🔴 ALGORITMO MOSTRA COMO BUSCAR ATÉ R$ 3 MIL POR DIA – CONHEÇA

Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
novatas na b3

Para além da camisinha: Blau Farmacêutica quer arrecadar R$ 2,1 bilhões com IPO

Atualmente focada em medicamentos de alta complexidade, farmacêutica pode levantar até R$ 3 bilhões com abertura de capital

Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
17 de março de 2021
11:08 - atualizado às 17:24
Imagem: Divulgação

A próxima janela de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) já virá com uma listagem de peso.

A Blau Farmacêutica, que iniciou sua trajetória como importadora de camisinhas e se tornou fabricante de medicamentos de alta complexidade, pode arrecadar R$ 2,1 bilhões com a abertura de seu capital na B3. E o valor pode atingir R$ 3 bilhões se vender todos os lotes no preço mais alto da faixa indicativa.

De acordo com o prospecto preliminar da oferta, divulgado na terça-feira (16) à noite, a Blau planeja realizar uma oferta de distribuição primária (quando as ações vão para o caixa da empresa) e secundária (quando os acionistas vendem recursos) de, inicialmente, 44.848.485 ações ordinárias.

O montante de R$ 2,1 bilhões considera a venda de ambos os lotes no ponto médio da faixa de preços, que vai de R$ 44,60 a R$ 50,60. O valor final por ação será definido em 6 de abril, após o processo de bookbuilding, quando a empresa apresenta o IPO a potenciais investidores e avalia a demanda.

Para chegar a R$ 3 bilhões, ela precisa vender todas as ações nas ofertas primária e secundária, mais o lote adicional de 8.969.697 ações (cuja colocação será definida pela Blau) e o lote suplementar de 6.727.272 papéis (destinado a estabilizar o preço das ações) no preço mais alto da faixa indicativa.

Pelo cronograma divulgado, as ações da Blau deverão começar a ser negociadas na B3 em 8 de abril, com o código “BLAU3”, e estarão listadas no Novo Mercado, segmento de governança mais elevado da B3.

A oferta está sendo coordenada por Itaú BBA, Bradesco BBI, J.P. Morgan, Citigroup, XP Investimentos e BTG Pactual.

Muito mais que camisinha

A Blau entrou com pedido de registro do IPO na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) em 5 de fevereiro, mas a companhia vem há anos avaliando a abertura do seu capital na bolsa.

Ela quase seguiu com a operação em 2018, mas acabou desistindo antes do fim do processo de bookbuilding, diante das indicações de que a faixa de preços pretendida não seria atingida – à época, ela esperava levantar entre R$ 650 milhões e R$ 1 bilhão, segundo apurou na ocasião o jornal “Valor Econômico”.

Agora, diante das condições favoráveis do mercado de capitais, a Blau parece estar finalmente pronta para seguir com o IPO.

A empresa foi fundada em 1987 pelo empresário Marcelo Hahn, que investiu US$ 20 mil para importar preservativos no auge da epidemia de HIV no país. Ela ainda atua nesse ramo, com a marca Preserv, mas desde então expandiu seu portfólio, passando a concentrar sua atuação em medicamentos de alta complexidade e hospitalares essenciais, se especializando em produtos biotecnológicos e sintéticos para oncologia, nefrologia, hematologia e infectologia.

Sediada em Cotia, São Paulo, a Blau conta com cinco plantas produtivas, em São Paulo, Cotia, Caucaia (CE) e Anápolis (GO), e cinco subsidiárias em países da América Latina: Argentina, Chile, Colômbia, Peru e Uruguai.

Segundo os dados contidos no prospecto, a empresa fechou 2020 com um lucro líquido de R$ 254,3 milhões, alta de 27% em base anual. O lucro bruto avançou 29,2%, para R$ 556 milhões, com a margem bruta subindo de 44% para 47,04%.

Na mesma base de comparação, a dívida líquida da companhia cresceu quatro vezes, para R$ 475,6 milhões, puxada pelo avanço de 2,2 vezes das debêntures não circulantes, para R$ 626,3 milhões.

A Blau informou que pretende utilizar os recursos da oferta primária para expandir a capacidade produtiva e verticalizar a cadeia de insumos estratégicos, investir em centros de coleta de plasma nos Estados Unidos, realizar uma reserva de capital para possíveis aquisições, pagar o valor restante da aquisição da Pharma Limirio (atualmente Blau Farmacêutica Goiás) e realizar o pré-pagamento das debêntures de segunda, quarta e quinta emissões.

Compartilhe

DINHEIRO NO BOLSO

Dividendos e JCP: Localiza (RENT3) vai pagar mais de R$ 400 milhões aos investidores e anuncia aumento de capital milionário

22 de junho de 2024 - 16:37

Terá direito ao pagamento quem estiver na base acionária da companhia de locação de automóveis na próxima quarta-feira (26)

MAIOR OFERTA DO ANO

Privatização da Sabesp (SBSP3) pode movimentar mais de R$ 15 bilhões e ações terão “desconto”; confira os detalhes da oferta

22 de junho de 2024 - 9:58

Se efetivada nesse patamar, essa será a maior operação da bolsa brasileira nos últimos três anos

CHUVA DE PROVENTOS

BB Seguridade (BBSE3) e Multiplan (MULT3) anunciam quase R$ 3 bilhões em dividendos e JCP aos acionistas; veja as condições

21 de junho de 2024 - 19:54

Seguradora do Banco do Brasil (BBAS3) vai distribuir a maior fatia dos proventos: R$ 2,7 bilhões; já a Multiplan anunciou também um novo programa de recompra de ações

TENTATIVA FRUSTRADA

Nada de IPO? Por que oferta de ações da Shein nos Estados Unidos está cada vez mais longe de acontecer

21 de junho de 2024 - 15:50

Varejista de moda chinesa também entrou com um pedido de listagem em Londres

DESTAQUES DA BOLSA

Movida (MOVI3) está andando bem e ação pode se valorizar mais. Vale a pena pegar essa carona? O Citi responde

21 de junho de 2024 - 13:45

Banco norte-americano voltou a cobrir a companhia, mas ainda vê desafios no futuro; saiba o que fazer com os papéis agora

concessionárias de energia

Limite aos proventos das elétricas? Veja o que diz novo decreto do governo

21 de junho de 2024 - 10:47

Aneel será responsável pela avaliação dos indicadores das concessionárias anualmente

VEIO DO RIVAL

De ex-CEO do McDonald’s a futuro presidente da dona do Burger King: ações da Zamp (ZAMP3) saltam 13% com anúncio de novo CEO

21 de junho de 2024 - 10:06

O executivo tem mais de 30 anos de experiência e já foi CEO de diversos setores, incluindo da divisão brasileira da Arcos Dorados

DECISÃO DO GOVERNO

Escolha de investidor de referência da Sabesp (SBSP3) terá direito a “truco” da concorrência

21 de junho de 2024 - 8:15

Na disputa pelo posto, estão nomes como Aegea, Equatorial e até mesmo o empresário Nelson Tanure como um dos possíveis acionistas de referência

OTIMISMO RENOVADO

Inter (INBR32) quase dobra de valor em um ano — e há espaço para mais, segundo o BofA. É hora de comprar os papéis do banco digital?

20 de junho de 2024 - 20:01

Com otimismo renovado, os analistas elevaram o preço-alvo para os papéis da fintech — e agora esperam uma valorização de até 26% para os ativos

Alerta de proventos

Dividendos e JCP: Lojas Renner (LREN3), Copasa (CSMG3) e Sanepar (SAPR4) anunciam distribuição de quase meio bilhão de reais; confira os prazos

20 de junho de 2024 - 19:10

Valores serão pagos aos acionistas que tiverem as ações das três companhias em junho

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar