Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-04T13:57:34-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
Dinheiro no bolso

Picpay avança sobre cashback e lança sua própria ‘Méliuz’

PicPay Store passa a oferecer a modalidade de compra que permite recuperar parte do valor na aquisição de um produto

3 de agosto de 2021
6:48 - atualizado às 13:57
PicPay cartão
Imagem: Shutterstock

Aplicativo criado para facilitar as transferências entre amigos e que virou uma carteira digital com 50 milhões de usuários, o PicPay está entrando de cabeça no cashback.

A fintech anunciou que a sua loja, a PicPay Store, adicionou uma nova modalidade de compra que permite recuperar parte do valor na aquisição de um produto.

A empresa já disponibilizava promoções de cashbacks específicos em sua carteira - pelo marketplace -, mas resolveu reunir esse tipo de compra na sua loja, prometendo ampliar ainda mais o número de e-commerces disponíveis.

  • Antes de continuar, um convite: nossa colunista Larissa Quaresma fez uma análise completa sobre a Raízen, na qual calcula um potencial de alta de mais de 50% após o IPO. Assista abaixo e aproveite para se inscrever no nosso canal do YouTube:

São ao menos 50 parceiros e a possibilidade de receber até 13% do dinheiro de volta, de acordo com a companhia.

Para o diretor sênior da PicPay Store, Fábio Plein, o cashback e a facilidade de encontrar e-commerces em um só lugar funcionam como um incentivo para aumentar o engajamento dos usuários.

O lançamento faz parte da estratégia do Picpay de tentar impulsionar a expansão dessa frente de negócio, em um momento em que a Méliuz amplia seu ecossistema após IPO na B3 em novembro.

Lançado em 2012 por três amigos em Vitória (ES), o PicPay recebeu em 2015 um investimento do Banco Original. Hoje o aplicativo é controlado pela J&F Participações, holding que reúne os investimentos da família Batista, da JBS. Inclusive, recentemente ela comprou o GuiaBolso, o que traz ainda mais resiliência para o negócio. Confira:

Cashback no PicPay: modo de usar

Para usar o cashback do PicPay, é preciso baixar o aplicativo da empresa, entrar na PicPay Store, clicar em “Sites parceiros com cashback” e escolher entre as lojas disponíveis.

O usuário será direcionado ao site por um link identificado, que permite ativar a devolução de parte do valor da compra.

Ao realizar uma compra e pagá-la como quiser, o cashback — que varia de acordo com cada campanha — é ativado automaticamente. Alguns e-commerces parceiros também oferecem frete grátis.

As ofertas estão divididas nas categorias de Bebidas, Beleza, Casa, Eletrodomésticos, Eletrônicos, Esportes, Moda, Saúde e Jóias. Entre os parceiros já disponíveis na PicPay Store, estão Casas Bahia, Extra, Carrefour, Fast Shop, Ponto, Boticário, C&A, Centauro, entre outros.

O cashback é cumulativo e cai na conta PicPay do usuário no prazo estabelecido pelo parceiro.

O valor pode ser utilizado em todo o ecossistema do aplicativo, desde compras na própria PicPay Store até pagar contas, fazer um Pix ou nos produtos do marketplace financeiro, mas não pode ser sacado.

Os planos do PicPay

Os planos do PicPay são bem ambiciosos: chegar ao celular de todos os brasileiros, conforme revelou o fundador do PicPay, Anderson Chamon, em entrevista recente ao Seu Dinheiro.

Se mantiver o ritmo dos três primeiros meses de 2021, o aplicativo pode chegar em dezembro aos 80 milhões de celulares.

O forte crescimento recente do PicPay foi impulsionado pela pandemia — que estimulou as transações online, incluindo os pagamentos — e por uma campanha agressiva de marketing que incluiu até o disputado espaço do Big Brother Brasil.

Mas o avanço no número de usuários veio acompanhado do aumento do prejuízo, que triplicou em relação a 2019 e atingiu a marca dos R$ 804 milhões no ano passado. Parte da perda é atribuída justamente aos gastos com marketing e cashback.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Eletrobras, Correios e mais

Ativos na mesa: nova proposta para precatórios pode incluir ações de estatais em acordos de pagamento

Além das estatais, na lista de ativos que poderiam entrar na negociação estão imóveis, barris de petróleo do pré-sal e concessões de rodovias e ferrovias, por exemplo

fala, vale

Vale (VALE3): a receita para a queda das ações, segundo a própria empresa

Empresa teve de emitir um comunicado em resposta a um ofício da B3 que solicitava justificativas para a oscilação das ações da mineradora entre os dias 6 e 20 de setembro

MERCADOS HOJE

Ibovespa recupera os 114 mil pontos após nova Selic; dólar sobe a R$ 5,30

Na ressaca da Super quarta, os investidores seguiram atentos aos desdobramentos dos problemas financeiros da Evergrande; Ibovespa acompanhou NY

Sob nova direção

Mudanças no alto escalão da Ultrapar agradam e ações disparam 9%. Hora de comprar UGPA3?

Analistas enxergam movimentação da Ultrapar como ‘ponto de virada’ e uma surpresa positiva, mas ainda é cedo para um diagnóstico mais preciso do futuro.

OCCUPY B3

B3 (B3SA3) recua quase 3% com ocupação do MTST; movimentos sociais protestam contra o governo e a desigualdade social na sede da Bolsa

Militantes do movimento por moradia entraram no saguão da bolsa de valores em ato contra as altas no desemprego e na inflação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies