Menu
2021-03-10T17:19:17-03:00
Estadão Conteúdo
Trilionário

Em vitória de Biden, Congresso aprova pacote fiscal de US$ 1,9 trilhão

Nenhum republicano votou a favor da aprovação da lei, enquanto apenas um democrata votou contra.

10 de março de 2021
17:19
Joe Biden
Imagem: Shutterstock

A Câmara dos Representantes aprovou nesta quarta-feira, 10, a versão final do pacote fiscal de US$ 1,9 trilhão proposto pelo governo americano. Foi a primeira vitória legislativa do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que assumiu o cargo em 20 de janeiro. De acordo com a Casa Branca, o democrata assinará a legislação nesta sexta-feira, 12.

Leia também:

A proposta de estímulos já havia sido aprovada na Câmara no final de fevereiro, mas voltou para análise dos deputados após sofrer alterações no Senado. Hoje, a legislação passou com 220 votos favoráveis e 211 contrários. Nenhum republicano votou a favor da aprovação da lei, enquanto apenas um democrata votou contra.

"O Congresso acaba de aprovar o Plano de Resgate Americano do presidente Biden", diz uma publicação na conta oficial da Casa Branca no Twitter. "Um pacote legislativo histórico que virará a página desta pandemia, proporcionará alívio direto aos americanos e dará partida em nossa economia."

A legislação inclui US$ 350 bilhões em ajuda financeira a governos estaduais e locais, pagamentos diretos de US$ 1,4 mil para indivíduos que ganham até US$ 75 mil por ano, a extensão dos benefícios de auxílio-desemprego de US$ 300 por semana, além de US$ 130 bilhões para escolas e US$ 14 bilhões para acelerar a distribuição de vacinas contra a covid-19.

A medida mais polêmica, o aumento do salário mínimo do país de US$ 7,25 para US$ 15 a hora, foi retirada da proposta no Senado para agradar à ala mais moderada do partido.

De acordo com a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, o governo se moverá "rapidamente" para implementar os estímulos. Ela disse que Biden indicará alguém para liderar o processo, mas não indicou nenhum nome específico. Nesta terça-feira, 9, a secretária do Tesouro, Janet Yellen, afirmou que o governo trabalharia para que os recursos da proposta destinados a estados e cidades estivessem disponíveis o mais rápido possível.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

FECHAMENTO

Mercado olha desconfiado para Orçamento e Ibovespa acompanha queda do exterior; dólar fica estável

Com a agenda de indicadores esvaziada e a véspera de feriado trazendo uma maior cautela ao cenário, os investidores acabaram optando pela cautela

Prioridade na Casa

Câmara aprova requerimento de urgência sobre projeto de privatização dos Correios

A medida permite que a proposta “fure” a fila de votação de projetos e pode agilizar o processo de desestatização

produção em baixa

Netflix decepciona em novos assinantes, mas nega impacto da concorrência

Papéis da empresa negociados na Nasdaq caíam mais de 10% no after market; pandemia impactou em novas produções, com reflexo no balanço da companhia

Desencontro acadêmico perdoado

Eike Batista é absolvido pela CVM em processo sobre ‘inconsistências’ no currículo

A farsa do fundador do Grupo X, que se apresentava com diferentes credenciais para cada uma das empresas, foi descoberta após sua prisão

A maior desde 1994

Com recorde na arrecadação em março, Paulo Guedes fala em recuperação econômica

Os R$ 137,9 bilhões arrecadados no mês animaram o ministro e o levaram a afirmar que o país “se levantou”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies