IPCA + 8% e outros títulos ‘premium’: receba as melhores ofertas de renda fixa no seu WhatsApp

Rodolfo Amstalden
Exile on Wall Street
Rodolfo Amstalden
Sócio-fundador da Empiricus e autor do Programa de Riqueza Permanente
Cotações por TradingView
2022-11-23T18:30:06-03:00
EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Onde os CEOs acontecem?

Troca de comando da Disney diz menos sobre os Bobs envolvidos na história e mais sobre a real capacidade de um CEO fazer milagres por uma empresa diante de um cenário profundamente anticíclico

23 de novembro de 2022
18:30
Bob Iger, CEO da Disney, na World of Color Premiere - Disney California Adventure Park
Bob Iger, CEO da Disney, na World of Color Premiere - Disney California Adventure Park - Imagem: Flickr/Josh Hallett

Gostamos de ler Bob Iger em "Onde os Sonhos Acontecem" — sua autobiografia profissional dos 15 anos como CEO da Disney.

Parece ser um cara realmente legal, inovador, perfeitamente capaz de inspirar 200 mil colaboradores rumo a um mesmo propósito.

Isso dito, não é fácil entender a alta de +6% de DIS no dia em que Iger, já aposentado, aos 71 anos, aceita um convite inusitado para voltar ao cargo máximo da empresa.

Em tese, Bob Chapek — o substituto escolhido a dedo por Iger — prometia um perfil muito mais adequado aos tempos bicudos da macroeconomia atual.

De formação parecida com a de Tim Cook, da Apple, Chapek fez sua fama na Disney por controlar as operações dos parques na palma da mão. Decisões difíceis, envolvendo corte de custos e realocação de capital, seriam rapidamente processadas por sua mente racional e lógica.

Por outro lado, Iger construiu a maior parte de suas formidáveis conquistas à frente da Disney num mundo criativo de baixa inflação, juros mínimos e crescimento econômico.

Não é nada trivial reconhecer com justiça os devidos méritos pessoais em meio a graves deméritos sistêmicos.

Para confundir ainda mais o cenário, a principal crítica do mercado em relação aos últimos resultados trimestrais é direcionada ao streaming do Disney+, que queimou US$ 1,5 bilhão, e sempre foi uma das grandes bandeiras de inovação da gestão Iger.

Mesmo na possível hipótese de uma troca injusta de CEOs, motivada puramente pela queda de -40% das ações year to date, não precisamos ter tanto dó de Bob Chapek: seu pacote total de remuneração ao sair deve ultrapassar os US$ 23 milhões.

A questão é menos sobre os Bobs envolvidos na história e mais sobre a real capacidade de um CEO — qualquer CEO — fazer milagres por uma empresa diante de um cenário profundamente anticíclico.

O que Sergio Rial pode fazer em prol de Americanas, afundada em prejuízos, e com alavancagem de 6x ebitda?

Pedro Zinner vai devolver à Stone as promessas do IPO roadshow, ou está indo "apenas" para arrumar a casa, numa due dilligence de luxo antes de a empresa ser vendida?

Algumas das melhores cabeças do País hoje estão dedicadas à sobrevivência corporativa, e gostaríamos que outras melhores cabeças também estivessem dedicadas à sobrevivência fiscal.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Governo eleito

Alckmin avisa que anúncio de novo ministro da Fazenda está próximo

26 de novembro de 2022 - 16:11

Em evento com empresários, vice-presidente eleito prometeu ajuste fiscal permanente e conjunto de reformas

Troca ou devolução

Comprou na Black Friday e se arrependeu? Veja quais são seus direitos

26 de novembro de 2022 - 11:59

O excesso de compras para aproveitar as oportunidades da Black Friday podem se transformar numa ‘ressaca’ no cartão de crédito

Recomendação de compra

Cielo (CIEL3) já dobrou de preço, mas ainda pode subir mais de 50% na bolsa, diz Santander. Confira detalhes

26 de novembro de 2022 - 9:48

Analistas do banco veem a Cielo (CIEL3) com vantagem competitiva em relação a adquirentes como Stone e PagSeguro

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: PIB do 3º trimestre no Brasil e payroll nos EUA são destaques de semana cheia

26 de novembro de 2022 - 8:11

A agenda econômica estará carregada nesta semana, com dados importantes de atividade e inflação a serem divulgados no mundo

Aperte o play!

Só acaba quando termina: Lula talvez não consiga gastar tanto assim; como isso mexe com seus investimentos?

26 de novembro de 2022 - 8:00

No podcast Touros e Ursos desta semana, PEC da Transição, Haddad na Fazenda, Petrobras e, é claro, futebol

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies