Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-04-08T15:25:03-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
o melhor está por vir

Guedes diz que há ‘muito barulho’ em torno do Orçamento e que economia volta forte no 2º semestre

Para ministro, desafio é encaixar emendas impositivas dentro dos programas do governo e que não há briga entre governo e Legislativo

8 de abril de 2021
15:17 - atualizado às 15:25
O ministro da Economia, Paulo Guedes
O ministro da Economia, Paulo Guedes, faz palestra de encerramento do Seminário de Abertura do Legislativo de 2020 - Imagem: Wilson Dias/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a admitir problemas com a aprovação do Orçamento de 2021, mas repetiu que essa dificuldade seria "temporária" uma vez que as lideranças políticas estão buscando correções para os excessos do projeto.

Ele voltou a destacar os bons resultados do mercado de trabalho formal e da arrecadação nos primeiros dois meses de 2021, afirmando que a economia vai crescer rápido e com força no segundo semestre.

"Há muito barulho sobre crise política e problemas com Orçamento, mas é só ruído. O que temos é uma coalização política que vai aprovar pela primeira vez o orçamento em conjunto. Houve alguns excessos sim, mas acredito que teremos em breve uma solução", afirmou em participação no 2021 Brazil Summit, organizado pela Brazilian-American Chamber of Commerce.

Para o ministro, o desafio é encaixar as emendas impositivas dentro dos programas do governo e foi enfático ao dizer que, da forma como está, o Orçamento de 2021 é inexequível.

"A questão é como resolver isso. Uma saída é politicamente conveniente, mas deixa uma sombra jurídica sobre o governo. A outra solução é perfeitamente jurídica, mas politicamente inconveniente. Mas estamos trabalhando juntos para corrigir os excessos, não estamos brigando, somos parceiros", completou.

Economia volta forte no 2º semestre

Guedes repetiu no evento a apresentação sobre o panorama da economia brasileira em meio ao recrudescimento da pandemia de covid-19. 

"São realmente más notícias. A segunda onda da pandemia veio muito mais forte, mas por outro lado estamos vacinando a população. Estamos aplicando um milhão de vacinas, começando de fato uma vacinação de massa. Acreditados que a queda da atividade será menor do que a do ano passado e será mais curta. No segundo semestre a economia vai voltar mais rápido e com mais força", disse.

Guedes citou mais uma vez os programas lançados pelo governo durante a pandemia e lembrou novamente que a queda do Produto Interno Bruto (PIB) no ano passado foi menor do que a prevista inicialmente por todos os economistas. "Nós preservamos 11 milhões de empregos no mercado formal no ano passado", repetiu.

O ministro novamente citou a aprovação de projetos nas últimas semanas, como a autonomia do Banco Central e a PEC Emergencial, para afirmar que a agenda de reformas do governo continua em andamento.

Ele citou o novo marco de saneamento e gás natural, além da agenda de privatizações. "Estávamos caminhando bem na área fiscal até que a pandemia atingiu o Brasil", repetiu. "E o Brasil é o único país que voltou à agenda de reformas", alegou.

Projetos aprovados no Congresso

O ministro da Economia destacou os projetos que vêm sendo analisados e aprovados pelo Congresso Nacional nos últimos meses, e citou os planos de privatização dos Correios e da Eletrobras.

"Estamos relativamente otimistas sobre como a democracia brasileira está funcionando, contra todas as críticas. Estamos prosseguindo com as reformas estruturais e deveríamos ser mais gentis ao analisar o que está ocorrendo no Brasil no momento", afirmou.

Guedes citou ainda que as linhas de crédito mais bem sucedidas, como a reabertura do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), estão voltando.

* Com informações da Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

FECHAMENTO DO DIA

Fed recicla discurso e não empolga, mas balanços dão gás para o Ibovespa subir mais de 1%; dólar vai a R$ 5,10

Enquanto o Fed embalava os mercados internacionais, por aqui foi a temporada de balanços que falou mais alto e levou o Ibovespa a uma alta de 1,31%

CRYPTO NEWS

Você já pensou em desistir do bitcoin?

Muitas vezes perguntamos sobre aquilo que já decidimos fazer e queremos apenas o aval dos que estão ao nosso redor

Maior da história da estatal

Ministro do STF anula condenação trabalhista de R$ 17 bilhões imposta à Petrobras

Os trabalhadores que fazem parte da ação ainda podem recorrer da decisão de Alexandre de Moraes, mas o revés já havia sido determinado em julgamento do TST

Ensinando na bolsa

Aplicativo de idiomas Duolingo dispara 36% em estreia na Nasdaq

As ações da empresa chegaram a avançar 40% mais cedo, elevando seu valor de mercado para US$ 6,5 bilhões

balanço gringo

Facebook dobra lucro no 2º trimestre, a US$ 10,3 bilhões, mas prevê desaceleração

Empresa não deve manter o ritmo de crescimento de receitas e espera impacto mais forte de atualização no sistema iOS que limita anúncios personalizados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies