IPCA + 8% e outros títulos ‘premium’: receba as melhores ofertas de renda fixa no seu WhatsApp

Cotações por TradingView
2021-03-09T19:14:21-03:00
Estadão Conteúdo
negócios frustrados

Michael Klein desiste de investir no setor de aviação

Dos 13 hangares e das 33 aeronaves que sua empresa Icon Aviation chegou a ter, restaram dois aviões, dois helicópteros e dois hangares, em Sorocaba (SP) e Pampulha (MG)

9 de março de 2021
16:43 - atualizado às 19:14
Michael Klein, presidente do conselho da Via Varejo, em café da manhã com jornalistas
Imagem: Julia Wiltgen/Seu Dinheiro

Depois de oito anos investindo na aviação executiva - incluindo aí um período de forte crise, quando praticamente ninguém continuava apostando no setor -, o empresário Michael Klein se desfez do negócio e ampliou o foco nos segmentos imobiliário e de concessionárias.

Dos 13 hangares e das 33 aeronaves que sua empresa Icon Aviation chegou a ter, restaram dois aviões, dois helicópteros e dois hangares, em Sorocaba (SP) e Pampulha (MG).

Durante todo o período em que atuou no segmento aéreo, Klein teve resultados positivos apenas em 2018, quando a empresa foi impulsionada pelo fretamento de aeronaves por candidatos à Presidência e a governos de Estado e por clientes que foram à Rússia para ver a Copa do Mundo.

Apesar do desempenho ruim por quase uma década, foi a pandemia que acabou de vez com a intenção do empresário - maior acionista da Via Varejo, grupo dono das marcas Casas Bahia e Ponto Frio - de ter lucros com a aviação.

"Passamos o ano passado inteiro sem poder fazer voos de longo alcance. Os países com fronteiras fechadas. Acho que a aviação executiva, em 2021 inteiro, não vai decolar", diz ele, que vendeu a maior parte de sua frota para a Voar, empresa do segmento com sede em Goiás. Aeronaves maiores, porém, foram comercializadas nos EUA.

Pelo acordo fechado com a companhia goiana, Klein fretará suas aeronaves para a empresa quando ela precisar de um modelo que não possui. "Eles terão prioridade nas minhas aeronaves", diz. Klein manteve um avião de oito lugares, um de seis e dois helicópteros também de seis lugares, além de continuar como representante para vendas de helicópteros da fabricante italiana Leonardo.

Segundo o empresário, as aeronaves que lhe restaram também podem ser vendidas. "Mas posso comprar outras também. Vender o que tenho e trocar por alguma melhor. Não tem problema nenhum", acrescenta entre risos.

Apesar dos anos de investimentos (apenas em 2018 e 2019, foram R$ 120 milhões) e da falta de retornos, Klein afirma que não foi um erro apostar no setor. "Não chamo de erro. É um mercado muito dinâmico. Achamos que foi bom ter essa experiência. Não foi rentável. Por isso, também achamos melhor sair neste momento."

Ao contrário da empresa de aviação executiva, a de concessionárias vai bem, segundo o empresário. Recentemente, ele adquiriu duas lojas da Honda no litoral de São Paulo. Com a aquisição, Klein passa a ter sete concessionárias - possui também duas da Mercedes-Benz e três da Jaguar Land Rover.

"Acreditamos que boa parte do capital investido na Jaguar já retornou para fazermos novos investimentos. Vamos procurar outras marcas boas (para continuar expandindo)."

Mercado

Filho do fundador das Casas Bahia, Samuel Klein, o empresário diz não saber "ficar parado". "Agora, o mercado está bom de preço. Pessoal não está querendo investir muito. A gente está percebendo isso no setor imobiliário. Tem muitas empresas, terrenos, áreas que estão sendo oferecidas. Uma vez por semana a gente se dedica a pegar o helicóptero e visitar novas áreas para empreendimentos."

A intenção de Klein é investir em galpões logísticos, segmento em que começou para atender uma demanda da Casas Bahia e depois passou a oferecer para terceiros. Hoje, possui um em Cajamar, na região metropolitana de São Paulo. "Tudo que recebo hoje vou investir em logística e revendas. Já separamos um valor para investir em logística neste ano. Se não conseguir uma nova área no primeiro semestre, no segundo, vocês terão notícias." O empresário afirma ter sondado a zona leste de São Paulo e a região do ABC paulista.

Além de galpões logísticos, no setor imobiliário Klein é dono de cerca de 300 imóveis, a maioria ocupada por lojas da Casas Bahia. No ano passado, quando deixou a presidência do conselho de administração da Via Varejo, fontes afirmaram que havia um conflito de interesses entre Klein conselheiro e Klein empresário que resultou na saída dele do colegiado. A Via Varejo pedia prorrogação de prazo para pagamento dos aluguéis enquanto as lojas permanecessem fechadas por causa da quarentena.

Klein afirma que não houve desentendimento e que ele concordou em prorrogar os prazos. "Demos uma postergação de prazo de cinco anos para o aluguel", diz. Ele acrescenta ter se afastado da companhia para que seu filho, Raphael, pudesse tocar a transformação digital necessária no grupo.

"Ele tem quarenta e poucos anos. É quem pode falar melhor com o pessoal de tecnologia, que tem outro ritmo, outra maneira de pensar e agir. Acho que ele vai se dar bem. Está se dando bem." Na semana passada, a empresa anunciou lucro de R$ 1 bilhão em 2020, revertendo o prejuízo de R$ 1,4 bilhão registrado um ano antes.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Cortou demais?

Após demitir mais da metade dos funcionários do Twitter, Elon Musk avisa: “Estamos contratando”

27 de novembro de 2022 - 15:40

Em postagem na rede social, Musk também revelou alguns pontos-chave de como funcionará o chamado Twitter 2.0

Varejo online

Black Friday teve vendas mais fracas no e-commerce neste ano, apontam consultorias

27 de novembro de 2022 - 13:01

Especialista diz que é preciso considerar que, neste ano, o cenário pandêmico possibilitou abertura de lojas físicas, o que pode ter afetado as vendas online

Alívio para o bolso

Preço da gasolina para de subir após 6 semanas de alta

27 de novembro de 2022 - 10:22

De acordo com a ANP, preço médio do litro de gasolina nas bombas foi de R$ 5,04 na semana entre os dias 20 e 26 de novembro

Acumulou!

Ninguém acerta apostas e Mega-Sena, Lotofácil e Quina acumulam; confira como aumentar suas chances de ganhar

27 de novembro de 2022 - 8:22

Embora ninguém tenha acertado as apostas principais, alguns sortudos quase chegaram lá — confira os números sorteados

IVAN SANT'ANNA

Lula x Mercado: quem vence essa batalha?

27 de novembro de 2022 - 8:11

Recém eleito para um terceiro mandato como presidente, Lula tem dado declarações que desagradaram o mercado. É possível um consenso?

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies