Menu
2021-05-21T16:22:16-03:00
Empiricus
Cashback

Méliuz (CASH3) e Mosaico (MOSI3) estão valendo a pena?

No vídeo de hoje, analista comenta sobre os tickers CASH3 e MOSI3, com foco em conexão entre usuários e varejista.

21 de maio de 2021
16:22

A Méliuz (CASH3) foi a empresa pioneira na implementação do cashback em nosso país, em uma época que pouco se comentava sobre o assunto. O termo de origem estrangeira, que pode ser traduzido como “dinheiro de volta”, é utilizado para operações onde o cliente é reembolsado, literalmente. Pode ser por uma compra online, por usar o cartão de crédito ou até fazer investimentos. 

Em outra via, a Mosaico (MOSI3) tem como maior produto a sua plataforma de comparação de preços, que fica logo no topo do funil de vendas. Seu maior objetivo é auxiliar os consumidores a acharem onde o produto desejado está mais barato, sendo comissionados por isso. Ambas as empresas servem ao modelo affiliate marketing, um sistema de potencialização de vendas, onde a MOSI3 se encontra mais para o topo do funil de vendas, enquanto a CASH3 vai para o fim.

No entanto, a MOSI3 já está dando os primeiros passos para enfrentar a CASH3 de frente, ao implementar soluções de cashback. Assim, poderá ter uma solução quase completa de vendas. Percebe-se que ambas estão com estratégias fortes e competitivas, que podem beneficiar o investidor.

Quer entender melhor como essas duas empresas estão se comportando? Então, dá uma olhada no vídeo abaixo do analista Fernando Ferrer, da Empiricus, que ele explica tudo!

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

atenção, acionista

Carrefour paga R$ 175 milhões em juros sobre capital próprio e altera valor de dividendos

Cifra equivale a R$ 0,088148225 por ação em circulação; também anunciou uma modificação do valor por ação dos dividendos aprovados em abril, de R$ 0,382372952 para R$ 0,382361396

maior apetite por risco

Empresas do Brasil captam US$ 4,6 bilhões; montante deve aumentar com ofertas de Stone e Light

Emissores brasileiros haviam paralisado planos de captar no exterior nos últimos meses, em meio à turbulência interna com a pandemia e o aumento do juro norte-americano

em meio ao aumento de consumo de frango

SuperFrango, de Goiás, retomará IPO de R$ 1 bilhão

Após resolver adiar a operação, a empresa fará uma apresentação mais cuidadosa de seu negócio aos analistas; oferta é estimada entre R$ 1 bilhão e R$ 1,5 bilhão

levantamento

Estatais descumprem critérios do marco do saneamento

GO Associados calculou que as companhias públicas do Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Alagoas, Maranhão, Amazonas, Pará, Piauí, Roraima, Rondônia e Amapá não atendem a todos os critérios da “etapa 1” do decreto – que prevê o cumprimento de índices mínimos dos indicadores econômicos-financeiros

questionamentos em brasília

Novo marco de saneamento é alvo de ofensiva no Supremo e no Congresso

No Supremo, mais de 20 empresas estatais que prestam hoje serviços no setor querem a volta da possibilidade de fechar os chamados “contratos de programa”, diretamente com as Prefeituras e sem licitação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies