🔴 AS BIG TECHS ESTÃO ‘SUGANDO’ DINHEIRO DA BOLSA BRASILEIRA? – VEJA COMO SE PROTEGER

Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
Problemas nas refinarias?

Com ameaça de desabastecimento no radar, produção da Petrobras (PETR4) recua 4,1% no 3º trimestre

Antes da divulgação do relatório, a petroleira já havia informado que não teria capacidade para atender, em sua totalidade, os pedidos por fornecimento de combustível em novembro

Plataforma P-77 da Petrobras, no campo de Búzios
A companhia reforçou, no entanto, que não há motivo para pânico, porque os pedidos adicionais poderão ser atendidos por importadoras do setor. - Imagem: Petrobras

Em meio a críticas à política de preços e ameaças de desabastecimento, a atenção do mercado está voltada para os números de produção e venda da Petrobras (PETR4) no terceiro trimestre, divulgados nesta quarta-feira (20).

Dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados mais cedo antecipavam que uma queda na produção estaria a caminho, e o recuo foi confirmado pelo relatório oficial da estatal. 

Segundo o documento, a produção  média  de  óleo,  gás natural e líquido de gás natural (LGN) ficou em 2,83 milhões de barris de óleo equivalente por dia (MMboed) entre julho e setembro. O resultado é 4,1% inferior aos 2,95 MMboed registrados no mesmo período do ano passado. 

Antes da divulgação do relatório, a petroleira já havia informado que não teria capacidade para atender, em sua totalidade, os pedidos por fornecimento de combustível em novembro. De acordo com a Petrobras, a demanda "atípica" solicitada pelas distribuidoras veio "20% acima da sua capacidade de suprimento no caso do diesel e 10% acima em relação à gasolina".

A companhia reforçou, no entanto, que não há motivo para pânico, porque os pedidos adicionais poderão ser atendidos por importadoras do setor.

Destaques da produção no período

Apesar da queda anual, na comparação com o trimestre anterior a produção média subiu 1,2%. Segundo a estatal, dois fatores explicam o crescimento. O primeiro é o início das operações, em agosto, na unidade flutuante de armazenamento e transferência (FPSO) Carioca no campo de Sépia, localizado no pré-sal da Bacia de Santos.

O segundo é o aumento na média trimestral de produção do FPSO P-70, que opera no campo de Atapu e atingiu sua capacidade máxima no início de julho. Segundo a Petrobras, o resultado confirma o bom desempenho tanto dos poços quanto da plataforma.

A produção no pré-sal também foi destaque no período, com 2 MMboed no trimestre, e representou 71% da produção total da companhia. No terceiro trimestre de 2020 esse percentual era de 67%.

Vendas em alta 

Se a produção anda em baixa, o mesmo problema não foi observado na comercialização de derivados de petróleo no mercado interno. As vendas chegaram a 1,9 Mbpd no período, alta próxima aos 10,5% na comparação trimestral e anual.

A Petrobras destaca que as vendas de diesel - 867 Mbpd no 3T21 - foram as maiores desde 2015; já a gasolina, cuja comercialização totalizou 441 Mbpd no trimestre, marcou os maiores volumes desde 2017.

Desinvestimentos 

O relatório mostra ainda o andamento da venda de ativos da estatal, movimento que faz parte de sua estratégia de otimização do portfólio e, de acordo com o documento, visa a “maximização de valor” para a empresa. Entre os destaques do trimestre estão:

  • A cessão, para a 3R Rio Ventura S.A, da participação de 100% no Polo Rio Ventura,  localizado no estado da Bahia;
  • Finalização da cessão, para a TotalEnergies, da participação de 10% no campo da Lapa;
  • Finalização da cessão da participação de 50% no campo terrestre Rabo Branco,  localizado na Bacia Sergipe-Alagoas, para a Petrom.

Compartilhe

MEIOS DE PAGAMENTO

Cielo se prepara para sair da bolsa e uma dupla de empresas de maquininhas pode surfar essa onda, mas o Santander tem uma favorita

12 de junho de 2024 - 17:33

Os analistas avaliam que existe uma boa janela de curto prazo para a Stone e a PagSeguro em meio à queda das ações e à OPA da Cielo; veja quem é a preferida

Rali das “meme stocks”

‘Efeito Roaring Kitty’ faz GameStop levantar mais de US$ 2 bilhões com venda de ações

12 de junho de 2024 - 16:04

Varejista de videogames vendeu 75 milhões de ações após volta de trader que inspirou o épico ‘short squeeze’ em 2021

Mercado acionário

Bank of America corta preço-alvo para ações de bancões brasileiros, mas mantém recomendação

12 de junho de 2024 - 15:10

Combinação de receitas diversificadas, funding, controle de custos e balanços fortes são os fatores positivos apontados pelos analistas

DINHEIRO NO BOLSO

Dividendos milionários: Grupo Mateus (GMAT3) vai pagar mais de R$ 134 milhões para acionistas; confira os prazos e como receber

12 de junho de 2024 - 12:50

O anúncio da distribuição do JCP ocorre em um momento positivo para a companhia, que vem contrariando a crise no varejo

Quem vai ficar com ela

Acionistas da Braskem descartam negociação com a Petrochina

12 de junho de 2024 - 11:42

Companhia informou à CVM que seus controladores, Petrobras e Novonor, negam as negociações

UM NOVO PEDIDO

Vale (VALE3), BHP e Samarco fazem nova proposta bilionária por desastre em Mariana — mas ainda é menos do que o governo exige

12 de junho de 2024 - 10:39

Junto com a BHP Brasil e a Samarco, as mineradoras se propuseram a pagar R$ 140 bilhões pela tragédia na barragem

MAIS UMA FATIA

Do papel ao pano, Suzano (SUZB3) entra no ramo têxtil e compra 15% de fabricante de fibras por cerca de R$ 1,3 bilhão

12 de junho de 2024 - 8:54

Além da aquisição, o acordo com acionistas da B&C inclui o direito da Suzano a duas cadeiras no conselho de administração da Lenzing

ENTREVISTA EXCLUSIVA

Diversidade de gênero: presidente da ABVCAP anuncia iniciativa para impulsionar mulheres em carreiras de investimentos

11 de junho de 2024 - 19:45

Em entrevista ao Seu Dinheiro, Priscila Rodrigues, presidente da Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital contou detalhes do projeto de incentivo a mulheres

CONFIRA OS CENÁRIOS

Rede D’Or (RDOR3) quer recomprar até R$ 1 bilhão em ações e deve usar reserva de lucros para isso; como ficam os acionistas?

11 de junho de 2024 - 18:38

A empresa poderá adquirir até 30 milhões de ações ordinárias, soma que corresponde a 10% do total em circulação no pregão de ontem

APÓS FUSÃO FRUSTRADA

Santander corta o preço-alvo da PetroReconcavo (RECV3), mas mantém recomendação de compra e ações saltam 4% na bolsa

11 de junho de 2024 - 15:25

Para o segundo semestre, a expectativa é de que a PetroReconcavo pise no acelerador, para uma média de 27 mil boed até o fim de 2024 e de 31 mil boed em 2025

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar