Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-12T12:20:47-03:00
Estadão Conteúdo
Acordo assinado

Petrobras assina acordo de coparticipação de Itapu com PPSA

O acordo regulará a coexistência de Cessão Onerosa e partilha de produção do excedente para o campo de Itapu, no pré-sal da Bacia de Santos

12 de julho de 2021
12:20
Petro
Imagem: shutterstock

A Petrobras assinou acordo de coparticipação de Itapu com a Pré-sal Petróleo S.A. (PPSA). O acordo regulará a coexistência de Cessão Onerosa e partilha de produção do excedente para o campo de Itapu, no pré-sal da Bacia de Santos, informou a estatal por meio de fato relevante.

As negociações foram iniciadas logo após a licitação, ocorrida em 6 de novembro de 2019, quando a Petrobras adquiriu 100% dos direitos de exploração e produção do volume excedente da Cessão Onerosa do campo de Itapu.

Em conjunto, Petrobras e PPSA definiram o Plano de Desenvolvimento do campo, estimativas de curva de produção e volumes recuperáveis. Para o contrato de cessão onerosa, a participação na área coparticipada será de 51,708%, com um volume recuperável total de 350 milhões de barris de óleo equivalente (boe).

No acordo de partilha de produção, o porcentual será de 48,292%, com 319 milhões boe. A estatal ressalta que a operação está sujeita à aprovação da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Com isso, a estimativa de compensação apresentada tem como base a data efetiva do acordo em primeiro de setembro de 2021. Caso a autorização por parte da ANP leve a outra data de início de efetividade, serão realizados os ajustes necessários, segundo o comunicado.

A Petrobras também informa que assinou contrato com a 3R Petroleum para venda da totalidade de sua participação no campo de produção de Papa-Terra, localizado na Bacia de Campos.

O valor da venda é de US$ 105,6 milhões, segundo o fato relevante divulgado há pouco pela petrolífera. Do montante total, US$ 6 milhões serão pagos na presente data e US$ 9,6 milhões no fechamento da transação.

O restante, US$ 90 milhões, vão ocorrer por meio de pagamentos contingentes previstos em contrato, relacionados a níveis de produção do ativo e preços futuros do petróleo.

"Essa operação está alinhada à estratégia de otimização de portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, passando a concentrar cada vez mais os seus recursos em ativos de classe mundial em águas profundas e ultra-profundas, onde a Petrobras tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos", diz a empresa no comunicado.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

MANOBRAS

Juiz põe no banco dos réus ex-gestores do banco Máxima por gestão fraudulenta

O Banco Máxima S.A. informa que seus atuais acionistas assumiram a administração do banco em 2018, após aprovação pelo Banco Central, e que os integrantes da antiga gestão não têm mais qualquer relação com a instituição financeira

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Garantindo a oferta

Crescem ofertas de ações com reserva antecipada

As ancoragens normalmente conseguem atrair mais investidores, numa espécie de chancela prévia, com potencial impacto positivo no preço da ação.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies