IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Cotações por TradingView
2022-12-01T20:38:45-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Capital de risco

Pátria Investimentos adquire Igah Ventures e expande atuação no segmento de Venture Capital

Gestora de Pedro Sirotsky Melzer tem, entre suas investidas, empresas como Infracommerce e a corretora Avenue; valor da transação não foi divulgado

1 de dezembro de 2022
20:38
Entrada do escritório da Pátria Investments | Fundos imobiliários PATC11 VBI Real Estate
Imagem: Reprodução

A gestora Pátria Investimentos anunciou, nesta quinta-feira (1º) a aquisição de 100% da Igah Ventures, gestora de capital de risco fundada por Pedro Sirotsky Melzer, que tem, entre suas empresas investidas, nomes como Infracommerce (IFCM3) e a corretora Avenue. O valor da transação não foi divulgado.

Por meio deste negócio, o Pátria expande um pouco mais a sua atuação no segmento de Venture Capital, que consiste no investimento em empresas de capital fechado que ainda estejam nos seus estágios iniciais, como startups.

Com US$ 26,5 bilhões em ativos sob gestão e ações negociadas na bolsa americana Nasdaq, o Pátria ingressou no negócio de Venture Capital em dezembro do ano passado, ao adquirir 40% da Kamaroopin.

Com esses dois movimentos de aquisição, a gestora passou a atuar em todos os estágios do ciclo de investimento em empresas fechadas. Antes, seu foco eram as estratégias de Private Equity e Growth Equity, voltadas para negócios mais maduros, em estágio mais avançado.

"O objetivo do Pátria é ser uma plataforma completa de investimentos alternativos na região, entregando retornos fortes e consistentes para os investidores em escala. Nós vemos a Igah como o parceiro ideal para explorar o espaço de Venture Capital, focado em investimentos 'seed' e de séries A e B. Esse é o segmento de crescimento mais rápido no investimento privado nos últimos anos na América Latina, e eles são líderes, com um dos melhores históricos de resultados"

- Ricardo Scavazza, sócio e CIO (Chief Investment Officer) da plataforma de Private Equity do Pátria.

Segundo comunicado do Pátria ao mercado, a transação já foi completada, mas os termos financeiros específicos não estão sendo divulgados.

A estrutura do negócio consiste em um pagamento adiantado em dinheiro, uma parcela paga em ações classe A do Pátria (PAX) pelos próximos 12 meses, além de um "earnout", isto é, um pagamento futuro condicionado ao atingimento de metas pré-estabelecidas.

Quem é a Igah Ventures, empresa adquirida pelo Pátria

A Igah Ventures foi fundada em 2013 e conta com três fundos que reúnem recursos tanto de investidores locais quanto internacionais. A gestora já investiu em empresas como Contabilizei, Unico e Conexa Saúde, além das já mencionadas Infracommerce e Avenue.

Atualmente, a empresa de investimentos tem US$ 320 milhões em ativos sob gestão e cerca de US$ 140 milhões engatilhados para um quarto fundo a ser lançado. A aquisição pelo Pátria agora permite um crescimento mais acelerado do negócio da Igah, alavancado pela escala da sua plataforma e sua base de clientes.

"Agora a Igah é parte da maior plataforma de investimentos alternativos da América Latina. Isso significa que nossos empreendedores se juntam a um grupo com acesso extensivo a capital, profissionais especializados em diferentes setores e uma vasta carteira de companhias líderes em diferentes indústrias."

- Pedro Sirotsky Melzer, fundador da Igah Ventures.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Agenda cheia prejudica Ibovespa e CVC (CVCB3) tomba mais de 14% — o que derrubou a cotação da empresa de turismo?

30 de janeiro de 2023 - 18:46

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta segunda-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo

SEM DEMISSÕES À VISTA

Futuro incerto da Americanas não impactou (ainda) os funcionários da varejista — mas sindicatos estão seguem atentos

30 de janeiro de 2023 - 18:05

A companhia afirmou que, neste momento, a companhia está focada na manutenção das operações e não prevê demissões

DE OLHO NAS REDES

‘Petróleo do futuro’ encontrado no Brasil: empresa dispara mais de 1900% com a commodity — e até Elon Musk está de olho

30 de janeiro de 2023 - 17:24

O novo petróleo foi encontrado no Brasil, mais especificamente no estado de Minas Gerais e existe uma empresa que está se dando bem com isso e já dispara mais de 1900% em alguns anos após a descoberta.  QUERO DESCOBRIR SEM ENROLAÇÃO QUAL É A EMPRESA BRASILEIRA QUE ENCONTROU O ‘PETRÓLEO DO FUTURO’ EM MINAS GERAIS […]

Novidade na renda fixa

Tesouro quer lançar título para estudantes ainda neste ano; entenda a ideia por trás do produto

30 de janeiro de 2023 - 17:20

Ideia é que novo título funcione de maneira semelhante ao Tesouro RendA+, lançado nesta segunda-feira

EXILE ON WALL STREET

Felipe Miranda: Riders on the storm — como ganhar da Bolsa em 2023?

30 de janeiro de 2023 - 17:11

O Ibovespa subiu 4,69% em 2022, por exemplo. Não bateu o CDI, mas foi um desempenho bastante razoável se julgarmos a indisposição geral a risco no ano, quando o portfólio 60/40 teve sua sétima pior performance desde 1900, de acordo com a Goldman Sachs

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies