';

Quais são as carreiras mais promissoras para 2023? Veja em nosso guia exclusivo e gratuito

Cotações por TradingView
2022-11-30T10:29:06-03:00
Carolina Gama
CARTEIRA DE 2023

Vale (VALE3), Gerdau (GGBR4), CSN (CSNA3) ou Usiminas (USIM5)? Uma dessas ações vale ouro para o Santander; saiba qual

Das quatro empresas que atuam no setor de mineração e siderurgia, três têm recomendação de compra, com potencial de valorização que chega a 45%, e uma foi rebaixada para neutro

28 de novembro de 2022
16:43 - atualizado às 10:29
Vale Gerdau Usiminas CSN minério de ferro
Imagem: Shutterstock/Seu Dinheiro

A expectativa da suspensão da política de covid zero na China e aportes de Pequim em setores chave da economia, como o imobiliário, trouxeram fôlego para o minério de ferro em novembro, mês no qual a commodity acumula valorização de cerca de 25%. Mas esse quadro foi ficando incerto diante dos protestos da população chinesa contra restrições ao coronavírus. Nesse cenário, quem se dá melhor: Vale (VALE3), Gerdau (GGBR4), CSN (CSNA3) ou Usiminas (USIM5)

Para o Santander, a Vale é a melhor escolha para quem quer ter exposição ao setor: ainda que as ações VALE3 acumulem alta de 19% desde agosto, em dólares, e ganho médio de 12% em relação a outras empresas globais do setor, o banco ainda vê um ponto de entrada atraente e uma relação entre risco e recompensa que vale a pena.

A visão positiva do Santander para a Vale é baseada em três pilares:

  • Potencial de alta dos preços do minério de ferro, com riscos direcionados para cima, uma vez que a cotação da commodity permanece próxima aos custos marginais; 
  • Valuation atrativo, com valor da firma x Ebitda (EV/EBITDA) para 2023 de 3,9x e fluxo de caixa livre (FCF) de 15% para o mesmo ano; 
  • Potencial de agregar valor à divisão de metais básicos.

Além disso, na disputa entre minério de ferro e aço, o banco prefere o primeiro, com expectativa de que os preços da commodity fiquem acima de US$ 100 por tonelada no primeiro semestre do próximo ano. 

Hoje, o minério fechou em queda de 0,75%, a US$ 98,90, segundo o índice Platts, da S&P Global Commodity Insights, que leva em consideração o produto com teor de 62% de ferro. 

Se a favorita é a Vale, como ficam Gerdau, CSN e Usiminas?

Para as siderúrgicas, o Santander está mais seletivo nas escolhas para 2023. Por isso, o banco rebaixou Usiminas (USIM5) para neutro e manteve a recomendação de compra para Gerdau (GGBR4), embora não haja catalisadores de curto prazo. 

EmpresaRecomendaçãoPreço-alvoPotencial de valorização*
Vale (VALE3)CompraUS$ 18,0019%
Gerdau (GGBR4)CompraR$ 36,0022,50%
Usiminas (USIM5)NeutroR$ 9,0018%
CSN (CSNA3)CompraR$ 20,0045%
Fonte: Santander
*Potencial de valorização calculado com base no fechamento de sexta-feira (25)

No caso de USIM5, o Santander projeta um ritmo de lucro mais fraco nos próximos trimestres e potencial risco de queda nos preços dos aços planos. O banco também acredita que os requisitos de capex (investimentos) da Usiminas podem limitar a geração de fluxo de caixa livre até 2023.

Já para a Gerdau, a ausência de catalisadores é compensada pela expectativa do Santander de resultados robustos contínuos nos próximos trimestres.

Mas a preferida do banco entre as siderúrgicas é a CSN (CSNA3), embora não seja um nome de consenso entre os analistas do banco. 

O que explica o favoritismo da CSN é a exposição ao minério de ferro e também ao cimento. 

VEJA TAMBÉM - Enquanto Petrobras (PETR4) pode estar se aproximando de 'era sombria', esta outra petroleira tem potencial para subir quase 70% , aponta BTG

Períodos sombrios podem estar se aproximando da Petrobras e você deveria vender as ações. Isso quem diz é o banco UBS BB, que rebaixou a recomendação para os papéis da estatal de compra para venda e não teve dó na hora de cortar o preço-alvo para PETR4. Agora o banco espera a queda das ações.

O banco se mostrou preocupado com os rumos que a empresa vai tomar daqui para frente e deixou claro que teme uma volta ao passado com a vitória de Lula para presidente. De acordo com os analistas, as perspectivas positivas iniciadas em 2016 podem estar chegando ao fim. E tem mais: de acordo com o documento, a farra dos dividendos monstruosos deve estar com os dias contados. 

Porém, enquanto a estatal pode sofrer nas mãos do petista, existe outra petroleira que está mais afastada do 'risco Lula' e pode subir quase 70% na bolsa daqui para a frente, de acordo com uma análise do BTG Pactual.

Nós revelamos o nome do papel e os motivos para a possível alta em uma publicação na nossa página do Instagram. Veja abaixo e aproveite para nos seguir por lá (basta clicar aqui). Assim, você recebe diariamente alertas com insights de investimentos que podem colocar uma boa grana no seu bolso, análises de mercado decisivas, além da opinião dos principais analistas e gestores do país consultados pelos nossos repórteres especiais. Clique aqui e nos siga.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

DEPOIS DE 11 DIAS...

Americanas (AMER3): Lemann, Teles e Sicupira aparecem e afirmam que “jamais tiveram conhecimento” do rombo na varejista

22 de janeiro de 2023 - 21:36

Os acionistas, porém, não mencionam qualquer possibilidade de capitalização para a recuperação da empresa

MELHORES EMPREGADORES

Bradesco ou Via Varejo: saiba quais são as melhores empresas para trabalhar em 2023

22 de janeiro de 2023 - 16:59

Ao todo, 57 companhias brasileiras foram certificadas pela consultoria, entre as mais de 2 mil empresas participantes em 123 países

Gautam Adani, o homem mais rico da Ásia, planeja cinco IPOs até 2028 — saiba quais são as empresas que estão no radar do bilionário

22 de janeiro de 2023 - 15:59

Até o momento, o grupo já detém sete empresas listadas em bolsa, com um valor de mercado superior a US$ 250 bilhões

PACOTE FISCAL

Contas na mesa: Brasil precisa de ajuste bilionário para estancar dívida pública crescente

22 de janeiro de 2023 - 14:56

Com pouca margem de manobra para conduzir o ajuste fiscal, as projeções dos analistas indicam que a dívida do País deve alcançar 90% do PIB até 2028

CRISE INSTITUCIONAL

Entenda por que a onda de protestos no Peru continua — mesmo após a queda de Pedro Castillo

22 de janeiro de 2023 - 13:34

Os manifestantes agora, especialmente do sul do país, pedem a renúncia de Dina Boluarte e uma nova Constituição.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies