O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2021-07-13T13:01:29-03:00
Estadão Conteúdo
Multa milionária

França multa Google em US$ 593 mi por violar ordem sobre veiculação de notícias

Esses pedidos vieram após reclamações de editores de que o Google estava evitando a implementação de uma nova diretiva de direitos autorais da União Europeia

13 de julho de 2021
13:01
Logo do Google numa parede. A empresa é controlada pela Alphabet (GOGL34) e está com vagas de estágio abertas
Imagem: Divulgação/Google

A Autoridade de Competição da França multou o Google em US$ 593 milhões por supostamente violar uma determinação sua e não negociar acordos pagos com editores de notícias na internet, aumentando a pressão sobre a empresa em uma luta global sobre como e se as companhias de tecnologia devem pagar pelos conteúdos editoriais de terceiros.

O regulador francês acusou a Google de violar uma ordem de abril de 2020 de que a sua controladora, a Alphabet, deveria negociar com o veículos donos do conteúdo o direito de mostrar trechos das notícias em seus resultados de busca.

Esses pedidos vieram após reclamações de editores de que o Google estava evitando a implementação de uma nova diretiva de direitos autorais da União Europeia. Desde então, o Google fez acordos pagos com algumas editoras de notícias francesas, como Le Monde e Le Figaro, mas não com outras como a Agência France Presse.

Isabelle de Silva, chefe da autoridade da concorrência, disse que a multa - entre as maiores do regulador francês nos últimos anos - leva em consideração a "gravidade excepcional" das violações alegadas.

"Quando a autoridade impõe ordens às empresas, elas são obrigadas a aplicá-las escrupulosamente, respeitando sua letra e espírito. Neste caso, infelizmente, não foi o caso", disse Silva.

"Estamos muito decepcionados com esta decisão", afirmou uma porta-voz do Google. "Temos agido de boa-fé em todo o processo. A multa ignora nossos esforços para chegar a um acordo e a realidade de como as notícias funcionam em nossas plataformas.", acrescentou. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

PERSONA NON GRATA

A lista de Putin: veja quem são as pessoas proibidas de entrar na Rússia — Trump escapa, mas Zuckerberg não

Essa lista está sendo considerada um movimento simbólico em resposta às duras sanções impostas pelos países ocidentais pela invasão da Ucrânia, em fevereiro

MADE IN CHINA

Shopee, Shein e AliExpress livre de taxas? Bolsonaro diz que sim e Guedes diz que não!

Chefe do Executivo volta a contrariar o ministro da Economia, Paulo Guedes, que na última semana defendeu o digitax — um imposto que seria aplicado em compras online de fornecedores estrangeiros

BYE BYE GOVERNO!

Privatização vem aí: conselho do PPI altera regras da capitalização da Eletrobras (ELET3); saiba por que mudou

O TCU aprovou na sessão de quarta-feira (18) o processo de privatização da companhia — a proposta do relator venceu por 7 votos a favor e 1 contra

NOVO SHAPE

Da academia pra carteira: Smart Fit (SMFT3) tem potencial de alta de 34%, diz Itaú BBA — saiba se é hora de comprar

Depois do confinamento provocado pela covid-19, a indústria fitness enfrenta agora um cenário desafiador, com inflação alta, segundo o banco de investimentos

SEM LIMITE

STF nega impor prazo a Lira para análise de pedidos de impeachment de Bolsonaro

O chefe do Executivo é alvo de mais de 140 solicitações de impedimento; entenda a decisão da corte máxima

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies