Insights de investimento, análises de mercado e muito mais! Siga o Seu Dinheiro no Instagram

2022-04-05T17:04:22-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
FAZENDO DINHEIRO EM CRIPTO

Obrigado, bitcoin: confira a lista dos 19 bilionários do mundo do mercado de criptomoedas em 2022

Os cinco primeiros são nomes conhecidos no mercado de criptomoedas, como o presidente da Binance, CZ, e Brian Armstrong, da Coinbase

5 de abril de 2022
17:00 - atualizado às 17:04
Changpeng Zhao — conhecido como CZ —, Sam Bankman-Fried e Brian Armstrong, os maiores bilionários em criptomoedas do mundo
Changpeng Zhao — conhecido como CZ —, Sam Bankman-Fried e Brian Armstrong, os maiores bilionários em criptomoedas do mundo. Imagem: Montagem / Fotos: divulgação

As criptomoedas têm funcionado como uma verdadeira fábrica de bilionários. Nesta terça-feira (05), a revista Forbes divulgou o ranking das 19 maiores fortunas do mercado cripto. Alguns dos nomes da lista inclusive já apareciam no ranking do ano passado, e apenas aumentaram seu patrimônio nos últimos meses.

Os três mais ricos são Changpeng Zhao — conhecido como CZ —, Sam Bankman-Fried e Brian Armstrong, que estão à frente das maiores corretoras de cripto (exchanges) do mundo.

Confira o ranking com os 19 bilionários do ramo de criptomoedas do mundo:

1 - Changpeng Zhao (CZ) — Binance, US$ 65 bilhões

A pessoa mais rica do mundo no mercado de criptomoedas é ninguém menos que o canadense Changpeng Zhao, mais conhecido como CZ. Ele é presidente da maior exchange do mundo, a Binance, que movimenta cerca de US$ 22 bilhões por dia. 

De acordo com as estimativas da Forbes, a fortuna de CZ cresceu US$ 1,9 bilhão no último ano. 

2 - Sam Bankman-Fried — FTX, US$ 24 bilhões

Em segundo lugar, Sam Bankman-Fried, dono da popular corretora FTX também figura entre um dos maiores bilionários da lista. Além de patrocinar a Fórmula 1, a FTX também fez um investimento de US$ 1 bilhão no maior time de e-sports do mundo. 

A exchange nasceu em Hong Kong, mas mudou-se para Bahamas pela flexibilidade das leis sobre criptomoedas. Bankman-Fried ganhou destaque no ano passado por ser um dos representantes do mundo cripto em uma audiência na Câmara americana sobre regulação

3 - Brian Armstrong — Coinbase, US$ 6,6 bilhões

A medalha de bronze vai para o CEO da Coinbase. Armstrong coordenou a oferta de ações (IPO, em inglês) da corretora na bolsa americana em abril do ano passado.

Mais recentemente, Brian Armstrong se pronunciou nas redes sociais contra a lei de criptomoedas do parlamento europeu.

4 - Gary Wang — FTX, US$ 5,9 bilhões

O cofundador da FTX também é um dos bilionários da Forbes. Wang foi responsável por lançar a corretora juntamente com Bankman-Fried, em 2019.

Formado pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), Wang foi desenvolvedor de softwares no Google, responsável pela plataforma de reservas Google Flights.

5 - Chris Larsen — Ripple, US$ 4,3 bilhões

O cofundador da Ripple, cujo token XRP está entre as dez maiores criptomoedas do mundo, fez fortuna com o mercado, mesmo com a SEC, a CVM americana, em cima da empresa. 

Você pode entender o caso na nossa matéria especial: Conheça sua cripto: XRP (XRP) dispara quase 40% na semana após SEC permitir defesa das acusações.

6 e 7 - Cameron e Tyler Winklevoss — trade de bitcoin, US$ 4 bilhões (cada)

Os gêmeos bilionários ficaram conhecidos pela oposição a Mark Zuckerberg durante a criação do Facebook, história eternizada no filme A rede social (The Social Network, em inglês).

Os irmãos começaram a comprar bitcoin em 2012, quando a criptomoeda valia pouco mais de centavos de dólar. Desde então, os gêmeos têm diversificado seu portfólio de cripto. 

8 - Song Chi-hyung — Upbit, US$ 3,7 bilhões

O fundador da corretora sul-coreana Upbit é o primeiro fora do eixo Europa-Estados Unidos a fazer parte da lista. 

Chi-hyung tem cerca de um quarto da empresa-mãe da Upbit, a Dunamu, avaliada em cerca de US$ 17 bilhões. Em novembro passado, a agência por trás do grupo de k-pop BTS comprou cerca de 2,5% de participação na companhia.

9 - Barry Silbert — Digital Currency Group, US$ 3,2 bilhões

O fundador da Digital Currency Group — que controla a Greyscale, o maior fundo de investimento em criptomoedas do mundo — também fez uma fortuna bilionária na diversificação desse mercado. 

Por meio de suas subsidiárias, Silbert investiu em mais de 200 startups relacionadas ao mundo de moedas digitais.

10 - Jed McCaleb — Ripple e Stellar, US$ 2,5 bilhões

McCaleb participou da criação da Ripple, juntamente com Chris Larsen, em 2012. Contudo, boa parte da sua fortuna veio do Ripple Labs, que desenvolvia projetos além da criptomoeda XRP. 

O bilionário também é chefe da área de tecnologia (chief technology officer, ou CTO) da criptomoeda Stellar (XLM), na 30ª posição entre as maiores moedas digitais do mundo.

11 e 12 - Nikil Viswanathan e Joseph Lau — Alchemy, US$ 2,2 bilhões (cada) 

Estudantes de Stanford, Viswanathan e Lau criaram a rede em blockchain da Alchemy, focada no universo da Web 3.0, a nova geração da internet. Ao todo, eles construíram cerca de 10 projetos juntos, o que lhes rendeu fortuna nos últimos anos.

13 e 14 - Devin Finzer e Alex Atallah — OpenSea, US$ 2,1 bilhões (cada)

Tanto Finzer quanto Atallah mal chegaram aos trinta anos e já são donos de uma das maiores plataformas de negociação de artes em NFTs, os tokens não fungíveis — ou apenas certificados digitais — do mundo. 

De acordo com um levantamento do ano passado, a OpenSea é avaliada em US$ 13,3 bilhões, e cada um dos fundadores detém cerca de 18,5% da companhia. 

15 - Fred Ehrsam — Coinbase, US$ 2,1 bilhões

Após auxiliar Brian Armstrong na fundação da Coinbase, Ehrsam agora comanda a Paradigm, focada em investimentos em empresas de criptomoedas e tokenização. 

Antes de se aventurar no mundo cripto, o co-fundador da exchange trabalhou no Goldman Sachs. 

16 - Kim Hyoung-nyon — Upbit, US$ 1,9 bilhão

O vice-presidente executivo da Dunamu detém cerca de 13% da maior corretora de criptomoedas da Coreia do Sul, a Upbit. 

Hyoung-nyon também foi cofundador da Upbit, juntamente com o também bilionário Song Chi-hyung.

17 - Michael Saylor — MicroStrategy, US$ 1,6 bilhão

Saylor transformou a companhia de softwares MicroStrategy, fundada em 1989, em um verdadeiro caso de sucesso do bitcoin. Em 2020, o bilionário comprou o equivalente a US$ 1 bilhão em BTCs, cerca de 70 mil unidades da criptomoeda.

Desde então, as ações da companhia mais que quadruplicaram em dois anos. 

18 - Matthew Roszak — trade de bitcoin e criptomoedas, US$ 1,4 bilhão

Além de investir em bitcoin no início de 2012, Roszak também apostou em startups de criptomoedas. Nomes como Coinbase e Kraken são algumas das corretoras que estavam sob o guarda-chuva do bilionário. 

Ele foi responsável por uma campanha no Congresso americano para doar US$ 50 em moedas digitais para cada parlamentar. Segundo ele, Richard Branson e Bill Clinton ganharam seus primeiros bitcoins com Roszak.

19 - Tim Draper — trade de bitcoin e criptomoedas, US$ 1,2 bilhão

Fechando a lista dos maiores bilionários do mundo cripto, Draper comprou 29.656 bitcoins em 2014, pagando cerca de US$ 632 por criptomoeda. A valorização do BTC desde então é de 7.170% — o que explica parte de sua fortuna bilionária. 

Não está claro se Draper vendeu parte ou a totalidade de suas criptomoedas. No entanto, os mais de 29 mil BTCs hoje valem US$ 1,362 bilhão. 

PosiçãoNomeÁrea de trabalhoFortuna
🥇1Changpeng Zhao (CZ)BinanceUS$ 65 bilhões
🥈2Sam Bankman-FriedFTXUS$ 24 bilhões
🥉3Brian ArmstrongCoinbaseUS$ 6,6 bilhões
4Gary WangFTXUS$ 5,9 bilhões
5Chris LarsenRippleUS$ 4,3 bilhões
6 e 7Cameron e Tyler WinklevossTrade de bitcoinUS$ 4 bilhões (cada)
8Song Chi-hyungUpbitUS$ 3,7 bilhões
9Barry SilbertDigital Currency GroupUS$ 3,2 bilhões
10Jed McCalebRipple e StellarUS$ 2,5 bilhões
11 e 12Nikil Viswanathan e Joseph LauAlchemyUS$ 2,2 bilhões (cada)
13 e 14Devin Finzer and Alex AtallahOpenSeaUS$ 2,1 bilhões (cada)
15Fred EhrsamCoinbaseUS$ 2,1 bilhões
16Kim Hyoung-nyonUpbitUS$ 1,9 bilhão
17Michael SaylorMicroStrategyUS$ 1,6 bilhão
18Matthew RoszakTrade de bitcoin e criptomoedasUS$ 1,4 bilhão
19Tim DraperTrade de bitcoin e criptomoedasUS$ 1,2 bilhão

Fonte: Forbes

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) retoma parte do fôlego, mas ainda segue abaixo dos US$ 30 mil; confira o que mexe com as criptomoedas

O mercado global de ativos digitais já perdeu mais de US$ 1 trilhão em valor desde o início do grande inverno cripto

PASSARINHO NA GAIOLA

E agora Elon Musk? Acionistas entram com ação contra o bilionário e o Twitter (TWTR34); saiba o motivo

A plataforma também está sendo alvo do processo, que envolve denúncias de uso de informação privilegiada no âmbito da oferta de compra da empresa

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O copo meio cheio do Ibovespa, a nova chance da Cielo (CIEL3) e o retorno da Terra (LUNA); confira os destaques do dia

A possibilidade de que o Federal Reserve seja obrigado a manter o ritmo do aperto monetário ajudaram os ativos de risco nesta quinta-feira

ELEIÇÕES DE 2022

Distância entre Lula e Bolsonaro aumenta para 21 pontos na nova pesquisa Datafolha; confira as intenções de voto

Instituto destaca que o levantamento anterior, feito em 22 e 23 de março, tinha cenários distintos, excluindo pré-candidatos que deixaram a disputa e adicionando nomes que passaram a ser apresentados pelos partidos

FECHAMENTO DO DIA

Dólar cai abaixo dos R$ 4,80 e Ibovespa sobe 1% com sinais de fraqueza da economia americana; entenda a razão

O Ibovespa reagiu ao bom desempenho dos ativos no exterior após os investidores entenderem que o Fed deve segurar o aperto monetário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies