O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-01-12T13:32:11-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
ALIADO DE PESO

Jack Dorsey, ex-chefe do Twitter, se alia a desenvolvedores de bitcoin (BTC) em batalhas judiciais; entenda mais sobre essa história

Crescente incerteza nos regulamentos de criptomoedas impõe grandes desafios para a expansão da comunidade e isso inclui ações legais

12 de janeiro de 2022
13:32
moeda física bitcoin
Bitcoin - Imagem: Pixabay

Os desenvolvedores de bitcoin (BTC) ganharam um aliado de peso nas batalhas travadas na justiça: Jack Dorsey, ex-chefe do Twitter. O agora fundador e CEO da Block (antiga Square) propôs a criação de um fundo de defesa legal para desenvolvedores da criptomoeda. 

O principal objetivo do fundo é defender esses desenvolvedores, encontrando e retendo advogados de defesa, desenvolvendo estratégias de litígio e pagando contas legais. Como o bitcoin é um projeto de código aberto, qualquer um pode sugerir modificações na rede. 

Contudo, esses desenvolvedores também estão sujeitos às mais diversas legislações, o que implica processos diferentes pelo mundo. O projeto de Dorsey deve aumentar o número de pessoas interessadas em participar na formação e consolidação da rede do BTC. Confira nossa cobertura sobre o mercado de criptomoedas.

O fundo é gratuito e contará com um corpo de advogados voluntários e em tempo parcial. Seu conselho determinará quais processos e réus ele ajudará a defender, segundo e-mail divulgado hoje aos desenvolvedores. 

“Neste momento, o fundo não está buscando arrecadar dinheiro adicional para suas operações, mas o fará sob a direção do conselho, se necessário, para outras ações legais ou para pagar funcionários”, escreveu Dorsey.

Tulip, um caso notório

A primeira parada de Dorsey será ajudar os desenvolvedores de bitcoin que estão sendo processados ​​pela Tulip Trading Limited, de Craig Wright, por uma suposta “violação do dever fiduciário”. O fundo fornecerá financiamento para advogados externos.

O caso Tulip é notório no espaço cripto. Em fevereiro de 2020, o computador do empresário australiano foi hackeado e as criptomoedas pertencentes à Tulip Trading foram roubadas dele, resultando em uma perda de mais de US$ 4 bilhões em BTC. 

O empresário agora está exigindo que os mesmos desenvolvedores permitam que a Tulip Trading recupere o acesso às criptomoedas. Na prática, eles teriam que encontrar uma maneira de reverter as transações, o que é uma missão quase impossível no blockchain do bitcoin.

Clareza regulatória e incertezas

A crescente incerteza nos regulamentos de criptomoedas impõe grandes desafios para a expansão da comunidade e isso inclui ações judiciais. 

Reguladores federais estão levando startups de criptomoedas aos tribunais e conseguindo um número crescente de acordos legais por violações de regras. 

Alguns provedores de serviços estão sendo acusados por funcionários de não cumprir as regulamentações federais dos mercados e os requisitos contra a lavagem de dinheiro.

Todo esse movimento tem provocado reclamações da indústria e legisladores simpatizantes que dizem que isso ameaça um setor da economia que está em crescimento.

Apenas no mês passado, a Securities and Exchange Commission (SEC, equivalente à CVM no Brasil), a Commodity Futures Trading Commission e o Departamento do Tesouro anunciaram mais de US$ 120 milhões em multas destinadas a exchanges de moedas digitais. 

Dorsey e o bitcoin

O envolvimento do ex-CEO do Twitter com as criptomoedas é cada vez mais evidente. Desde que deixou a rede social, Dorsey esteve totalmente envolvido no desenvolvimento do bitcoin com a Block. 

Seu projeto mais recente é desenvolver ferramentas para mineração de BTC que sejam ecossustentáveis. Se obtiver sucesso, isso resolveria um dos problemas mais sérios do bitcoin: o alto consumo de energia.

No e-mail de hoje aos desenvolvedores, o executivo não deu mais detalhes sobre o Bitcoin Legal Defense Fund. Ele é conhecido por ter um conselho de administração do qual Dorsey faz parte, junto com Alex Morcos (Chaincode Labs) e Martin White.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

NOITE CRIPTO

Não durou muito: bitcoin (BTC) opera em queda e volta a ficar abaixo do nível de US$ 30 mil; veja a performance das outras criptomoedas

O peso da perda de confiança do mercado é um dos pontos que mais afastam o investidor do mercado de criptomoedas atualmente

DISTRIBUINDO MAIS DO QUE COMBUSTÍVEIS

Dividendos e JPC: Vibra Energia (VBBR3) anuncia o pagamento de R$ 131 milhões em proventos; confira prazos

Ao todo, a distribuidora de combustíveis já pagou R$ 663 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio no exercício de 2021

CSN (CSNA3) e CSN Mineração (CSNA3) vão recomprar até 164 milhões de ações; veja o que muda para os acionistas

As duas companhias aproveitam o momento descontado na B3 para encerrar os programas atuais e iniciar novas operações com duração de um ano

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Inflação derruba bolsas, Hapvida vai às compras e a varejista que ameaça o Magalu; confira os destaques do dia

Depois de um dia de animação, preocupações com o movimento dos preços e a atividade econômica pelo mundo estragaram o humor dos investidores

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana come margem de grandes empresas e derruba bolsas globais; Ibovespa cai mais de 2% e dólar cola em R$ 5

Com inflação pressionando e China voltando a fechar cidades, o Ibovespa caiu menos que as bolsas em Wall Street, mas ainda assim amargou fortes perdas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies