🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-05-17T07:59:42-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas no exterior reagem ao alívio da covid-19 na China e sobem pela manhã; Ibovespa acompanha PEC que pode gerar até R$ 7,5 bi em novos gastos

A proposta de reajuste para juízes e procuradores acontece em meio à greve dos servidores do Banco Central e Receita Federal

17 de maio de 2022
7:51 - atualizado às 7:59
vacina acelera deve impulsionar a Bolsa
Confira o que movimenta bolsas, Ibovespa e dólar hoje. - Imagem: Shutterstock

A volta do apetite de risco dos investidores tomou conta das bolsas no exterior nesta terça-feira (17). O alívio da covid-19 na China, bem como a tentativa de recuperação das perdas da última semana, mantém os índices em campo positivo hoje. 

Além disso, o alívio também veio dos Estados Unidos, com o “resfriamento” das falas de dirigentes do Federal Reserve, o Banco Central americano, sobre a defesa da alta dos juros. Jim Bullard e Loretta Mester entendiam que o aperto monetário da próxima reunião deveria ser mais agressivo — hawkish, no jargão do mercado.

Mas ambos recalibraram seus discursos ontem e entendem que um avanço de 50 pontos-base nos juros podem ser suficientes, descartando uma alta de 75 pontos-base por enquanto. 

Por aqui, a bolsa local precisa digerir mais um dia de debates em torno do Orçamento. Uma PEC que prevê o aumento de benefícios para juízes na ativa e aposentados deve captar cerca de R$ 7,5 bilhões das contas públicas — e isso pode agravar ainda mais a greve dos servidores, que conta com a adesão de novas categorias nesta terça-feira. 

No pregão da última segunda-feira (16), o Ibovespa fechou o dia em alta de 1,22%, aos 108.232 pontos. Já o dólar à vista encerrou a sessão com um recuo de 0,12%, a R$ 5,0516.

Confira o que movimenta bolsa, dólar e Ibovespa nesta terça-feira:

Bolsas lá fora esquecem a cautela 

As principais praças pelo mundo operam em terreno positivo hoje, deixando de lado a aversão ao risco gerado por problemas externos aos índices. 

Começando pelo fechamento da Ásia e Pacífico, as bolsas por lá encerraram a sessão em alta, após Xangai, uma das maiores cidades chinesas, anunciar a retomada gradual das atividades como comércio e circulação de pessoas após mais de duas semanas em lockdown

Com isso, as preocupações envolvendo a desaceleração da economia chinesa se dispersaram por enquanto, o que levou os investidores a uma busca por barganhas. 

Esse fator também estimulou uma abertura positiva na Europa, que saltou pela manhã com a perspectiva de retomada da demanda chinesa. 

Por último, os futuros de Nova York também registram fortes ganhos antes da abertura da sessão por lá. 

Um Fed para aliviar minha bolsa

Quem toma conta do noticiário nesta terça-feira é o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, que participa de evento do The Wall Street Journal hoje. O chefe da autoridade monetária deve seguir os passos de Bullard e Mester em uma tentativa de acalmar os mercados. 

Os investidores aguardam um posicionamento mais claro para a alta de juros nos Estados Unidos. O posicionamento menos contracionista — ou dovish — anunciado pelos representantes do Fed ontem fez com que os títulos do Tesouro dos EUA (Treasuries) caíssem nas primeiras horas do dia.

Foi bem, mas não o bastante

Entretanto, isso não foi suficiente para manter o otimismo e os juros dos T-bonds operam em alta de até 1,30%. Vale lembrar que o retorno desses títulos já opera próximo às máximas. 

Dessa forma, os investidores acompanham hoje as falas de representantes do Federal Reserve, na tentativa de encontrar maiores direcionamentos sobre a política monetária do país. Além disso, analisam de perto a participação de Janet Yellen, Secretaria de Tesouro dos EUA, em evento na Bélgica.

Ibovespa e Orçamento

Voltou à pauta local os debates sobre a PEC do Quinquênio, proposta que prevê um adicional de 5% de salário a cada cinco anos, tanto para juízes e procuradores na ativa quanto aposentados. 

Nos cálculos do Estadão/Broadcast, se aprovada da maneira como está, a PEC deve custar cerca de R$ 7,5 bilhões aos cofres públicos por ano. O privilégio havia sido extindo em 2005, mas voltou à pauta com uma possível sinalização de que Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado, traria a proposta para novos debates.

Mas ainda há greve

A movimentação acontece em meio a greve de servidores do Banco Central e da Receita Federal por reajustes salariais e criação de um plano de carreira dentro das instituições. Nesta terça-feira, funcionários do Tesouro Nacional, analistas do comércio exterior e outros setores também cruzam os braços pelas mesmas exigências. 

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), havia anunciado um aumento linear de 5% para o funcionalismo, mas recuou e preferiu esperar pelos desdobramentos da greve. 

Fique de olho na bolsa hoje

A temporada de resultados chega ao fim e com ela os balanços da noite da última segunda-feira devem refletir no desempenho de algumas ações hoje. Relembre algumas ações que podem movimentar o dia aqui:

Agenda do dia

  • Bélgica: Secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, participa de evento do Fórum Econômico de Bruxelas (6h15)
  • FGV: IGP-10 de maio (8h)
  • Estados Unidos: Vendas no varejo de março (9h30)
  • Estados Unidos: Produção industrial de fevereiro (10h15)
  • FGV: Monitor do PIB (10h15)
  • Estados Unidos: Presidente do Fed, Jerome Powell, participa de evento do WSJ (15h)

Balanços lá fora

Antes da abertura: Walmart (Estados Unidos)

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

PROPOSTA

Aumento no Auxílio Brasil e mais: entenda os principais pontos da PEC dos Combustíveis, que deve custar R$ 38,7 bilhões fora do teto de gastos

Texto do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) inclui aumento de R$ 200 no Auxílio Brasil e R$ 1 mil para caminhoneiros

SECO COMO O DESERTO

Falta de liquidez pressiona e bitcoin (BTC) tenta sustentar US$ 20 mil; calote da Three Arrow pode despejar milhões em criptomoedas no mercado

A falta de liquidez gerou um aumento da volatilidade no mercado, após a crise da plataforma Celsius e do calote fundo 3AR — e a história está longe de acabar

RECALCULANDO A ROTA

Oi (OIBR3) sobe forte após balanço; para a Genial, o desconto ainda é bom e ações podem saltar mais 100% neste ano

A empresa de telecomunicações revelou ter saído de um prejuízo de R$ 3 bilhões para um lucro de R$ 1,9 bilhão no primeiro trimestre

EXILE ON WALL STREET

Por que é importante focar nos fundamentos de longo prazo de empresas antes de comprar ações na bolsa

O distanciamento do ruído de curto prazo e o aprofundamento dos conceitos e fundamentos das teses de investimento tendem a trazer muito mais valor no longo prazo

NOVO GATILHO

Fundo Three Arrows Capital pode ser obrigado a encerrar operações e pode desencadear nova crise no mercado de criptomoedas; entenda

Estima-se que o fundo tenha cerca de US$ 10 bilhões em criptomoedas e o despejo desse montante em cripto no mercado pode resultar na queda das cotações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies