Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-03-04T17:53:29-03:00
Estadão Conteúdo
Retirada histórica

Saques líquidos da poupança somam R$ 5,832 bi em fevereiro, revela BC

Este é o maior volume de retiradas para meses de fevereiro desde 2016, quando as saídas somaram R$ 6,638 bilhões.

4 de março de 2021
17:52 - atualizado às 17:53
poupança
Imagem: Shutterstock

A caderneta de poupança fechou o mês de fevereiro de 2021 com nova saída de recursos, no segundo mês seguido de saques líquidos após dez meses consecutivos de captações. Dados divulgados nesta quinta-feira, 4, pelo Banco Central mostram que saíram da poupança R$ 5,832 bilhões líquidos no mês passado.

Leia também:

Este é o maior volume de retiradas para meses de fevereiro desde 2016, quando as saídas somaram R$ 6,638 bilhões. O resultado sucede os saques recordes de R$ 18,154 bilhões em janeiro, a maior retirada da história para qualquer mês.

Além do gasto mais elevado das famílias no começo do ano com o pagamento de impostos e matrículas escolares, a sequência de resultados negativos coincide com o fim do pagamento, pelo governo, de auxílios emergenciais. No ano passado, a poupança foi favorecida pelo pagamento dos auxílios, em meio aos esforços do governo para reduzir os efeitos da pandemia de covid-19 sobre uma parcela da população.

Além disso, a caderneta foi impulsionada em 2020 pela maior cautela das famílias brasileiras. Preocupadas com a renda futura e com medo do desemprego, muitas delas reduziram gastos e passaram a aplicar recursos na poupança, o que elevou o saldo. Este movimento foi o que o próprio BC chamou de "poupança precaucional", que agora está sendo usada pelos poupadores.

Neste cenário, os brasileiros retiraram R$ 245,656 bilhões brutos da poupança em fevereiro e depositaram R$ 239,824 bilhões. O movimento gerou a retirada líquida de R$ 5,832 bilhões. Considerando o rendimento de R$ 1,540 bilhão no período, o saldo total da caderneta somou R$ 1,014 trilhão no fim do mês passado.

Após a captação líquida de R$ 166,309 bilhões ao longo de 2020, o resultado acumulado no primeiro bimestre de 2021 já registra uma retirada líquida de R$ 23,986 bilhões. Nos dois primeiros meses do ano, os depósitos totais somaram R$ 484,732 bilhões e os saques totalizaram R$ 508,719 bilhões.

A poupança é remunerada atualmente pela taxa referencial (TR), que está em zero, mais 70% da Selic (a taxa básica de juros), hoje em 2,00% ao ano. Na prática, a remuneração atual da poupança é de 1,4% ao ano. O porcentual não cobre necessariamente a inflação.

Esta regra de remuneração da poupança vale sempre que a Selic estiver abaixo dos 8,50% ao ano. Quando estiver acima disso, a poupança é atualizada pela TR mais uma taxa fixa de 0,5% ao mês (6,17% ao ano).

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Crise dos chips

Sem carro zero no mercado, preço de usados sobe até 20% e vendas disparam – carro usado chega a custar mais que um novo

Mercado enfrenta escassez de semicondutores, demanda alta por veículos e prazos longos para a entrega

sem escassez

Fábrica da Tesla em Xangai deve terminar setembro com 300 mil carros produzidos em 2021

Marca será atingida mesmo em meio a uma escassez global de semicondutores, disseram duas fontes da montadora à Reuters

Fim da pandemia

CEO da Pfizer prevê que voltaremos à vida normal dentro de um ano, mesmo com novas variantes do coronavírus

Albert Bourla acredita que vacinação contra a covid-19 se tornarão anuais, para cobrir novas variantes, e que vacinas durarão um ano

ainda não acabou

Controladores da Alliar (AALR3) contratam XP para vender o negócio, diz jornal

Empresa de diagnósticos foi alvo, recentemente, de disputa pelo controle pela Rede D’Or e fundos ligados ao empresário Nelson Tanure

Mais recursos

Democratas aprovam pacote de US$ 3,5 tri no Comitê de Orçamento da Câmara dos EUA

Recursos serão destinados à rede de segurança social e programas relacionados a mudanças climáticas. Obtenção de quase unanimidade para aprovação no Congresso é desafio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies