Menu
2021-01-19T15:45:18-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
engordando o caixa

PetroRio fará follow on que pode arrecadar R$ 2,2 bilhões

Oferta será de cunho restrito e recursos serão utilizados para investir no desenvolvimento de campos e aquisições de ativos

19 de janeiro de 2021
7:53 - atualizado às 15:45
Plataforma de Polvo, da PetroRio
Plataforma de Polvo, da PetroRio - Imagem: Divulgação

A PetroRio (PRIO3), uma das maiores produtoras privadas de petróleo do Brasil, anunciou na noite de segunda-feira (18) o lançamento de uma oferta subsequente de ações (follow on), que pode resultar na arrecadação de até R$ 2,2 bilhões para a companhia.

A oferta consistirá na distribuição primária (quando os recursos vão para o caixa da empresa) de 29,7 milhões de ações ordinárias, quantidade que inclui o lote adicional de papéis, que será colocado se houver demanda.  

O montante que pode ser arrecadado considera a venda de todos os papéis ao preço em que as ações da PetroRio fecharam o pregão de sexta-feira (15), de R$ 74,28. O preço oficial será fixado após a conclusão do procedimento de coleta de intenções de investimento (bookbuilding), marcada para 28 de janeiro.

O follow on é destinado apenas a investidores profissionais, limitados a 75 investidores, sendo que a subscrição só poderá ser feita por 50 deles.

A PetroRio pretende utilizar a totalidade dos recursos provenientes da oferta para antecipar seu cronograma de investimentos no desenvolvimento dos Campos de Frade, Wahoo, Polvo e Tubarão Martelo e para realizar novas aquisições.

O follow on está sendo coordenado pelos bancos BTG Pactual, Citi, Credit Suisse, Itaú BBA, Safra e Santander.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

reta final de negociações

Senado americano aprova “pacote Biden” de US$ 1,9 trilhão

Agora, o pacote voltará para a Câmara dos Representantes, que analisará as alterações feitas no texto pelos senadores. Se for aprovado, o projeto será enviado à Casa Branca para a sanção do presidente

entrevista

‘Episódio Petrobras deu um susto grande nos investidores’, diz economista do Itaú

O economista-chefe do Itaú Unibanco, Mario Mesquita, diz também estar preocupado com as incertezas políticas, que ameaçam o crescimento do PIB

Dificuldades À vista?

Deputados falam em reduzir medidas de ajuste fiscal do texto da PEC do auxílio

Embora defenda celeridade na análise da proposta, Albuquerque admite que o texto pode ser enxugado

escolha da CEO

Investir no Brasil: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come

Confira uma seleção de matérias feita pela CEO do Seu Dinheiro, Marina Gazzoni

Efeitos da pandemia

PEC do auxílio aprovada no Senado prevê abater R$ 100 bi da dívida pública

Pelos cálculos do governo, a necessidade de financiamento da dívida pública federal (DPF) neste ano é de R$ 1,469 trilhão, valor que aumentou por causa do maior volume de títulos de curto prazo que o governo precisou emitir para conseguir captar recursos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies