🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-03-15T09:28:38-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
De olho na bolsa

Esquenta dos mercados (15): Bolsas no exterior caem com surto de covid-19 na China e retomada das negociações entre Rússia e Ucrânia; Ibovespa segue pressionado por commodities

A cautela fica completa com a expectativa em torno da “Super Quarta”, que se aproxima com a decisão de juros do Fed e do BC brasileiro

15 de março de 2022
7:48 - atualizado às 9:28
coronavírus e a variante ômicron seguem pressionando as bolsas pelo mundo
Confira o que movimenta bolsas, Ibovespa e dólar hoje. Imagem: Shutterstock

A covid-19 volta a pressionar as bolsas pelo mundo após um novo surto da doença colocar uma cidade de 17 milhões de habitantes em lockdown. Os temores de que a pandemia volta a sair do controle fizeram as bolsas da Ásia fechar em queda nesta terça-feira (15)

Os temores de novos surtos da doença também voltam a pressionar as bolsas na Europa, que operam no vermelho durante a manhã. Além disso, ainda hoje Rússia e Ucrânia devem retomar as negociações de paz, consideradas “promissoras” até o momento. 

Por fim, o clima de cautela antes da reunião do Federal Reserve sobre juros forma o clima perfeito para a aversão ao risco. Dessa maneira, os futuros de Nova York apontam para uma abertura no vermelho. 

No pregão da última segunda-feira (14), o Ibovespa perdeu os 110 mil pontos, em um recuo de 1,60%, aos 109.928 pontos. O dólar à vista, por sua vez, registrou forte alta de 1,30%, a R$ 5,12.

Confira o que esperar da bolsa hoje: 

Commodities seguem pressionadas — e bolsa sofre 

As conversas entre Rússia e Ucrânia têm tom positivo, com a retomada das negociações marcada para hoje. O sentimento de alívio dos investidores se reflete na maior fraqueza do petróleo, que recua para a casa dos US$ 100 pela manhã.

Assim sendo, o Brent, utilizado como referência internacional, recuava 5,81% por volta das 7h30, negociado a US$ 100,72 o barril. 

Já o WTI rompeu a barreira dos US$ 100 e é negociado a US$ 96,89 o barril, em uma queda de 5,88% no mesmo horário. 

Enquanto isso, combustíveis seguem em foco

O presidente da República Jair Bolsonaro trava uma verdadeira batalha para tentar manter o preço dos combustíveis controlado em meio a alta do petróleo.

Entretanto, a proposta de renúncia do PIS/Cofins da gasolina deve ter pouco impacto no combustível. A isenção reduziria o preço em apenas R$ 0,69, mas o impacto nos cofres públicos seria da ordem de R$ 30 bilhões. 

Vale lembrar que o governo já isenta dos impostos federais o óleo diesel e o querosene, uma renúncia de outros R$ 20 bilhões.

Voltando a falar do Auxílio Brasil

O governo deve entrar em rota de colisão com as sucessivas isenções aos combustíveis e gás de cozinha em um orçamento federal já apertado. Somado a isso, o Palácio do Planalto voltou a cobrar uma solução para viabilizar o Auxílio Brasil, antigo Bolsa Família. 

A China surpreende mais uma vez

O país registrou alta de 7,5% na produção industrial na passagem de janeiro para fevereiro em relação ao mesmo período do ano passado, superando — e muito — as estimativas do The Wall Street Journal de alta de 3,5%. 

De maneira semelhante, as vendas no varejo subiram 6,7%, contra as projeções de 4,3%. Os dados vem na mesma semana em que a cidade de Shenzhen, ao norte de Hong Kong, anunciou um lockdown devido a um surto de covid-19.

A cidade com 17,5 milhões de habitantes também é a sede de empresas como Huawei e Foxconn, fornecedora da Apple.

E os balanços de ontem

Agenda do dia

  • IBGE: Pesquisa industrial mensal regional de janeiro (9h)
  • Estados Unidos: PPI e Núcleo do PPI de fevereiro (9h30)
  • Ministério da Economia: Ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e da Economia, Paulo Guedes, se reúnem com ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) para tratar da privatização da eletrobras (17h)

Balanços do dia

Você pode conferir o calendário completo aqui.

Após o fechamento do mercado:

  • CVC 
  • Volkswagen
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

NOITE CRIPTO

Sem fôlego: bitcoin (BTC) opera em alta, mas ainda não volta para os US$ 20 mil; entenda por quê

Apesar do respiro desta sexta-feira (1), o bitcoin ainda sente todo o peso de um Federal Reserve mais agressivo contra a inflação. A semana também não foi tão positiva assim com o noticiário do universo digital.

VAI TER QUE PAGAR!

Um acordo de milhões: Petrobras (PETR4) se entende com a ANP sobre royalties da operação de xisto no Paraná

Segundo a estatal, o acordo envolve o pagamento de R$ 601 milhões pela companhia — um montante que já foi provisionado nas demonstrações financeiras

CASOU!

Enfim, sós! Localiza (RENT3) e Unidas (LCAM3) consumam combinação de negócios; confira detalhes

Por conta do enlace, hoje foi o último dia de negociação das ações de emissão da Unidas na B3

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Ibovespa começa julho com o pé direito, o reforço de caixa da MRV (MRVE3) e a semana em cripto; confira os destaques do dia

Que sexta-feira costuma ser o dia da semana favorito de muita gente não é novidade, mas você já reparou na tendência que temos de tentar fazer dele o mais leve de todos para não atrapalhar o descanso do fim de semana? Seja no escritório ou no mercado financeiro, o último dia útil é o momento […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa dá uma pausa nas perdas e sobe 0,29% na semana, mas dólar dispara e chega a R$ 5,32

O começo de julho foi mais animador para o Ibovespa, mas as dificuldades seguem pressionando o câmbio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies