Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-04-14T18:37:05-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
BOAS NOTÍCIAS

Mercado imobiliário está aquecido neste começo de ano, segundo resultados de incorporadoras; veja os números

JHSF, Cury e Mitre apresentam aumento de vendas no primeiro trimestre, ainda que a pandemia tenha imposto restrições

14 de abril de 2021
10:24 - atualizado às 18:37
Prédio em construção
Imagem: Shutterstock

O mercado imobiliário está bastante aquecido neste começo de ano, como demonstram as prévias operacionais do primeiro trimestre sendo divulgadas pelas construtoras e incorporadoras.

Depois de Cyrela (CYRE3), Direcional (DIRR3) e Moura Dubeux (MDNE3) apresentarem números considerados robustos pelos analistas, foi a vez de JHSF (JHSF3), Cury (CURY3) e Mitre (MTRE3) divulgarem seus resultados para o período.

Confira os números de cada empresa:

JHSF

A companhia, que atua como incorporadora voltada ao mercado de alta renda, divulgou na terça-feira (13) que as vendas contratadas cresceram 247% nos primeiros três meses do ano, na comparação com o mesmo período de 2020, para R$ 346,3 milhões.

O destaque no período foram as vendas contratadas no Boa Vista Village, empreendimento de luxo localizado na cidade de Porto Feliz, São Paulo, que conta até com o seu próprio campo de golfe e piscina com ondas para praticar surfe.

Lançado em 2019, os ganhos com venda de lotes de terrenos saltaram de R$ 13,1 milhões para R$ 229,1 milhões, nas comparações entre os primeiros trimestres de 2020 e 2021.

Mitre

A construtora e incorporadora focada em imóveis residenciais na Grande São Paulo registrou nos primeiros três meses do ano vendas líquidas de R$ 82,8 milhões, 145,3% acima do mesmo período de 2020.

No entanto, na comparação com o quarto trimestre, as vendas líquidas foram 70,8% inferiores, por conta da restrição ao funcionamento de stands de venda, devido às medidas de restrição de circulação adotadas em São Paulo para combater a covid-19.

Por conta da pandemia, a Mitre optou por não realizar lançamentos no trimestre, assim como no mesmo período de 2020.

A velocidade de vendas, medida pelo índice de vendas sobre oferta (VSO) também ficou prejudicado pelas circunstâncias – no primeiro trimestre, ele foi de 18,7%, comparado a 46,9% no quarto trimestre e 21,6% no primeiro trimestre do ano passado.

Cury

A empresa, que atua na construção e incorporação de empreendimentos voltados para o segmento de baixa renda nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro e Campinas, informou que quebrou seu recorde de vendas trimestrais, considerando todos os trimestres de todos os anos de operação.

As vendas líquidas no primeiro trimestre chegaram a um valor geral de vendas (VGV) de R$ 590 milhões, crescimento de 147,1% ante o primeiro trimestre de 2020.

No período, foram lançados seis empreendimentos, também totalizando um VGV de R$ 590 milhões, alta de 274,7% na comparação anual, sendo três deles localizados em São Paulo e três no Rio de Janeiro.

A Cury destacou que o preço médio das unidades lançadas atingiu R$ 200 mil reais, 14,4% superior aos R$ 175 mil observados no mesmo período de 2020, em linha com a estratégia de explorar as faixas mais altas do programa de habitação federal Casa Verde e Amarela.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

ÚLTIMO ADEUS?

De malas prontas para deixar a B3, Banco Inter (BIDI11) reverte prejuízo em lucro líquido de R$ 19,2 milhões no terceiro trimestre

O banco digital também celebrou a marca de 14 milhões de clientes no período, um salto de 94% na comparação com o terceiro trimestre de 2020

Tecnologia em foco

As big techs na balança: veja como foi o trimestre de Google, Microsoft e Twitter

Três das principais big techs americanas reportaram seus balanços nesta noite; veja como se saíram Alphabet/Google, Microsoft e Twitter

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Pressão nos juros, Elon Musk mais rico e o brilho das ações das elétricas

As projeções de bancos e economistas para a alta da Selic não param de subir. É possível ver essa tendência semanalmente no boletim Focus, divulgado toda segunda-feira pelo Banco Central, em relatórios de diversas casas de análise e na curva dos juros futuros — que não param de ser revisados para patamares cada vez mais […]

ACIONISTAS FELIZES

Farra dos dividendos: Santander (SANB11), Klabin (KLBN11) e Porto Seguro (PSSA3) anunciam proventos; banco espanhol vai pagar R$ 3 bilhões aos acionistas

Confira mais detalhes sobre os valores por ação, previsão para o pagamento e a data-limite para entrar na festa de cada uma das três empresas

MERCADOS HOJE

Ibovespa volta a cair mais de 2% na véspera da decisão do Copom; inflação salgada e fiscal deteriorado comandaram o dia

O mercado financeiro aguarda ansioso pelas palavras do BC, que devem pesar a recente deterioração do cenário fiscal e a elevação dos preços. O Ibovespa teve novo dia de perdas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies