🔴 FONTE DE RENDA EXTRA COM APENAS 1 CLIQUE – CONHEÇA AQUI

Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Crédito garantido

BNDES aprova linha de R$ 490 milhões para financiar o ‘carro voador’ da Eve, subsidiária da Embraer (EMBR3)

Valor corresponde a 75% dos R$ 652 milhões investidos na primeira etapa do desenvolvimento dos eVTOLs

Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
23 de dezembro de 2022
10:20 - atualizado às 10:31
Modelo do futuro eVTOL, o carro voador, da Eve, empresa da Embraer
eVTOL da Eve, apelidado de carro voador. - Imagem: Divulgação/Embraer

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 490 milhões à Eve, controlada da Embraer (EMBR3), para a primeira fase do desenvolvimento das aeronaves elétricas de decolagem e pouso vertical (eVTOLs, na sigla em inglês), apelidadas de "carros voadores".

A linha de crédito contará com R$ 80 milhões oriundos do Programa BNDES Fundo Clima (subprograma Mobilidade Urbana) e R$ 410 milhões provenientes da Linha Finem - Incentivada A/Inovação.

O valor do financiamento do BNDES corresponde a 75% do total de R$ 652 milhões investidos nessa fase do projeto, voltada a pesquisa e desenvolvimento (P&D).

"A operação é especialmente emblemática no âmbito do Fundo Clima, ao contemplar o desenvolvimento de um produto disruptivo e que mitigará a emissão de gases de efeito estufa. Trata-se de um enorme esforço inovador realizado no Brasil por engenheiros altamente qualificados. O sucesso no desenvolvimento do eVTOL permitirá o ingresso num segmento de mercado de alta intensidade tecnológica", disse, em nota, Bruno Aranha, diretor de crédito produtivo e socioambiental do BNDES.

“Esse apoio vai não só acelerar a inovação, mas também a ascensão de uma nova forma de aviação mais sustentável com as aeronaves eVTOL, ajudando a transformar a indústria e a mobilidade urbana, e reduzindo a poluição sonora e o custo dos voos urbanos", disse André Stein, co-CEO da Eve, também em nota.

A consumação do financiamento está sujeita ao cumprimento de condições prévias fixadas pelo BNDES, dentre outros, e à assinatura do respectivo contrato.

Sobre o carro voador da Eve

O carro voador da Eve é um veículo 100% elétrico à bateria e inicialmente capaz de transportar quatro passageiros e mais o piloto, por uma distância de até 100 quilômetros. Os ruídos emitidos pela aeronave serão em até 90% inferiores aos de helicópteros. Seu objetivo é proporcionar viagens curtas mais rápidas que os meios tradicionais e com zero emissões locais de gases de efeito estufa.

Segundo a Embraer, o eVTOL será projetado para realizar voos urbanos e proporcionará baixos níveis de ruído e maior sustentabilidade em relação aos veículos tradicionais. O veículo deverá estar disponível no mercado a partir de 2026, diz a empresa.

A Eve já fechou diversas encomendas para o seu carro voador e, recentemente, abriu capital na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) por meio de uma Sociedade de Propósito Específico (SPAC).

Compartilhe

DESTAQUES DA BOLSA

Não foi dessa vez: Após negar venda de fatia do Casino, Pão de Açúcar (PCAR3) cai forte na B3 e lidera as perdas do Ibovespa hoje

16 de julho de 2024 - 12:49

No início da tarde desta terça-feira (16), os papéis do GPA caíam mais de 6%, cotados a R$ 3,19

AUMENTANDO O PORTFÓLIO

Smart Fit (SMFT3) corre em direção à mais uma aquisição e fecha compra de academias Velocity por R$ 183 milhões

16 de julho de 2024 - 10:13

Empresa afirma que o negócio “aumenta a complementaridade do portfólio de modalidades do segmento de Studios” da Smart Fit

ENERGIA NO CRESCIMENTO

Follow-on na área! Eneva (ENEV3) pretende levantar até R$ 4,2 bilhões em oferta primária garantida pelo BTG

16 de julho de 2024 - 8:34

Também foram assinados memorandos de entendimentos para aquisição de usinas termelétricas de geração de energia

ALERTA DE PROVENTOS

Dividendos e JCP: Telefônica Brasil (VIVT3) aprova nova bolada e pagará  R$ 650 milhões aos acionistas; veja quanto cada um vai receber

15 de julho de 2024 - 18:58

Juros sobre capital próprio (JCP) serão depositados aos investidores que estiveram na base acionária da companhia de telecomunicações neste mês

TUTELA CAUTELAR

Na mira da CSN (CSNA3), InterCement pede proteção contra credores; vem recuperação judicial aí?

15 de julho de 2024 - 18:47

Segundo informações da imprensa, a companhia não tem como pagar uma dívida de R$ 3 bilhões que vence nesta semana

PAPEL EM ALTA

Suzano (SUZB3) lidera as altas no Ibovespa após aquisição milionária de fábrica nos EUA – mas é hora de comprar a ação? 

15 de julho de 2024 - 14:55

Na semana passada, a companhia anunciou a compra, por meio de uma subsidiária, dos ativos da Pactiv Evergreen, por US$ 110 milhões

FORA DO HYPE

A Burberry está fora de moda? Por que as ações da marca de luxo queridinha das celebridades despencaram — e os dividendos já eram

15 de julho de 2024 - 14:51

Os papéis recuaram 16% nesta segunda-feira (15) em Londres. Na tentativa de conter a hemorragia, a marca anunciou um novo CEO.

FUSÕES & AQUISIÇÕES

Google entra de cabeça no ramo da cibersegurança com inteligência artificial e deve adquirir Wiz por US$ 23 bilhões

15 de julho de 2024 - 10:33

Se concretizada, essa seria a maior aquisição da gigante da tecnologia até o momento, superando os US$ 12,5 bilhões pagos pela Motorola em 2012

ELES VOLTARAM

O plano dos irmãos Wesley e Joesley Batista para ficar com a Amazonas Energia

13 de julho de 2024 - 15:49

Proposta da empresa de energia do grupo J&F, dos irmãos Wesley e Joesley Batista, foi apresentada à Aneel 16 dias após o governo editar medida provisória salvando o caixa da distribuidora

FUTURA POTÊNCIA?

Para o Santander, expansão da IA e demanda por data centers são oportunidades para o Brasil. Veja quais empresas e setores na Bolsa podem se beneficiar

12 de julho de 2024 - 20:00

Segundo o banco, país possui “excesso de oferta” de energia e diversas fontes renováveis

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar