🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-02-13T23:13:49-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
GIGANTE DA MINERAÇÃO

Produção da Vale (VALE3) desacelera no quarto trimestre, mas mineradora cumpre meta anual; confira o guidance para este ano

A companhia já havia avisado que entregaria resultados no lado mais baixo da meta para manter a estratégia de maximização de margens

10 de fevereiro de 2022
19:38 - atualizado às 23:13
Vale (VALE3)
Vale (VALE3) -

Quando a Vale (VALE3) dá detalhes sobre sua operação, o mercado se debruça sobre os números. Dessa vez, os dados revelam que a produção de minério de ferro recuou entre o terceiro e quarto trimestre de 2021.

Ainda assim, a gigante da mineração mundial e da bolsa de valores brasileira cumpriu o guidance, ou a meta de produção da commodity, previsto para o ano.

O relatório de produção e vendas da companhia, divulgado nesta quinta-feira (10), mostra que a mineradora entregou 82,5 milhões de toneladas métricas (Mt) da matéria-prima do aço nos últimos três meses do ano.

O número é 2,4% menor do que o registrado no mesmo trimestre do ano passado e está 7,8% abaixo dos três meses imediatamente anteriores. Já a produção anual de finos de minério de ferro foi 315,6 Mt, alta de 5,1% em relação a 2020.

Segundo o relatório, o crescimento anual na fabricação é explicado por cinco fatores principais:

  • retomada de Serra Leste no fim de 2020;
  • aumento da produção de produtos de alta sílica em Brucutu;
  • melhor desempenho no Complexo de Itabira, apesar das restrições relacionadas à disposição de rejeitos;
  • operação com seis linhas de beneficiamento em Timbopeba desde março de 2021;
  • retomada da produção via processamento a úmido em Fábrica;
  • e maior compra de terceiros.

O guidance previa um número total de 315 milhões a 335 milhões de toneladas da commodity em 2021, mas a empresa já havia avisado que entregaria resultados “abaixo do meio do intervalo” para a estratégia de maximização de margens.

Vendas superaram 2021

Quando o assunto são as vendas, a Vale não teve problemas para superar trimestres e ano anteriores. Foram comercializados 83,1 Mt de minério de ferro entre outubro e dezembro de 2021, alta de 22,6% na comparação com os três meses anteriores.

As vendas anuais cresceram 8,9% quando comparadas a 2020 e chegaram a 277,5 Mt. Na mesma linha do relatório, as negociações de pelotas e carvão também avançaram 3,5% e 33,8%, respectivamente.

Já as vendas de minério de manganês, carvão e cobre trouxeram sinais negativos para a tabela da mineradora. Veja abaixo a comparação com 2020:

  • Minério de manganês: 573 Mt (-58,4%);
  • Níquel: 181,8 Mt (-0,7%);
  • Cobre: 284,5 Mt (-17,8%).

Prévia para 2022

Além dos números consolidados de 2021, a mineradora também divulgou o guidance de produção de minério de ferro, pelotas, níquel e cobre para este ano.

ProdutoMeta de produção 
Minério de ferro320 - 335 Mt
Pelotas34 - 38 Mt
Níquel175 - 190 kt
Cobre330 - 355 kt

A Vale foi uma das companhias afetadas pelas chuvas intensas que assolaram Minas Gerais nas primeiras semanas do ano. Os volumes pluviométricos maiores do que o esperado para o mês levaram à interrupção das operações por mais de uma semana, até o restabelecimento das condições adequadas de segurança.

Mas, segundo a mineradora, o impacto das paralisações na produção de minério de ferro limitou-se a aproximadamente 2 Mt. Como o impacto sazonal da estação chuvosa já é considerado para a meta, também não há alterações no guidance.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

FII DO MÊS

Fundos de papel retornam ao topo da preferência dos analistas; veja quais são os FIIs favoritos para julho

6 de julho de 2022

Em meio ao temor de recessão global, as corretoras consultadas pelo Seu DInheiro voltaram-se novamente para a proteção do papel

ESQUENTA DOS MERCADOS

Bolsas estrangeiras patinam à espera da ata do Fed e dos dados de desemprego nos Estados Unidos

6 de julho de 2022

Investidores preparam-se para a divulgação da ata do Fed na tentativa de prever os próximos passos da política monetária norte-americana

Especiais SD

Onde investir no 2º semestre: Renda fixa, nós gostamos de você! Com juros altos, ativos mais rentáveis do ano continuam atraentes

6 de julho de 2022

No difícil primeiro semestre de 2022, ativos de renda fixa foram os únicos a se salvarem, especialmente aqueles que se beneficiam da alta dos juros; para o resto do ano, esses investimentos permanecem interessantes, e investidor não precisa correr muito risco para ganhar dinheiro

NOITE CRIPTO

Parece, mas não vai: bitcoin segue preso ao patamar de US$ 20 mil; saiba o que está no caminho do BTC

5 de julho de 2022

Investidores devem ficar atentos à divulgação da ata da reunião do junho do Federal Reserve, prevista para amanhã — documento tem potencial para aumentar a volatilidade do mercado

AGORA É PRA VALER

Petrobras (PETR4) conclui a venda de participação na Deten Química — veja quanto entrou no caixa da estatal

5 de julho de 2022

O negócio, que tinha sido anunciado em abril, encerra a presença da petroleira na fabricante das principais matérias-primas para o segmento de limpeza doméstica e comercial no Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies