O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-05-13T14:41:22-03:00
Carolina Gama
BILHÕES PELO RALO

Bitcoin (BTC) derrete e leva metade da fortuna de bilionários; veja quanto os pesos-pesados das criptomoedas perderam

Não foram só os titãs dessa indústria que sentiram o golpe. A Coinbase, maior exchange de criptomoedas dos EUA, viu suas caírem 84% desde o final de abril

13 de maio de 2022
14:12 - atualizado às 14:41
Bitcoin é furada_ O que “eles” viram que você ainda não viu_

A pressão sobre o bitcoin (BTC) deu uma trégua nesta sexta-feira (13), mas o tombo da maior criptomoeda do mundo e do mercado em geral deixou suas marcas até mesmo nos titãs dessa indústria. 

A ampla queda dos ativos de risco que se espalhou para as criptos nesta semana arrastou o patrimônio líquido de bilionários como Sam Bankman-Fried, da FTX. 

A fortuna do CEO da exchange de criptomoedas foi reduzida à metade desde o final de março e agora está em cerca de US$ 11,3 bilhões, de acordo com o índice de bilionários da Bloomberg. 

Outros que viram bilhões escorrerem pelo ralo foram os gêmeos Winklevoss, Tyler e Cameron. Os cofundadores da exchange de criptomoedas Gemini — e que ficaram conhecidos por disputarem a “paternidade” do Facebook com Mark Zuckerberg — perderam US$ 2,2 bilhões em riqueza cada ou cerca de 40% do patrimônio. 

Abaixo o ranking da Bloomberg com os dez mais ricos do mundo. Confira a lista completa.

PosiçãoNomeFortunaOrigemSetor
1Elon MuskUS$ 215 bilhõesEUATecnologia
2Jeff BezozUS$ 131 bilhõesEUATecnologia
3Bernanrd ArnaultUS$ 122 bilhõesFrançaConsumo
4Bill GatesUS$ 117 bilhõesEUATecnologia
5Warren BuffettUS$ 112 bilhõesEUAFinanceiro
6Larry PageUS$ 102 bilhõesEUATecnologia
7Gautam AdaniUS$ 102 bilhõesÍndiaIndustrial
8Sergey BrinUS$ 98,3 bilhõesEUATecnologia
9Steve BallmerUS$ 90,5 bilhõesEUATecnologia
10Larry EllisonUS$ 88,0 bilhõesÍndiaEnergia
Fonte: Índice de bilionários da Bloomberg

A gigante do bitcoin (BTC) sente o golpe

Não foram só os pesos-pesados dessa indústria que sentiram o golpe do bitcoin (BTC) cotado abaixo do patamar de US$ 30 mil e flertando com níveis ainda mais baixos. 

Essa derrocada também reduziu o valor da Coinbase. As ações da maior exchange de criptomoedas dos EUA caíram 84% desde 21 de abril.

Já o fundador da Coinbase, Brian Armstrong, viu seu patrimônio líquido despencar para US$ 2,2 bilhões, de US$ 13,7 bilhões no final de 2021, segundo os dados da Bloomberg.

A queda das ações da Coinbase foi um dos fatores que ajudaram a melar as negociações da exchange para a compra da brasileira Mercado Bitcoin.

Banho de sangue da Terra (LUNA) fez vítimas

A Terra (LUNA) foi o gatilho para a derrocada do mercado de criptomoedas, perdendo quase a totalidade do seu valor de mercado nesta semana. 

O ativo, que já chegou a ocupar o ranking das cinco  maiores criptomoedas do mundo, praticamente virou pó e despencou da faixa de US$ 100 para cerca de US$ 0,009.

Esse banho de sangue fez suas vítimas. A fortuna de Mike Novogratz, CEO da Galaxy Digital, caiu de US$ 8,5 bilhões para US$ 2,5 bilhões, de acordo com a Bloomberg. 

Novogratz expressou apoio à TerraUSD (UST), a stablecoin que ganhou as manchetes esta semana por seu colapso quase total junto com o token irmão Terra (LUNA).

Bitcoin (BTC) hoje

Na quarta-feira (11), o bitcoin (BTC) caiu abaixo de US$ 25.500 — o menor nível desde dezembro de 2020 e mais de 60% abaixo da alta de US$ 69.000 alcançada em 2021.

Nesta sexta-feira (13), no entanto, a pressão sobre as criptomoedas deu uma trégua e o BTC voltou ao patamar dos US$ 30 mil, operando em alta de cerca de 4%. 

O ethereum (ETH), por sua vez, recuperou o patamar dos US$ 2 mil, graças a um salto de mais de 5% hoje. 

*Com informações da Bloomberg e do Markets Insider

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

BALANÇO

Magazine Luiza (MGLU3) deixa lucro para trás e registra prejuízo líquido de R$ 161,3 milhões no primeiro trimestre; confira o que derrubou o Magalu

Última das grandes varejistas da B3 a divulgar os resultados do primeiro trimestre, o Magazine Luiza (MGLU3) reforçou nesta segunda-feira (16) como o cenário macroecônimo atrapalha a vida das gigantes do comércio físico e eletrônico. A companhia registrou prejuízo líquido de R$ 161,3 milhões entre janeiro e março, contra lucro de R$ 258,6 milhões no […]

Reino Unido ameaça revisão em termos do Brexit e alimenta temores de guerra comercial; fique por dentro da visita de Boris Johnson à Irlanda do Norte

Divergências entre diferentes unionistas e nacionalistas na Irlanda do Norte pode acabar afetando relação entre Reino Unido e União Europeia

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa na contramão de NY, Gol troca comandante e Tesla em apuros; confira os destaques do dia

Mesmo com o dia ruim em NY, o Ibovespa conseguiu ter um dia de ganhos

BALANÇO

De mudança para os EUA, Inter (BIDI11) lucra R$ 27,5 milhões no primeiro trimestre; confira os destaques do banco digital

O Inter também ultrapassou a marca dos 18 milhões de clientes entre janeiro e março, alta de 82% na comparação com o mesmo período de 2021

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies