Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-30T11:51:14-03:00
Rafaella Bertolini
Crise social

Desemprego se mantém em 14,6% e atinge 14,8 milhões de brasileiros, segundo Pnad Contínua

O resultado indica alta de 1,7% em relação ao mesmo período do ano anterior e vem levemente acima da mediana estimada pelo mercado, de 14,5%

30 de julho de 2021
9:12 - atualizado às 11:51
Trabalho (1)
Imagem: Reprodução/ Sagres

A Taxa de Desemprego no Brasil ficou em 14,6% no trimestre encerrado em maio, conforme divulgou nesta sexta-feira (30) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O número veio levemente acima da mediana estimada pelo mercado, o intervalo das projeções ia de 14,1% a 15,2%, com mediana de 14,5% de acordo com o Broadcast.

Os dados compõe a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad). A Taxa de Desemprego se manteve estável em relação ao trimestre encerrado em fevereiro, mas na comparação com o mesmo período do ano anterior apresentou alta de 1,7% .

Esta foi a segunda maior taxa da série histórica, iniciada em 2012. O recorde de 14,7% foi registrado nos dois trimestres anteriores, encerrados em março e abril.

Dados da Pesquisa

  • A população desempregada chegou a 14,8 milhões de pessoas aumentando 16,4% (mais 2,1 milhões de pessoas) frente ao mesmo trimestre móvel de 2020 (12,7 milhões de pessoas) e apresentando estabilidade em relação ao período anterior.
  • população ocupada (86,7 milhões de pessoas) cresceu 0,9% (mais 809 mil pessoas) em relação ao trimestre móvel anterior e ficou comparada ao mesmo trimestre de 2020.
  • O nível da ocupação (percentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar) chegou a 48,9%, ficando estável em relação ao trimestre móvel anterior (48,6%) e caindo 0,6% ante igual trimestre de 2020 (49,5%).
  • O rendimento real habitual (R$ 2.547) ficou estável em ambas as comparações, assim como a massa de rendimento real habitual (R$ 215,5 bilhões).

O que a reforma tributária muda nos seus investimentos? Confira neste vídeo:

  • A taxa de informalidade no mercado de trabalho do país subiu para 40% da população ocupada no trimestre finalizado em maio de 2020. Segundo o IBGE, entre os 86,7 milhões de pessoas ocupadas no Brasil, 34,7 milhões eram trabalhadores sem carteira assinada, pessoas que trabalham por conta própria sem CNPJ e aqueles que trabalham auxiliando a família.
  • A população subutilizada (desempregados, aqueles que trabalham menos do que poderiam e as pessoas que poderiam trabalhar mas não procuram emprego) chegou a 32,9 milhões, estável em relação a fevereiro deste ano mas 8,5% superior a maio de 2020 (mais 2,6 milhões de pessoas).

*Com informações do IBGE

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

O que mexe com o preço do bitcoin (BTC) hoje: falas de Ray Dalio e da gestora que previu alta das ações da Tesla movimentam o dia

Otimismo com bitcoin a US$ 500 mil e preocupação com a regulamentação: quem vencerá o cabo de guerra das criptomoedas

Parceria digital

Assaí (ASAI3) faz parceria com Cornershop, aplicativo de compras online

A plataforma foi criada para que consumidores comprem produtos de supermercados locais com entregas rápidas ou programadas

Exile on Wall Street

O que faz as empresas falharem? Conheça as cinco “assassinas silenciosas” que podem impactar nos seus investimentos

O verdadeiro início da derrocada de uma empresa não pode ser devidamente noticiado pelas finanças ou pelas operações, mas somente dentro do núcleo de cultura corporativa

CAPTAÇÕES BILIONÁRIAS

Localiza, Unidas e Movida vão a mercado em busca de R$ 5 bilhões com emissões de debêntures

Locadoras de veículos se recuperaram rapidamente da crise da covid-19 e buscam recompor o caixa em meio à escassez de componentes no setor automotivo

De olho no dragão

Ministério da Economia eleva expectativa para inflação em 2021; veja qual a nova projeção

A pasta também atualizou as estimativas para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor, utilizado para a correção do salário mínimo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies