Menu
2021-01-21T17:37:49-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
segunda onda

Hapvida vê aumento de atendimentos de urgência e internações por covid-19

Apesar da alta, empresa informa que está conseguindo realizar normalmente procedimentos cirúrgicos eletivos

21 de janeiro de 2021
9:05 - atualizado às 17:37
covid-19 coronavírus
Imagem: Shutterstock

Após período de relativa estabilidade de casos da covid-19 desde o início da pandemia, a Hapvida (HAPV4) notou nas últimas semanas um aumento de atendimentos de urgência e internações em algumas regiões onde atua.

Ainda assim, a companhia está conseguindo realizar normalmente procedimentos cirúrgicos eletivos, uma das principais fontes de receita da maioria dos hospitais. Em Manaus, onde a situação é complicada, ela suspendeu temporariamente esses procedimentos.

“Durante todo o período, a companhia continuará realizando cirurgias e procedimentos considerados essenciais, ou seja, aqueles de natureza oncológica, traumatológicos de emergência, obstétricos, cardíacos, neurológicos, além das sessões de hemodiálise”, diz trecho do comunicado, divulgado quarta-feira (20) à noite.

Situação nas regiões de atuação

Além de Manaus, foi constatado aumento significativo no número de atendimentos por causa de covid-19 em Belém, Salvador e interior de São Paulo. No Recife e em Fortaleza, a segunda onda parece já ter passado e em níveis menores do que a primeira.

Na capital do Amazonas, desde meados de dezembro houve alta expressiva do número de casos tanto de pacientes atendidos nas emergências quanto de pacientes internados admitidos com sintomas de síndrome respiratória aguda grave com suspeita de covid-19.

“A segunda onda da covid-19, no caso de Manaus, superou a primeira onda tanto em número de atendimentos quanto em volume de internações”, diz trecho do comunicado da companhia.

A Hapvida destacou que, apesar do avanço de casos em algumas regiões, não houve aumento relevante do coeficiente de mortalidade, medido pela quantidade total de óbitos pelo número de beneficiários expostos. O coeficiente médio atingiu 64,8 em 18 de janeiro, enquanto o do Brasil 99,2.

Medidas tomadas

Considerando a situação, a Hapvida anunciou algumas medidas que está tomando para a manutenção das atividades de combate à covid-19.

Em Manaus, a empresa ampliou a infraestrutura assistencial com a inauguração de duas novas unidades, com aumento de cerca de 100 leitos hospitalares no Hospital Rio Solimões. Ela também contratou cerca de 700 profissionais nas últimas semanas, entre médicos e fisioterapeutas e de apoio hospitalar como enfermeiros, maqueiros e camareiros. Cerca de 65 profissionais médicos foram deslocados de outras regiões para Manaus.

Nas regiões que apresentam curvas descendentes, a Hapvida está mantendo certa capacidade adicional no eventual caso de uma segunda onda de contaminações.

“Toda a nossa experiência de gestão médico-hospitalar tem nos ajudado a administrar e minimizar os impactos da covid-19 em nossas operações e continuar cuidando dos nossos clientes e colaboradores com o acolhimento de sempre, que é característico do sistema Hapvida. Permanecemos vigilantes, monitorando os impactos da pandemia no nosso negócio e atuando proativamente para contribuir com a sociedade e o País”, diz trecho do comunicado.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

reta final de negociações

Senado americano aprova “pacote Biden” de US$ 1,9 trilhão

Agora, o pacote voltará para a Câmara dos Representantes, que analisará as alterações feitas no texto pelos senadores. Se for aprovado, o projeto será enviado à Casa Branca para a sanção do presidente

entrevista

‘Episódio Petrobras deu um susto grande nos investidores’, diz economista do Itaú

O economista-chefe do Itaú Unibanco, Mario Mesquita, diz também estar preocupado com as incertezas políticas, que ameaçam o crescimento do PIB

Dificuldades À vista?

Deputados falam em reduzir medidas de ajuste fiscal do texto da PEC do auxílio

Embora defenda celeridade na análise da proposta, Albuquerque admite que o texto pode ser enxugado

escolha da CEO

Investir no Brasil: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come

Confira uma seleção de matérias feita pela CEO do Seu Dinheiro, Marina Gazzoni

Efeitos da pandemia

PEC do auxílio aprovada no Senado prevê abater R$ 100 bi da dívida pública

Pelos cálculos do governo, a necessidade de financiamento da dívida pública federal (DPF) neste ano é de R$ 1,469 trilhão, valor que aumentou por causa do maior volume de títulos de curto prazo que o governo precisou emitir para conseguir captar recursos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies