Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-09-20T19:35:53-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Dinheiro na conta

Com dividendo bilionário, Copel (CPLE6) se salva da queda generalizada da bolsa

Estatal paranaense de energia anunciou que vai pagar R$ 1,4 bilhão em dividendos e Juros sobre o Capital Próprio (JCP) aos acionistas

20 de setembro de 2021
11:28 - atualizado às 19:35
Sede da Copel
O valor será pago em 30 de novembro e equivale a um retorno (dividend yield) de 7,9%. - Imagem: Divulgação

Uma informação divulgada na sexta-feira à noite, quando a maior parte dos investidores já havia desligado os terminais de cotações, salvou as ações da Copel (CPLE6) da queda generalizada da bolsa hoje.

A estatal paranaense de energia anunciou o pagamento de R$ 1,4 bilhão em dividendos e Juros sobre o Capital Próprio (JCP). O valor será pago em 30 de novembro e equivale a um retorno (dividend yield) de 7,9%.

Por volta das 11h20, CPLE6 era a única ação do Ibovespa com alta relevante e subia 5,13%, cotada a R$ 6,97. No fim do pregão, a ação era cotada em R$ 6,99, alta de 5,43%, maior alta do índice nesta segunda-feira amplamente negativa para a bolsa brasileira.

As ações serão negociadas ex-direitos a partir do dia 1º de outubro. Isso significa que, para garantir os dividendos, é preciso ter posição acionária na Copel no último dia de setembro.

Também na sexta-feira, a estatal informou que não exercerá o direito de preferência na aquisição da participação acionária da Gaspetro na Compagas.

A concessionária responsável pela distribuição de gás natural canalizado no Paraná tem como acionistas a Copel, com 51% das ações, e a Gaspetro e a Mitsui, cada uma com 24,5% de participação.

Leia também:

Hora de comprar ações da Copel?

Para os analistas do Goldman Sachs, porém, ainda não é hora de comprar CPLE6. O banco tem recomendação neutra para as ações, com preço-alvo de R$ 7.

Os analistas avaliam que a Copel passou por melhoras na gestão e se beneficia do portfólio diversificado de geração, transmissão e distribuição de energia.

Por outro lado, o Goldman acredita que a potencial oferta de ações, com a venda de participação do governo do Paraná, pode pressionar o preço dos papéis da companhia no médio prazo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Um brinde

A Ambev (ABEV3) nunca vendeu tanta cerveja como no 3º trimestre. E as ações disparam na bolsa

A gigante de bebidas registrou lucro líquido de R$ 3,6 bilhões no terceiro trimestre, alta de 50% e acima do esperado pelo mercado. Hora de comprar a ação?

MERCADOS HOJE

Entre balanços positivos e nova elevação da Selic, Ibovespa abre o dia instável; dólar avança

Durante turbulências, não é raro que pilotos bem treinados sejam obrigados a alterar o seu plano de voo e apelar para uma pitada de improviso. Com o teto de gastos oficialmente ignorado e as contas públicas cada vez maiores, o mercado já antecipava uma mudança de tora por parte do Banco Central — e foi […]

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro abre em queda após aumento de juros e IGP-M acima do esperado e dólar avança hoje

A agenda de balanços conta com Petrobras e Vale, enquanto o exterior deve sentir cautela antes da inflação nos EUA amanhã

O melhor do Seu Dinheiro

Nem tudo é terra arrasada pela alta dos juros, o mercado pós-Copom e outros destaques do dia

O aperto monetário ressuscitou a renda fixa, com alguns CDBs voltando a pagar taxas de 1% ao mês ou mais.

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje?: Unidos do Aperto Monetário… Nota… Dez!

Como se não bastasse ter que se preocupar com os resultados de Vale e Petrobras, que juntas representam mais de 20% do Ibovespa, ainda teremos que digerir a alta de 150 pontos-base da Selic

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies