O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-14T11:41:40-03:00
Estadão Conteúdo
Guedes de olho

Julgamento da privatização da Eletrobras na mira do governo

Na visão do governo, se Eletrobras não tiver aval para privatização será por “interferência política”

14 de abril de 2022
11:40 - atualizado às 11:41
privatização Eletrobras dividendos
Imagem: Shutterstock

O Tribunal de Contas da União (TCU) deverá julgar a segunda etapa da privatização da Eletrobras na próxima quarta-feira, 20. 

Na avaliação do governo, se o julgamento for mesmo concluído nesta data, será possível finalizar a desestatização da estatal até o dia 13 de maio.

Apesar da previsão, membros do TCU admitem a possibilidade de a conclusão do julgamento ser adiada. O governo também colocou no radar esse risco.

A avaliação é de que, se o Tribunal não der o aval para a privatização a tempo da operação este ano, será por "interferência política".

Como aconteceu na análise da primeira etapa do processo, o ministro Vital do Rêgo deve apresentar um pedido de vista pelo prazo de 60 dias, inviabilizando a operação no cronograma do governo. 

No entanto, para evitar o fracasso da privatização, outros ministros devem tentar reduzir o prazo para 20 a 30 dias - há precedentes de encurtamento de pedido de vistas, como houve no processo do 5G.

MUDANÇAS NO IR 2022: baixe o guia gratuito sobre o Imposto de Renda deste ano e evite problemas com a Receita Federal; basta clicar aqui

TCU analisará condições mercadológicas para privatização da Eletrobras

Nesta segunda etapa do processo, o TCU vai analisar as condições metodológicas para a emissão de novas ações e a diluição do capital da Eletrobras. Será por meio dessa operação que a União pretende reduzir sua fatia na companhia, de cerca de 60% para 45%.

Se a data de 13 de maio for confirmada, a empresa poderá usar dados do balanço do quarto trimestre de 2021 para fazer a oferta de ações. Caso contrário, será necessário se basear no resultado do primeiro trimestre deste ano, previsto para ser divulgado em maio. 

Além do risco por conta da proximidade com as eleições presidenciais, as demonstrações financeiras dos primeiros meses deste ano podem ter impactos relevantes nos estudos já concluídos pelo TCU - que poderia, no limite, reabrir a análise.

Leia também:

*Com informações do Estadão Conteúdo e Estadão/Broadcast

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Elon Musk em apuros? Tesla perde apelo entre consumidores de carros de luxo

Tesla cai do 3º para o 5º lugar na preferência dos compradores de carros de luxo nos EUA no primeiro trimestre, mas ainda domina entre modelos elétricos

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa futuro abre próximo da estabilidade e tenta ignorar exterior; dólar vai a R$ 5,07

RESUMO DO DIA: A desaceleração da economia chinesa pesou no sentimento das bolsas nesta segunda-feira (16). Os dados mais fracos dão os primeiros sinais de recessão, o que deve afetar o desempenho das atividades nos demais países. Por aqui, a Petrobras (PETR4) é o foco do dia, com debates envolvendo o preço dos combustíveis e […]

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de swing trade: compra de ações da Wiz (WIZB3) e lucro de 5% no bolso com Bradesco (BBDC4)

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Wiz (WIZS3), com entrada em R$ 8,44; veja a análise

O melhor do Seu Dinheiro

O Nubank estará Nu mais uma vez? Confira a história do dia e outras sete notícias que mexem com os seus investimentos

O Nubank virou rei na competição com os bancões, mas a nudez dos balanços amargou o gosto dos investidores pela fintech; veja o que esperar do resultado do primeiro trimestre

Segredos da Bolsa

Esquenta dos mercados: Desaceleração da China gera mal estar e bolsas amanhecem pressionadas; Ibovespa acompanha tensão na Petrobras (PETR4)

No panorama doméstico, os balanços de Magazine Luiza, Nubank e outros movimentam o dia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies