🔴 AÇÃO QUE JÁ DISPAROU 1.200% E AINDA ESTÁ BARATA – VEJA QUAL

Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP, já passou pelo portal DCI e setor de análise política da XP Investimentos.
MERCADO DE TRABALHO

Velho demais para trabalhar? Um em cada quatro profissionais já foi demitido por conta da idade

De acordo com o levantamento, cerca de 58% dos profissionais que atuam na área de recrutamento e seleção afirmou que possuem domínio suficiente para recrutar profissionais mais velhos — de 50 anos ou mais

Liliane de Lima
29 de novembro de 2022
15:36 - atualizado às 14:53
etarismo; pessoas mais velhas no mercado de trabalho
Middle aged stressed woman sitting at the desk in office at meeting. Young multiracial workers team sitting their backs to camera. Passing interview, hiring, recruiting and age discrimination concept - Imagem: iStockphoto

As pessoas estão vivendo cada vez mais. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida de um brasileiro é de 76,8 anos. Contudo, o mercado de trabalho parece andar na contramão dessa tendência. 

Um em cada quatro profissionais já foi demitido por um motivo em comum: a idade. A pesquisa Etarismo, realizada pelas consultorias de recursos humanos Vagas.com, Colettivo e Talento Sênior, aponta que 24% dos trabalhadores perderam os seus postos de trabalho por serem considerados mais velhos. 

De acordo com o levantamento, cerca de 58% dos profissionais que atuam na área de recrutamento e seleção afirmaram que possuem domínio suficiente para recrutar profissionais mais velhos — de 50 anos ou mais. 

A pesquisa contou com a participação de 252 profissionais. As informações foram coletadas em agosto deste ano. 

Contratação de profissionais “mais velhos”

Apesar dos avanços no ambiente corporativo no que diz respeito às questões de diversidade e inclusão, o etarismo ainda é um assunto pouco discutido. 

Ainda segundo o estudo realizado pelas empresas de consultoria, cerca de 21% dos entrevistados afirmaram que consideram eliminar candidatos mais velhos dos processos seletivos, considerando apenas a idade. Isso representa que um a cada cinco poderia perder a chance de ser empregado. 

Na contratação efetiva, 58% dos participantes do levantamento admitiram profissionais com 50 anos ou mais nos últimos seis meses. Contudo, cerca de 81% dos entrevistados afirmaram que a companhia onde trabalham não promoveu nenhum programa de inclusão de pessoas “mais velhas”. 

Por fim, o levantamento apontou que 55% dos respondentes já tiveram de convencer o gestor ou alguém da equipe sobre a importância de contratar uma pessoa mais velha. Outros 45% reportaram que não tiveram de passar por essa experiência.

Compartilhe

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar