBAL

Dólar bate em R$ 5,14  e atinge maior nível em seis meses — e aqui estão três motivos para a disparada da moeda norte-americana hoje 

12 de abril de 2024 - 13:25

O dólar também se valoriza ante as divisas globais; as cotações do petróleo e do ouro renovam máximas históricas

VEJA O QUE DIZ A COMPANHIA

Ações da JHSF (JHSF3) tombam 7% na B3; empresa se pronuncia após embargo do Complexo Boa Vista

12 de abril de 2024 - 12:12

A companhia afirmou, em comunicado enviado à CVM mais cedo, que seus advogados avaliam o “sentido e alcance” da liminar expedida na última quinta-feira

DESTAQUES DA BOLSA

Plano & Plano (PLPL3) despenca mais de 7% e registra maior queda da bolsa após prévia operacional; veja os números que desagradaram o mercado

12 de abril de 2024 - 11:33

O forte recuo é uma reação a números considerados neutros por parte dos analistas das principais casas brasileiras

NOVO FOCO DE INCÊNDIO

O cabo de guerra na Petrobras (PETR4) já tem um vencedor? Justiça suspende presidente do conselho de administração — e a estatal promete recorrer da decisão 

12 de abril de 2024 - 10:11

A suspensão de Pietro Mendes enfraquece o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, que é um dos pivôs da crise no comando da petroleira

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa entra no barril de pólvora do Oriente Médio e cai mais de 1%; dólar vira abrigo e fecha a R$ 5,12

12 de abril de 2024 - 6:45

RESUMO DO DIA: Não bastasse a semana agitada por dados de inflação, os mercados acionários entraram em modo de alerta com a escalada das tensões no Oriente Médio — e o Ibovespa não conseguiu ignorar o tom negativo do dia.  O principal índice da bolsa brasileira fechou em queda de 1,14%, aos 125.946 pontos. Na […]

DINHEIRO NOVO

Americanas (AMER3) chama acionistas para aprovar injeção de capital bilionária liderada por Lemann e bancos credores

11 de abril de 2024 - 10:07

Acionistas vão aprovar aumento de capital que pode chegar a R$ 41 bilhões. Lemann e bancos se comprometeram a colocar R$ 24 bilhões na varejista

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Dólar fecha a R$ 5,09, o maior nível em um ano; Ibovespa cai com petróleo e juros nos EUA no radar

11 de abril de 2024 - 6:48

RESUMO DO DIA: As ondas da inflação nos Estados Unidos continuaram agitando os mares dos mercados com a incerteza sobre a trajetória dos juros da maior economia do mundo e abalou o navio brasileiro mais uma vez. O Ibovespa fechou em queda de 0,51%, aos 127.396 pontos. Já o dólar se fortaleceu e terminou a […]

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Dólar sobe mais de 1% e Ibovespa recua após inflação acima do esperado nos EUA

10 de abril de 2024 - 6:52

RESUMO DO DIA: A ‘Super Quarta’ da inflação finalmente chegou e deu o tom negativo aos mercados, em dia de alta das commodities. O Ibovespa fechou em baixa de 1,41%, aos 128.053 pontos. Já o dólar zerou as perdas da semana e terminou o dia a R$ 5,0784, com alta de 1,41% no mercado à […]

MUDANÇAS NO ALTO ESCALÃO

Férias sem volta? Diretor financeiro da CVC faz as malas e ações CVCB3 caem na bolsa

9 de abril de 2024 - 13:51

Carlos Wollenweber deixa o cargo quase um ano após assumir a cadeira; Felipe Gomes entra no lugar a partir de maio

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies