2021-06-08T23:59:43-03:00
Fim de uma história de amor?

Elon Musk anuncia que Tesla suspendeu compras com bitcoins e faz cotação da moeda despencar

O bilionário levantou a questão ambiental para deixar as transações com a criptomoeda de lado, mas voltou a citar o dogecoin em sua conta no twitter

13 de maio de 2021
7:16 - atualizado às 23:59
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O CEO da Tesla, Elon Musk, informou nesta quarta-feira, 12, que a empresa suspendeu as compras de veículos com bitcoin devido a preocupações ambientais. O executivo, contudo, disse que o uso de criptomoedas é uma "boa ideia" e tem futuro promissor.

  • VÍDEO: Entenda o que aconteceu com o Bitcoin

"Estamos preocupados com o rápido uso crescente de combustíveis fósseis para mineração e transações com bitcoin, especialmente carvão, que tem as piores emissões de qualquer combustível", escreveu Musk em uma nota divulgada no Twitter.

Segundo o CEO da Tesla, a empresa não venderá seus bitcoins porque pretende usar a criptomoeda novamente para transações comerciais assim que o processo de mineração se tornar mais sustentável. Entenda como ocorre a mineração de criptomoedas.

Ao ressaltar que o mercado de cripto tem futuro promissor, Musk disse que isso não pode representar um custo grande para o meio ambiente.

O bitcoin sofreu uma das piores quedas desde sua criação, recuando mais de 10% em 24 horas. Por volta das 8h, a principal criptomoeda do mercado perdeu o patamar dos US$ 50 mil, sendo cotada a US$ 48.808,061.

Além disso, quase US$ 4 bilhões em contratos futuros de bitcoin foram liquidados em 24 horas.

O que dizem os especialistas

No final da manhã, por volta das 10h, o bitcoin voltou aos US$ 50 mil, mas luta para se manter no lugar. André Franco, analista da Empiricus, comenta a queda da criptomoeda no vídeo a seguir. Assista:

Para ele, Musk apenas deixou de fazer transações em bitcoin, mas manteve a criptomoeda como parte das reservas da empresa. Isso representa uma confiança no crescimento do bitcoin no longo prazo.

Além disso, os mineradores de bitcoin se movimentam nas altas e quedas da criptomoeda. De acordo com André Franco, o mercado segue estável e mantendo a mesma ideia de acúmulo de bitcoins, mesmo com a queda.

O especialista em criptomoedas da Bloomberg, Mike McGlone, também não se deixou abalar pelo anúncio. "A iniciativa curiosa do CEO da Tesla, Elon Musk, de suspender as compras usando bitcoin, não abala nossa opinião de que a criptomoeda tem vantagem sobre as ações do fabricante de veículos elétricos", comenta ele.

Volatilidade no mercado

Nesta terça-feira, 11, a Securities and Exchange Commission (SEC), equivalente americana à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), alertou para a volatilidade e a falta de regulação no mercado de bitcoin. Em um comunicado, a equipe da Divisão de Gestão de Investimentos da SEC disse que incentiva qualquer investidor interessado em fundos mútuos com exposição ao mercado futuro da criptomoeda a considerar "cuidadosamente" sua própria tolerância ao risco e a possibilidade de perda.

"Entre outras coisas, os investidores devem entender que o Bitcoin, incluindo o ganho de exposição por meio do mercado futuro de Bitcoin, é um investimento altamente especulativo", dizia um trecho do documento. Segundo a SEC, além de considerar a volatilidade do mercado de criptomoedas, o investidor também precisa levar em conta a possibilidade de fraude e manipulação, devido à falta de um marco regulatório.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

A equipe da agência afirmou ainda que monitorará de perto o impacto dos investimentos de fundos mútuos em futuros de bitcoin na proteção do investidor, na formação de capital e na eficiência dos mercados.

E o Dogecoin

O bilionário também voltou a comentar em sua conta no Twitter sobre a possibilidade de usar Dogecoins ao invés de bitcoins.

Musk fez uma enquete em sua conta para saber se deveria ou não passar a usar a moeda-meme nas transações da empresa. Entretanto, vale ressaltar que o Dogecoin não é recomendado por especialistas.

Seguindo a queda do bitcoin, as dez principais criptomoedas do mercado seguem movimento de desvalorização, à exceção da Cardano (ADA).

Quem lidera a baixa é o Bitcoin Cash (BCH), caindo 12,81%, seguido pelo Dogecoin (DOGE), que recua 11,59%. As duas seguintes são o Bitcoin (-10,43%), Ethereum (-10,79%) e Binance Coin (-8,69%).

Fonte: Coin Market Cap

*Com informações do Estadão Conteúdo

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Sinal amarelo

Marfrig (MRFG3) confirma participação em oferta da BRF (BRFS3), mas não poderá assumir o controle da empresa; entenda

Segundo um comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários hoje, as compras da Marfrig estarão limitadas a sua participação acionária atual

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa no azul apesar da volatilidade, bitcoin no vermelho e imbróglios com FII e Oi: o que marcou o mercado nesta sexta

Numa semana marcada pela escalada das tensões entre Rússia e Ucrânia, decisão de juros nos Estados Unidos e um discurso mais hawkish (duro contra a inflação) por parte do presidente do banco central americano, Jerome Powell, o Ibovespa conseguiu, mais uma vez, acumular alta. E as bolsas americanas – pasme – também. A sexta-feira (28) […]

DESINVESTIMENTOS

Em negócio bilionário, Petrobras (PETR4) vende ativos na Bacia Potiguar para subsidiária da 3R Petroleum (RRRP3); saiba quanto entrou nos cofres da estatal

A bola da vez é um conjunto de 22 concessões de campos de produção terrestre e de águas rasas, juntamente à sua infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento, transporte e escoamento

SACO DE PANCADAS PRESIDENCIAL

Petrobras (PETR4) recua quase 4% após críticas de Lula; petista condenou pagamento de dividendos e política de preços da estatal

Embalados pela alta do petróleo, os papéis operavam em alta mais cedo, mas, após a nova rajada de críticas, passaram a registrar uma queda brusca

Fechamento da semana

Ibovespa tem dia de realização de lucros e fecha em queda, mas acumula alta de 2,72% na semana; dólar fecha em R$ 5,39

Semana foi marcada pela volatilidade nas bolsas internacionais, mas estrangeiro continuou buscando ações brasileiras