O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-02-04T18:29:32-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
DESAFIO SEGUE GRANDE

Ações do IRB (IRBR3) recuam 6% com novo aumento de capital no radar para seguir com reestruturação

Analistas do Citi conversaram com o diretor financeiro (CFO) da companhia, Willy Jordan, e relatam que a empresa ainda tem um longo caminho até a virada operacional completa, o que pode pedir uma nova injeção de recursos.

2 de fevereiro de 2022
14:00 - atualizado às 18:29
Tela de celular mostra logotipo do IRB Brasil RE com gráfico ao fundo
Imagem: Shutterstock

Com novos prejuízos acumulados e uma reestruturação incompleta, o IRB pode precisar realizar um novo aumento de capital para garantir a solvência da companhia. 

Analistas do Citi conversaram com o diretor financeiro (CFO) da companhia, Willy Jordan, e relatam que a empresa ainda tem um longo caminho até a virada operacional completa, o que pode pedir uma nova injeção de recursos. 

Caso a operação de fato ocorra, esse será o segundo aporte feito desde 2020, quando a fiscalização da Superintendência de Seguros Privados (Susep) confirmou a suspeita de fraudes no balanço da companhia. O primeiro aumento de capital foi de R$ 2,3 bilhões, com aporte de R$ 600 milhões de seus principais acionistas – as seguradoras de Bradesco e Itaú. 

O executivo da resseguradora aponta que a reestruturação e o retorno aos dias lucrativos se mostram mais complexos devido ao fato de que as fraudes contábeis esconderam que a companhia não dava lucro.

Segundo Jordan, o processo mais longo de recuperação da companhia também pode levar a uma realocação de ativos, com venda de carteiras para reduzir o capital regulatório da companhia e abrir espaço para focar os negócios em mercados em que o IRB possa ter vantagem, como o Brasil e a América Latina. 

Hoje, as ações do IRB (IRBR3) fecharam com a segunda maior queda do Ibovespa, de 9,04%, a R$ 3,02.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Carreira

Alunos da USP têm prioridade no mercado de trabalho? Nem sempre os ‘selecionados’ da Fuvest vão ‘roubar’ seu emprego

A universidade faz tanta diferença na sua carreira? Nós respondemos essa pergunta sobre como a USP influencia sua empregabilidade

TRILHA DO UNICÓRNIO

Aplicativo de conta em dólar, Nomad recebe aporte de R$ 160 milhões e já é avaliado em mais R$ 1 bilhão

Nessa segundo rodada de captação, a Nomad, fintech de serviços financeiros em dólar, espera atingir 1 milhão de clientes até o fim do ano

FECHAMENTO DO CÂMBIO

Dólar recua 0,12% e vale R$ 5,05. Euro sobe e é negociado a R$ 5,27. Confira o que movimentou o câmbio nesta segunda-feira

A segunda-feira ficou marcada por dados que apontam para uma desaceleração na economia chinesa

FECHAMENTO DO DIA

Derrotado: S&P 500 perde a luta e fecha o dia na lona; veja o comportamento das bolsas lá fora

Os três principais índices de Wall Street vieram de uma semana difícil, já que as preocupações com a desaceleração econômica dos EUA, um Federal Reserve mais agressivo e a inflação mais alta afetaram a confiança dos investidores

Criptomoedas no chinelo: bitcoin pode ir a US$ 20 mil e Ethereum a US$ 1,3 mil; entenda o motivo e se é uma boa investir agora

Bitcoin hoje derrete e cotação do ethereum também rompe barreira psicológica; situação tende a piorar, mas há salvação no olhar de analistas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies