🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-05-16T21:08:33-03:00
Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
Balanço

Nubank (NUBR33) registra prejuízo menor do que o esperado no 1T22, mas inadimplência dispara. Veja os destaques do balanço

Índice de inadimplência acima de 90 dias do Nubank aumentou 0,7 ponto percentual na passagem do 4T21 para o 1T22

16 de maio de 2022
18:30 - atualizado às 21:08
Cartões nubank
Imagem: (Nubank/Divulgação) -

O Nubank (NUBR3) registrou prejuízo líquido de US$ 45,1 milhões no primeiro trimestre, o que representa uma melhoria de 9% em relação ao mesmo período do ano passado.

O número veio melhor do que o estimado por analistas ouvidos pela FactSet, que esperavam prejuízo de US$ 77 milhões no período.

Já no cálculo ajustado por despesas relacionadas à remuneração baseada em ações e pelos efeitos tributários aplicáveis, o Nubank obteve lucro de US$ 10,1 milhões. Isso significa uma reversão do prejuízo de US$ 11,9 milhões registrado no 1T21.

O número de clientes do Nubank cresceu no Brasil, no México e na Colômbia, totalizando 59,6 milhões no 1T22. Por aqui, merece destaque o aumento de 167% na base de clientes pequenas e médias empresas, que mais que dobrou na comparação anual.

As ações da empresa, listadas na Nyse, encerraram as negociações no after-market em alta de 5,52%, cotadas a US$ 4,59. O Nubank realizou teleconferência de resultados com analistas menos de uma hora depois da publicação dos resultados.

Inadimplência dispara

O índice de inadimplência acima de 90 dias do Nubank aumentou 0,7 ponto percentual do quarto trimestre de 2021 para primeiro trimestre de 2022, passando para 4,2%.

Vale lembrar que o Itaú BBA estimava que o índice de inadimplência do Nubank subiria 0,6 ponto percentual, para 4,1%, enquanto o Goldman Sachs vislumbrava crescimento mais modesto, para 3,8%.

O Nubank ressalta que, ajustando a inadimplência pela sazonalidade e pelo mix de produtos, o índice teria subido apenas 0,3 ponto percentual.

Chama atenção, ainda, a inadimplência entre 15 e 90 dias, que subiu 1,10 ponto percentual, para 3,7%. De acordo com o Nubank, se ajustado pela sazonalidade e mix de produtos, esse índice teria permanecido inalterado.

Ao mesmo tempo, as provisões para perdas de crédito aumentaram 35% em relação ao quarto trimestre e atingiram US$ 921 milhões. O Nubank afirma que a alta foi fruto, principalmente, do crescimento de 80% da carteira de crédito ao consumidor.

Receita do Nubank bate recorde

No primeiro trimestre, a receita do Nubank atingiu um recorde de US$ 877,2 milhões, um salto de 258% na comparação com o mesmo período de 2021. Em relação ao quarto trimestre de 2021, o aumento foi de 38%.

Os números mostram que a receita de juros sobre instrumentos financeiros teve grande participação no aumento das receitas totais, somando US$ 619,4 milhões.

A cifra é 387% maior que o registrado no primeiro trimestre de 2021 e se deve, principalmente, ao crescimento da receita de juros da carteira de crédito ao consumidor, que é composta por empréstimos pessoais e cartões de crédito.

Nubank: crescimento via M&A

Durante a teleconferência com analistas, realizada logo depois da divulgação dos resultados, o diretor financeiro do Nubank, Guilherme Lago, ressaltou a importância dos US$ 2,8 bilhões captados na oferta pública (IPO).

Segundo Lago, a fintech está bem capitalizada para não apenas navegar pelo difícil cenário atual, mas também para buscar oportunidades em fusões e aquisições (M&A).

Há cerca de um ano, o Nubank finalizou a compra da corretora Easynvest, que depois mudou o nome para Nu Invest.

Vélez minimiza temores com fim do lock-up

O presidente do Nubank, David Vélez, aproveitou a teleconferência para minimizar as preocupações com o fim do período de lock-up, que acaba oficialmente amanhã (17).

"Eles [os investidores] têm nos falado que não têm nenhum interesse em vender ações no curto prazo. Eu pessoalmente também vendo zero ações do Nubank", disse Vélez a analistas.

O lock-up, para quem não sabe, é uma cláusula contratual que determina um período no qual os investidores não podem vender as ações de uma empresa.

Com o fim da restrição, diretores e membros do conselho de administração estarão livres para vender os papéis do Nubank. Vale lembrar que a regra não incluía os clientes que receberam o "pedacinho" do Nubank no programa NuSócios.

A antecipação do fim do lock-up gerou especulações de que haveria uma enxurrada de ações do Nubank, o que poderia reduzir ainda mais os preço dos papéis.

Leia também:

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

FII DO MÊS

Fundos de papel retornam ao topo da preferência dos analistas; veja quais são os FIIs favoritos para julho

6 de julho de 2022

Em meio ao temor de recessão global, as corretoras consultadas pelo Seu DInheiro voltaram-se novamente para a proteção do papel

ESQUENTA DOS MERCADOS

Bolsas estrangeiras patinam à espera da ata do Fed e dos dados de desemprego nos Estados Unidos

6 de julho de 2022

Investidores preparam-se para a divulgação da ata do Fed na tentativa de prever os próximos passos da política monetária norte-americana

Especiais SD

Onde investir no 2º semestre: Renda fixa, nós gostamos de você! Com juros altos, ativos mais rentáveis do ano continuam atraentes

6 de julho de 2022

No difícil primeiro semestre de 2022, ativos de renda fixa foram os únicos a se salvarem, especialmente aqueles que se beneficiam da alta dos juros; para o resto do ano, esses investimentos permanecem interessantes, e investidor não precisa correr muito risco para ganhar dinheiro

NOITE CRIPTO

Parece, mas não vai: bitcoin segue preso ao patamar de US$ 20 mil; saiba o que está no caminho do BTC

5 de julho de 2022

Investidores devem ficar atentos à divulgação da ata da reunião do junho do Federal Reserve, prevista para amanhã — documento tem potencial para aumentar a volatilidade do mercado

AGORA É PRA VALER

Petrobras (PETR4) conclui a venda de participação na Deten Química — veja quanto entrou no caixa da estatal

5 de julho de 2022

O negócio, que tinha sido anunciado em abril, encerra a presença da petroleira na fabricante das principais matérias-primas para o segmento de limpeza doméstica e comercial no Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies