Menu
2021-02-19T18:49:39-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
o que deve vir por aí

Monitor da FGV aponta queda de 4,0% para o PIB em 2020

Para coordenador do Monitor, recuo consolida retrações disseminadas em diversas atividades econômicas, provocadas pela pandemia

19 de fevereiro de 2021
13:27 - atualizado às 18:49
pib 2020
Imagem: Shutterstock

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro recuou 4,0% no ano de 2020, segundo o Monitor do PIB, apurado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV).

Pelo lado da oferta, indústria e serviços recuaram, enquanto a agropecuária cresceu 2,0% no ano passado. Sob a ótica da demanda, houve retração em todos os componentes, com destaque para a queda de 5,2% no consumo das famílias.

"A expressiva queda de 4,0% da economia em 2020 consolida retrações disseminadas em diversas atividades econômicas, em decorrência da pandemia de covid-19", avaliou Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB-FGV, em nota oficial. "Os desafios para 2021 mostram-se grandes a partir deste cenário, tendo em vista que, devido ao crescimento lento de 2017-2019, a economia não havia sido capaz de recuperar as perdas da recessão de 2014-2016."

Segundo ele, com o choque enfrentado em 2020, que ainda não foi totalmente eliminado, os resultados de 2014, pico da série histórica, "parecem cada vez mais distantes de serem alcançados".

Sob a ótica da demanda, a Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF, medida dos investimentos no PIB) recuou 2,9% em 2020, puxado pelo componente de máquinas e equipamentos. As exportações caíram 1,9% em 2020, enquanto as importações apresentaram retração de 10,3%.

"O resultado do PIB de 2020 interrompeu a trajetória de crescimento que se estendia por três anos e retornou ao patamar de 2016. A preços constantes de 2020, o PIB de 2020, embora seja um pouco maior que o de 2016, ainda é inferior aos do período 2017 a 2019", ressaltou a nota da FGV.

Comparação trimestral e mensal

O PIB teve um crescimento de 3,4% no quarto trimestre de 2020 em comparação ao terceiro trimestre. Em relação ao quarto trimestre de 2019, o PIB teve uma retração de 0,8%.

No mês de dezembro, o PIB apresentou crescimento de 1,0% ante novembro de 2020. Na comparação com dezembro de 2019, houve expansão de 1,4% em dezembro de 2020, o primeiro resultado positivo após nove meses consecutivos de quedas.

O Monitor do PIB antecipa a tendência do principal índice da economia a partir das mesmas fontes de dados e metodologia empregadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pelo cálculo oficial das Contas Nacionais.

*Com informações da Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Abertura

Na contramão do mundo, Ibovespa abre com leves ganhos puxado por bons resultados de empresas

A Vale registrou lucro líquido no quarto trimestre e ao longo da semana, as companhias têm dado sinais de recuperação mesmo durante a pandemia

O melhor do Seu Dinheiro

Os atalhos do campo financeiro

Se você gosta de futebol (se não, peço desculpas, o texto já já vai chegar no ponto), sabe que a crônica esportiva é cheia de jargões, metáforas e frases prontas para explicar o jogo e a atuação dos jogadores.  Uma metáfora que vira e mexe aparece nos textos é o tal “atalhos do campo”. Essa […]

débito ou crédito?

Lucro do PagSeguro soma R$ 430 mi no trimestre; maior da história da companhia

O recorde, contudo, não foi suficiente para evitar que o PagSeguro terminasse 2020 em queda. O lucro líquido ajustado da empresa caiu 2,4% em comparação a 2019, ao alcançar R$ 1,434 bilhão

internet mais rápida

Anatel aprova edital do leilão do 5G

A tecnologia 5G é a quinta geração das redes de comunicação móveis. Ela promete velocidades até 20 vezes superiores ao do 4G

Esquenta dos Mercados

Inflação nos EUA atrai a atenção dos mercados globais e dita o tom das bolsas

Os dados saem às 10h30 e perspectivas do mercado afirmam que, não importa a direção, o índice de preços ao consumidor deve surpreender os investidores

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies