Menu
2021-04-22T15:11:34-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Fechando o bolso

Republicanos contrariam Biden e propõem pacote alternativo de US$ 568 bilhões para infraestrutura

O valor defendido pela oposição é muito inferior aos mais de US$ 2 trilhões propostos pelo presidente democrata

22 de abril de 2021
15:11
Biden
Imagem: Shutterstock

Um grupo de senadores do Partido Republicano nos Estados Unidos divulgou nesta quinta-feira (22) o esboço de um pacote de infraestrutura de US$ 568 bilhões. O projeto é uma alternativa da oposição à proposta do presidente americano, Joe Biden, cujo montante ultrapassa os US$ 2 trilhões.

O plano dos republicanos inclui US$ 299 bilhões em gastos com estradas e pontes- um aumento em relação aos US$ 115 bilhões que o plano democrata propõe. O restante da verba iria para sistemas de trânsito e internet banda larga ao longo de cinco anos.

A oposição pede a cobrança de taxas de uso de veículos elétricos e o reaproveitamento de gastos federais existentes para financiar as despesas, mas se opõe ao aumento do imposto corporativo de 21% para 28% proposto por Biden.

Já a proposta de Biden prevê: 

  • US$ 621 bilhões para modernizar a infraestrutura de transporte;
  • US$ 400 bilhões para ajudar a cuidar dos idosos e portadores de deficiência;
  • US$ 300 bilhões para impulsionar a indústria de manufatura;
  • US$ 213 bilhões para reforma e construção de moradias populares;
  • US$ 100 bilhões para expandir o acesso à banda larga, entre outros itens.

Reação

Após senadores republicanos apresentarem o pacote alternativo, o líder da maioria no Senado, Chuck Schumer, foi ao Twitter para afirmar que qualquer projeto desta natureza deve incluir infraestrutura verde. 

O comentário do democrata ocorre em meio à Cúpula do Clima, organizada pela Casa Branca. "Qualquer projeto de infraestrutura que consideremos aqui no Senado deve incluir infraestrutura verde, criar empregos verdes e fazer um progresso significativo em direção à redução de gases de efeito estufa", escreveu Schumer.

Por outro lado, o líder republicano no Senado, Mitch McConnel, defendeu a iniciativa. "Os americanos precisam e merecem soluções de infraestrutura bipartidárias. Espero que os democratas venham à mesa e trabalhem conosco em um caminho bipartidário para fortalecer nossa pátria", afirmou também em postagem na rede social.

Na Cúpula do Clima, que se iniciou nesta quinta-feira (22) com a participação virtual de líderes mundiais, os EUA anunciaram a meta de cortar a emissão de carbono pela metade até o fim desta década. O governo americano também anunciou um plano de financiamento internacional voltado à questão climática.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

cardápio dos balanços

Balanços de Copel, Braskem, Azul e outros mexem com o mercado nesta quinta; veja os destaques

Só no Ibovespa, foram ao menos cinco companhias que revelaram os resultados do primeiro trimestre entre esta quarta e quinta; desempenho mexe com os papéis das companhias

Exile on Wall Street

Investir de maneira inteligente ajuda (mas não garante) retorno

Quero voltar aqui rapidamente ao Day One de terça, quando o Felipe citou o Soros em sua melhor forma, o arquétipo do investidor autocrítico: “Toda posição tem uma ou mais vulnerabilidades.” “Se você acha sua exposição perfeita, cuidado; você apenas não entendeu direito.”  “Sempre existe algo escondido ali, alguma armadilha não percebida a priori. Suas chances de […]

Dentro do balanço

Mercado Livre adere ao bitcoin e coloca R$ 40 milhões da criptomoeda em caixa

O documento foi publicado na página da SEC, a CVM americana, porque a empresa de entregas é listada na Nasdaq

Briga na Casa

Tensão no Congresso: Senado busca reforma tributária ampla, mas Câmara quer fatiar

A divisão da proposta em quatro partes é defendida pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), com aval do ministro da Economia, Paulo Guedes, mas enfrenta resistências

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies