🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Capital de risco

Pátria Investimentos adquire Igah Ventures e expande atuação no segmento de Venture Capital

Gestora de Pedro Sirotsky Melzer tem, entre suas investidas, empresas como Infracommerce e a corretora Avenue; valor da transação não foi divulgado

Entrada do escritório da Pátria Investments | Fundos imobiliários PATC11 VBI Real Estate
Imagem: Reprodução

A gestora Pátria Investimentos anunciou, nesta quinta-feira (1º) a aquisição de 100% da Igah Ventures, gestora de capital de risco fundada por Pedro Sirotsky Melzer, que tem, entre suas empresas investidas, nomes como Infracommerce (IFCM3) e a corretora Avenue. O valor da transação não foi divulgado.

Por meio deste negócio, o Pátria expande um pouco mais a sua atuação no segmento de Venture Capital, que consiste no investimento em empresas de capital fechado que ainda estejam nos seus estágios iniciais, como startups.

Com US$ 26,5 bilhões em ativos sob gestão e ações negociadas na bolsa americana Nasdaq, o Pátria ingressou no negócio de Venture Capital em dezembro do ano passado, ao adquirir 40% da Kamaroopin.

Com esses dois movimentos de aquisição, a gestora passou a atuar em todos os estágios do ciclo de investimento em empresas fechadas. Antes, seu foco eram as estratégias de Private Equity e Growth Equity, voltadas para negócios mais maduros, em estágio mais avançado.

"O objetivo do Pátria é ser uma plataforma completa de investimentos alternativos na região, entregando retornos fortes e consistentes para os investidores em escala. Nós vemos a Igah como o parceiro ideal para explorar o espaço de Venture Capital, focado em investimentos 'seed' e de séries A e B. Esse é o segmento de crescimento mais rápido no investimento privado nos últimos anos na América Latina, e eles são líderes, com um dos melhores históricos de resultados"

- Ricardo Scavazza, sócio e CIO (Chief Investment Officer) da plataforma de Private Equity do Pátria.

Segundo comunicado do Pátria ao mercado, a transação já foi completada, mas os termos financeiros específicos não estão sendo divulgados.

A estrutura do negócio consiste em um pagamento adiantado em dinheiro, uma parcela paga em ações classe A do Pátria (PAX) pelos próximos 12 meses, além de um "earnout", isto é, um pagamento futuro condicionado ao atingimento de metas pré-estabelecidas.

Quem é a Igah Ventures, empresa adquirida pelo Pátria

A Igah Ventures foi fundada em 2013 e conta com três fundos que reúnem recursos tanto de investidores locais quanto internacionais. A gestora já investiu em empresas como Contabilizei, Unico e Conexa Saúde, além das já mencionadas Infracommerce e Avenue.

Atualmente, a empresa de investimentos tem US$ 320 milhões em ativos sob gestão e cerca de US$ 140 milhões engatilhados para um quarto fundo a ser lançado. A aquisição pelo Pátria agora permite um crescimento mais acelerado do negócio da Igah, alavancado pela escala da sua plataforma e sua base de clientes.

"Agora a Igah é parte da maior plataforma de investimentos alternativos da América Latina. Isso significa que nossos empreendedores se juntam a um grupo com acesso extensivo a capital, profissionais especializados em diferentes setores e uma vasta carteira de companhias líderes em diferentes indústrias."

- Pedro Sirotsky Melzer, fundador da Igah Ventures.

Compartilhe

O FUTURO É AGORA

Sucessor do 5G promete velocidade 30 vezes superior e está a uma atualização de chegar ao Brasil

27 de fevereiro de 2024 - 10:39

Huawei vê movimentação das grandes empresas de telecomunicações para lançar o 5.5G em breve no Brasil

BALANÇO

Lucro da AES Brasil (AESB3) cai no 4T23, mas Ebitda supera projeções e endividamento começa a cair

27 de fevereiro de 2024 - 9:01

Em meio às especulações sobre uma possível mudança no controle, AES Brasil teve lucro líquido de R$ 112,3 milhões no quarto trimestre, queda de 18%

DESTAQUES DA BOLSA

JBS (JBSS3) sobe 4% na B3 e lidera os ganhos do Ibovespa hoje: o que está por trás da alta das ações de frigoríficos?

26 de fevereiro de 2024 - 17:52

O impulso do setor vem na esteira da divulgação dos resultados da Pilgrim’s Pride Corporation, controlada pela JBS

AS JOIAS DA COROA

Uma opção ao Ozempic? Rival da Novo Nordisk dispara quase 40% após resultado promissor de remédio para emagrecer

26 de fevereiro de 2024 - 16:45

As ações da Zealand Pharma subiram forte depois de a empresa ter divulgado o ensaio de um tratamento para doenças hepáticas que ajuda na perda de peso

DEPOIS DOS BALANÇOS

O pior já passou para a Americanas (AMER3)? CEO diz que varejista está “onde queria” neste momento — mas ainda falta muito para o equilíbrio

26 de fevereiro de 2024 - 15:01

Além dos resultados atrasados dos nove meses iniciais de 2023, a varejista anunciou que o plano de recuperação judicial foi homologado pela Justiça do Rio de Janeiro

U9

A China vai passar por cima da Ferrari? O novo supercarro elétrico da BYD que promete fazer o esportivo dos sonhos comer poeira

26 de fevereiro de 2024 - 14:31

A chinesa revelou neste fim de semana um novo supercarro elétrico que, segundo ela, pode atingir velocidades semelhantes às dos modelos de última geração produzidos por gigantes da indústria

PROBLEMAS NO PORTFÓLIO

Fiagro quer executar garantias de CRA após empresa de biocombustíveis pedir blindagem temporária de dívidas na Justiça

26 de fevereiro de 2024 - 13:28

O VCRA11 investe em títulos ligados à Brasil Bio Fuels, companhia que conseguiu uma tutela cautelar de urgência contra execução de dívidas

EM OUTRAS TERRAS

Vale (VALE3) vai receber US$ 160 milhões por venda de operação na Indonésia

26 de fevereiro de 2024 - 10:55

Após o fechamento da transação — algo que só deve acontecer no fim de 2024 —, subsidiária da Vale manterá exposição à PTVI como uma joint venture não operada

LOGÍSTICA EM FOCO

Sequoia (SEQL3) e Grupo Move3 recebem sinal verde do Cade para fusão

26 de fevereiro de 2024 - 9:03

A fusão aprovada pelo Cade cria um dos líderes no segmento de encomendas expressas e soluções logísticas no setor privado, de acordo com a Sequoia

Foguete não tem ré?

Petrobras (PETR4) bate 6 recordes em valor de mercado só em fevereiro e já vale R$ 571 bilhões; hora de vender as ações?

25 de fevereiro de 2024 - 17:19

Analistas explicam o bom desempenho da estatal na bolsa, mas acreditam que pode ser hora de reduzir a exposição no papel

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies