O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-05-09T20:48:40-03:00
Carolina Gama
BALANÇO

Méliuz (CASH3) sai do lucro para prejuízo de R$ 6,5 milhões; confira a performance da plataforma de cashback no primeiro trimestre

Em abril, a plataforma de cashback fez uma prévia dos seus resultados e reportou um volume de vendas (GMV) de R$ 1,6 bilhão no período, com alta anual de 65%

9 de maio de 2022
20:23 - atualizado às 20:48
Celular com logo da Méliuz na tela branca
Imagem: Shutterstock

A moda é cíclica: o que um dia foi tendência frequentemente volta a cair no gosto do público atual. E, no que depender dos resultados do primeiro trimestre da Méliuz, talvez as ações CASH3 tenham que esperar um pouco mais para retornar às passarelas. 

Entre janeiro e março deste ano, a empresa reportou prejuízo líquido de R$ 6,5 milhões, depois de um lucro líquido de R$ 3 milhões no mesmo período do ano anterior. 

O prejuízo por ação foi de R$ 0,01 no primeiro trimestre depois de um lucro por ação de R$ 0,01 nos primeiros três meses de 2021 . Já a receita líquida da Méliuz no período somou R$ 90 milhões, um crescimento de 73,8% na mesma base de comparação. 

As ações CASH3 estiveram na moda, chegando a ficar acima dos R$ 12,00 em julho do ano passado; hoje, no entanto, elas são negociadas na casa de R$1,60.

A plataforma de cashback encerrou os primeiros três meses de 2022 com um total de 23,6 milhões de contas abertas, um avanço de 44% em relação ao mesmo período do ano anterior. Já em comparação com o quarto trimestre, aumento a base em 1,2 milhão.

Um desempenho fora do script?

Em abril, a Méliuz (CASH3) divulgou sua prévia operacional entre janeiro e março — e os números reportados sinalizam uma melhora.

Na ocasião, a companhia reportou um volume de vendas (GMV) de R$ 1,6 bilhão no período, com alta anual de 65%. Desse total, R$ 1,3 bilhão é referente à Méliuz propriamente dita, R$ 194,9 milhões ao shopping internacional e R$ 41,7 milhões à Promobit.

A taxa cobrada a cada transação (net take rate) ficou em 2,0%, ante 2,3% no primeiro trimestre de 2021.

A Méliuz informou ainda que sua base de usuários teve expansão anual de 44%, para 23,6 milhões de contas abertas. Já o número de novos compradores adicionados à plataforma subiu 61%, enquanto o total de comprados também avançou 61%.

Nos cartões co-branded, os volumes processados (TPV) foram de R$ 761 milhões, uma alta anual de 25,4%. 

Nos últimos 12 meses, encerrados em 31 de março de 2022, a Méliuz atingu um total de 8,6 milhões de usuários ativos — uma redução esperada de 800 mil em comparação ao quarto trimestre, devido à pausa das campanhas de marketing para aquisição de novos clientes para o cartão de crédito co-branded. 

Méliuz (CASH3) foi às compras

A Méliuz (CASH3) foi às compras e informou que no dia 31 de março o banco central aprovou a compra da Acesso (Bankly), fintech especializada em soluções de pagamento e banking as a service.

Com a aquisição, avaliada em R$ 324,5 milhões, o mercado vê que a empresa enfim incluirá em seu ecossistema o serviço de contas digitais — a Acesso traz consigo licenças, tecnologia e infraestrutura que a companhia não possuía.

A Acesso finalizou o primeiro trimestre com um total de 173 clientes ativos e gerou um TPV de R$ 8,3 bilhões, um crescimento anual de 224%.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

NOITE CRIPTO

Não durou muito: bitcoin (BTC) opera em queda e volta a ficar abaixo do nível de US$ 30 mil; veja a performance das outras criptomoedas

O peso da perda de confiança do mercado é um dos pontos que mais afastam o investidor do mercado de criptomoedas atualmente

DISTRIBUINDO MAIS DO QUE COMBUSTÍVEIS

Dividendos e JPC: Vibra Energia (VBBR3) anuncia o pagamento de R$ 131 milhões em proventos; confira prazos

Ao todo, a distribuidora de combustíveis já pagou R$ 663 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio no exercício de 2021

CSN (CSNA3) e CSN Mineração (CSNA3) vão recomprar até 164 milhões de ações; veja o que muda para os acionistas

As duas companhias aproveitam o momento descontado na B3 para encerrar os programas atuais e iniciar novas operações com duração de um ano

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Inflação derruba bolsas, Hapvida vai às compras e a varejista que ameaça o Magalu; confira os destaques do dia

Depois de um dia de animação, preocupações com o movimento dos preços e a atividade econômica pelo mundo estragaram o humor dos investidores

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana come margem de grandes empresas e derruba bolsas globais; Ibovespa cai mais de 2% e dólar cola em R$ 5

Com inflação pressionando e China voltando a fechar cidades, o Ibovespa caiu menos que as bolsas em Wall Street, mas ainda assim amargou fortes perdas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies