Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2022-01-07T18:44:35-03:00
Guilherme Valle
GANHANDO MAIS

Ritmo de contratações desacelera nos EUA e frustra expectativas — mas, ainda assim, Biden classifica desempenho como histórico; entenda

Rendimento médio por hora trabalhada continua a crescer e o desemprego registra mais uma queda consecutiva. A inflação segue no radar

7 de janeiro de 2022
18:44
Joe Biden
A categoria de empregos "non-farm" representa em torno de 80% da força de trabalho norte-americana e desconsidera trabalhadores agrícolas, funcionários do governo, funcionários domésticos e funcionários de organizações sem fins lucrativos. - Imagem: Shutterstock

Contrariando as expectativas de muitos analistas, a economia norte-americana desacelerou o ritmo de contratações em dezembro, quando comparado a novembro.

Mesmo assim, o desemprego no país chegou em 3,9%, menor patamar desde o início da pandemia.

As estatísticas foram publicadas na manhã desta sexta (7); confira os principais destaques:

  • Empregos non-farm criados: 199.000
  • Desemprego: 3,9% frente 4,2% em novembro
  • Remuneração média por hora: US$ 31,31 frente US$ 31,12 em novembro

Apesar do resultado representar o 12º mês consecutivo de crescimento no emprego, os números foram mais fracos do que o esperado. O consenso entre os economistas, coletado pela Bloomberg, era de que seriam criadas mais de 400 mil vagas em dezembro, mais do que o dobro do observado.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, repercutiu a queda na taxa de desemprego, que classificou como a mais forte da história no período de um ano. 

Biden também destacou o avanço da remuneração média para vagas de não supervisores ligadas diretamente à produção.  "Estamos nos movendo para empregos melhores, com maiores salários e mais benefícios", disse o presidente americano.

Quem também comentou o assunto foi o Bank of America Merrill Lynch (BofA). Em relatório que trata do cenário econômico nos EUA, o banco chamou atenção para o acréscimo de 141 mil vagas nos dados de outubro e novembro, o que, na sua análise, ameniza a frustração que as 199 mil vagas criadas em dezembro causariam quando comparadas às expectativas.

Escute também:

O podcast Touros e Ursos vai ao ar às sextas-feiras. Para ouvir a íntegra do episódio desta semana, é só dar play

O BofA também falou da inflação norte-americana, chamando atenção para o tom austero da ata do Fed e para a necessidade de apertar o passo na retirada de estímulos e na subida dos juros.

O tema, aliás, não escapou ao pronunciamento do presidente norte-americano, que disse ainda se preocupar com a inflação. Apesar disso, reiterou a confiança de que o Fed será capaz de cumprir as metas de pleno emprego e estabilidade de preços.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

EXILE ON WALL STREET

Tirando a poeira do tabuleiro de war: é bom ter ações de petroleiras com o preço do petróleo em disparada?

Com os preços de petróleo, tanto do tipo Brent quanto do WTI, atingindo os maiores níveis desde 2014, a ideia de um barril a US$ 100 não parece mais tão distante assim

Mercados Hoje

Ibovespa abre em alta de mais de 1% puxado pelo exterior positivo, e dólar recua a uma semana da reunião do Federal Reserve

Commodities permanecem no radar: minério de ferro avançou na China durante a madrugada, e agentes de mercado já apostam numa alta do petróleo até US$ 100 neste ano

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro avança próximo da estabilidade e dólar cai de olho no exterior positivo e nos balanços dos bancos de hoje

As commodities permanecem em rota de valorização, com o petróleo e o minério de ferro em destaque hoje

O melhor do Seu Dinheiro

Um guia com 51 investimentos para 2022, a queda das ações tech na B3, Binance e outros destaques do dia

Confira os investimentos mais promissores do ano, além de uma análise completa dos riscos e oportunidades nas principais classes de ativos

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas buscam recuperação lá fora, de olho nos balanços do dia e Ibovespa foca no cenário doméstico

O presidente da República, Jair Bolsonaro, tem até sexta-feira (21) para decidir sobre o Orçamento e o reajuste dos servidores públicos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies